On 2/10/08, Vítor Baptista <[EMAIL PROTECTED]> wrote:
> 2008/2/10 Glauber Machado Rodrigues (Ananda) <[EMAIL PROTECTED]>:
>
> > 2008/2/6 Eduardo Costa Lisboa <[EMAIL PROTECTED]>:
> > > Como diria o pai de um
> > > amigo meu, a maior função social de uma empresa é gerar lucros. Porque
> > > assim, seus funcionários -- teoricamente -- têm mais renda ou a
> > > empresa pode contratar mais pessoas.
> >
> > Folha de pagamento é custo. Custo reduz o lucro. Pagar menos os
> > empregados aumenta o lucro.
>
>
> Até certo ponto. Pagando menos terá funcionários menos satisfeitos,
> produzindo algo de pior qualidade. E os melhores(funcionários) não se
> sujeitarão a um salário baixo, exceto se você consiga dar a eles algo a
> mais, além do salário. Um bom ambiente de trabalho, um projeto motivador,
> qualquer coisa, depende da pessoa.
> Em geral, considerando que o salário já esteja na média praticada e você não
> faça mais nada p/ manter-los motivados, pagar menos diminui a qualidade do
> produto final, que o faz vender menos, que reduz o lucro. Resta saber se
> essa redução é maior ou não do que o que você economizou com o salário.


Sim isto resta saber. Também resta saber se haverá realmente algum
aumento na produção.

Porém que:

Lucro = custo_de_producao - preco_de_venda

custo_de_producao = (Materiais_Diretos + Mão_de_obra_Direta +
Custo_Fixo)/ Volume_de_Produção

Essa fórmula todo mundo sabe.

Ou seja: se você aumenta o custo da mão de obra, você aumenta o custo
de produção e reduz o lucro. É pá-pum. Se existisse uma relação entre
aumentar o salários e eles passarem a produzir mais, aí sim, pois
aumentando o volume de produção, diminui o custo.

Mas isso não é assim. Se os funcionários estão dando o melhor de si
(ou estão sendo cobrados ao máximo), e você aumenta o salário deles,
eles não vão passar a dar mais que o melhor de si. A não ser que por
um tempo eles forcem o seu próprio limite físico e intelectual. Isso
até ficarem cansados. Quer dizer, não há o que mexer nos salários
depois que o equilíbrio com a oferta do mercado foi atingido. Ou seja
o salário mínimo, ou o salário mínimo de comércio, na maioria das
vezes.

O que aumenta a produção é um processo de produção enxuto e eficiente,
e para isso é preciso que se invista onde é preciso investir. Ás vezes
em pessoal, em máquinas, em fluxo de logística, às vezes em portfólio
de produtos, às vezes em imagem, às vezes em informação,  em moral. Se
fosse só pagar mais o pessoal e pegar o dinheiro de volta na outra
ponta, o mundo seria muito mais simples e todo mundo seria mais rico.
Não haveria dono de empresa que não concordasse em pagar mais todo
mundo.

Como você disse, existe a média do mercado, e o que é considerado
justo são os limites estipulados para aquela categoria de emprego. Já
vi várias pessoas se ferrarem após serem promovidas ou terem aumento
de salário. Eles não conseguiram produzir o suficiente para compensar
o seu custo. Como não é possível voltar atrás no salário, a empresa
tem que demitir e contratar outro mais barato. É triste ver a empresa
perdendo um bom empregado porque o mesmo não soube dizer não a um
aumento, e ficar onde ele sabia que seria produtivo.

Altos salários atraem bons profissionais. Aumentar os salários não faz
melhores profissionais. Geralmente os altos salários são oferecidos
quando a empresa não consegue encontrar um profissional qualificado
para o cargo. Mesmo assim, durante a seleção aparece sempre gente
demais, e é difícil selecionar no meio de tanta gente. Nem sempre o
melhor profissional é selecionado para a vaga. Na verdade nem mesmo um
profissional bom o suficiente para a vaga. E quando o cara é bom mesmo
ele enxuga o processo, que passa a precisar de menos pessoas. A
diferença na produção quase sempre é aplicada na redução do preço de
venda do produto, para que o produto fique mais competitivo no
mercado.

E mesmo que uma empresa consiga prosperar e aumentar os salários
oferecidos para os empregados, quando isso acontece é porque a empresa
conseguiu o controle do mercado e é capaz de ditar o preço de venda do
seu produto, e assim poder pagar o que quiser para seus funcionários.
Ou seja: truste (um monopólio também serve). Mesmo que a situação
interna da empresa seja ótima, o cenário geral de empregos não melhora
muito.

Dinheiro de verdade é assim. Quem quer ser rico de verdade tem que
explorar as pessoas (e quem é rico de verdade?).

Hoje a situação é a seguinte: tem muita gente desempregada e falta
gente qualificada para ocupar as vagas que o mercado oferece. Só o que
tem é gente. Profissional que é bom, nada. Todo mundo tem que ganhar
dinheiro sem saber fazer nada.

Mesmo assim, educar a todos não é uma boa para as grandes empresas.
Pessoas brilhantes com boa educação não trabalham na empresa dos
outros, e sim na sua própria empresa. Com mais pessoas educadas, mais
empresas pequenas surgiriam, cada uma com a sua clientela e fatia do
mercado. Cada freguesia teria suas necessidades atendidas localmente.

Num mundo assim não tem lugar para grandes empresas centralizadoras
que são a única opção de trabalho e a única oferta de um produto ou
serviço em um raio infinito, global (tipo quem?).

Ou seja, educar (o mundo todo, não só uma parte dele) é o mesmo que
diminuir o tamanho das empresas. Nenhuma grande empresa quer isso.
Prefere curar doenças e distribuir alimentos para ter uma boa imagem
(tipo quem?). Mas nunca acabar com a ignorância do mundo, que é o que
mais mata.

Tudo que não presta no mundo é culpa da ignorância.

-- 
Opções desconhecidas do gcc:
  gcc --bend-finger=padre_quevedo
O que faz:
  dobra o dedo do Padre Quevedo durante a execução do código compilado.

Não uso termos em latim, mas poderia:
http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_Latin_phrases_(full)

A ignorância é um mecanismo que capacita um tomate a saber de tudo.


           "Que os fontes estejam com você..."

Glauber Machado Rodrigues
PSL-MA

jabber: [EMAIL PROTECTED]
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a