On Mar 11, 2008, "Fabianne Balvedi" <[EMAIL PROTECTED]> wrote:

> opa,
> 2008/3/10 Alexandre Oliva <[EMAIL PROTECTED]>:
> [...]
>> Fico profundamente incomodado quando vejo, na revista do CREA que

CREA-SP, só pra esclarecer e não fazer parecer que os problemas do
único CREA com que tenho contato se apliquem aos demais.

>> recebo, o constante encorajamento à denúncia do exercício "ilegal" da
>> profissão (sou engenheiro de computação, não tem exigência de
>> diploma), sempre comentada na seção de cartas com argumentos do tipo
>> "prejudicam a nossa remuneração".  Aí eu me pergunto: putz, a gente
>> paga pra manter a instituição pra ela poder cobrar da gente a AR pra
>> cada serviço que a gente faz, pra ela supostamente fiscalizar o que a
>> gente faz, pra ela chamar de vilão quem não quer alimentar essa
>> estrutura injustificada?

> realmente, justificativas que argumentam prejuízo de remuneração
> são tristes de se ver. Porém, a estrutura do CREA está muito
> longe de ser injustificada. As exigidas ARTs - Anotações de
> Responsabilidade Técnica - tem impedido muitas caldeiras
> de explodir, prédios de desabar e tetos de ruir em cima
> de muitas cabeças.

+5

O problema é quando a ART vira um fim pro CREA ganhar dinheiro, em vez
de um meio para garantir a segurança da sociedade.  É o mesmo tipo de
inversão de causa-efeito que leva à extensão indefinida de direito
autoral, depois de confundir as pessoas com o termo "propriedad
intelectual".  Direito autoral, assim como ARTs, têm um bom propósito
social, mas quando os que ganham dinheiro com eles ficam verdes de
ganância, tornam sua fonte de renda o propósito principal da
regulamentação, e aí a coisa deixa de servir ao seu propósito
original: o bem da sociedade.

> mas que construções tem de ser fiscalizadas, a isso
> tem que ser mesmo,

Um monte de coisa tem de ser fiscalizada.  E existem meios de denúncia
e investigação que, supostamente, podem dar margem à fiscalização.
Mas daí a exigir que o engenheiro pague pela fiscalização do trabalho
que fez, e a fiscalização nem acontece?!?

> Contudo, se não existisse a exigência de ARTs e fiscalizações
> nas obras, casos como este seriam muuuuito mais frequentes,

Mas disso a exigir diploma e cobrar pela anuidade do conselho e ainda
por cima por ART, a distância é grandinha, não?

-- 
Alexandre Oliva         http://www.lsd.ic.unicamp.br/~oliva/
FSF Latin America Board Member         http://www.fsfla.org/
Red Hat Compiler Engineer   [EMAIL PROTECTED], gcc.gnu.org}
Free Software Evangelist  [EMAIL PROTECTED], gnu.org}
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a