Obrigadinho pelo link!   ;o)

El Thursday 05 June 2008 17:37:20 João Cassino escribió:
> Artigo de Sergio Rosa, publicado 05/06/08, em O GLOBO
>
> =========================================
>
>
> TSE,  NÃO SEJA AMIGO DA ONÇA !
>
>     Raquel de Queiróz em 1964 escreveu na revista O Cruzeiro sobre o
> sucesso da
> apuração eletrônica nos Estados Unidos e registrou sua decepção com o
> aspecto da
> máquina de votar por ser grande e com cem manivelas - "mas que dá o
> resultado da
> votação antes da meia noite".
>
>    No Brasil, em 1982, o episódio Proconsult foi um grande fracasso no uso
> da
> computação, mas a sociedade organizada entrou na luta e impediu uma fraude
> eletrônica.
>
>    Esses e outros erros contribuíram para que o Brasil viesse a ter um
> excelente
> sistema de votação e apuração digital. Hoje, em menos de 24 horas, o
> resultado em
> todo o país é conhecido. O sistema centralizado no TSE melhorará a partir
> deste ano
> com a utilização de software livre (linux) nas "máquinas de votar", o que
> facilitará
> a fiscalização deste
> sistema desenvolvido com tecnologia nacional.
>
>    As "máquinas votar" são pequenas, sem manivelas e funcionam.
>
>
>    Enquanto isso, o uso da tecnologia da informação nas eleições dos
> Estados Unidos tem sido como cantou Antônio Maria: "de fracasso em
> fracasso". Os norte-americanos votaram em 7 de novembro de 2000 para
> presidente. Eleitores votaram errado por indução no formato da cédula e em
> dezembro ninguém ainda sabia o resultado das eleições.
>
>    Chegamos em 2008 e na disputa das prévias entre os democratas, a
> novidade:
> Barak Obama, cresce e se destaca, captando recursos através da internete e
> levando em frente a sua "chamada" para mudança.
>
>    E aí, neste momento rico de uso da rede mundial de computadores, o TSE
> determina um recuo inacreditável no uso da internete nas eleições. O
> Brasil pioneiro e no topo da tecnologia de votação e apuração eletrônica
> se prepara para um obscurantismo injustificável.
>
>    A Resolução 22.718 do TSE permite propaganda eleitoral na internete
> somente na página do candidato, proibindo o uso de mensagem eletrônica
> (email), blogs, vídeos e salas de conversa. O uso da internete em campanha
> é como se o candidato andasse pelas ruas e falasse com o eleitor. Por que
> proibir a propaganda que não depende do poder econômico?
>
>    Não cabe ao país retroceder e proibir o "improibível". A legislação tem
> que acompanhar o avanço tecnológico, e não travá-lo.
>
>    Pensemos como barrar Barak Obama quando na Carolina do Norte pediu a
> cada um dos 29 mil eleitores que mandassem mensagem de apoio aos seus
> conhecidos? E em Portland, dizendo o mesmo para uma multidão de setenta e
> cinco mil eleitores?
>
>    Parafraseando Péricles, também inspirado em uma antiga edição de O
> Cruzeiro:
> Senhores ministros do TSE, não sejam "amigos da onça".
>
>
>                                  Sergio Rosa
>                                  Ex Diretor do SERPRO
>
>         Publicado no Jornal O Globo, de 5 de junho de 2008, página 7



-- 
Alberto Barrionuevo
President FFII
www.ffii.org
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a