Daniel Pádua escreveu:
Boa pergunta, Omar.

Às vezes tenho a sensação de que estamos
comendo mosca. Por exemplo, o projeto do
azeredo tem dois anos de idade... porque
demoramos tanto para tentar desarticular
seriamente esse PL?

Quem controla o timing de tramitação de um PL é o relator, sob o jogo as forças políticas envolvidas. Nós agimos como uma dessas forças, e reativamente devido à disparidade da nossa relativa a outras forças. Mesmo assim, em dois anos soubemos jogar com os conflitos de interesse em campo, acionar e conectar atores importantes nos momentos certos.

O que aconteceu, então, foi que os donos da bola (do pacote) se adaptaram ao longo do jogo, e na segunda investida costuraram antes com mais cuidado as manobras. Encantoaram os provedores, tomaram mais cuidado com a mídia. Quando a coisa finalmente passou pela CCJ, desta vez extra-pauta, eu postei nesta lista um pedido de comentário sobre o alerta que publiquei em http://www.cic.unb.br/docentes/pedro/trabs/prioridades.html#decimoandar.

Desta vez, enquanto os donos da bola estavam mais ágeis, os colegas da lista estavam menos. A exceção do Glauber, Oliva e Hudson, ignoraram o assunto e preferiram continuar discutindo se o ministro Gil pode ou não pode se arvorar de hacker (ver log a partir de 18/6). Quando o Samandeu, André Lemos e FGV se movimentaram, a coisa já estava costurada para escorregar no plenário, com a tragédia dos Del'Isola de pano de Fundo.

Agora estamos onde estamos, e entendo seu post como um convite à autocrítica.

Porque não temos uma
espécie de EFF, monitorando as ameaças à
dita cultura de rede brasileira? Porque a
comunidade de software livre não se mobiliza
para criar uma espécie de google p2p livre,
por

Se a iniciativa for partir daqui, porque diante das tentativas vozes se levantam para desqualificar quem quer que seja a falar em nome dos que aqui se congregam. Doutro lado, já temos a ASL, e também aqui os que acham perigoso o seu estatuto. Parece que nos falta massa crítica de cultura em valores de defesa da cidadania e de ideais verdadeiramente democráticos, superadas por visões umbilicais.

--
-------------------------------------------
prof. Pedro Antonio Dourado de Rezende /\
Computacao - Universidade de Brasilia /__\
tcp: Libertatis quid superest digitis serva
http://www.cic.unb.br/docentes/pedro/sd.htm
-------------------------------------------
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a