A tecnologia em seu estado puro até pode ser neutra.
Mas onde você encontra tecnlogia assim?

O mesmo se diz da água, que não conduz energia.
Mas quem se arriscaria colocar a mão num balde
cheio de água com um fio conectado a rede elétrica
desencapado mergulhado nela?



On 9/5/08, Ricardo Bánffy <[EMAIL PROTECTED]> wrote:
>
> No caso do asteróide, adianta sim. Não precisa explodir "estilo
> Armageddon" a pedra (ou o cubo de gelo). Basta dar uma porrada e mudar
> a trajetória com a devida antecedência (aí você precisa de um foguete
> que possa fazer o trabalho não só de ir até o asteróide, mas de pousar
> em sua superfície e dar um gentil empurrãozinho com 20 anos de
> antecedência). Não precisa destruí-lo - basta fazer ele errar o alvo.
> Armas nucleares são muito pouco eficazes se explodidas na superfície
> (e no vácuo), mas podem ser usadas para fragmentar e distribuir a
> energia em mais impactos. Muitos impactos pequenos podem ser menos
> destrutivos do que um único muito grande.
>
> Uma montanha vindo em direção à Terra é uma situação gerenciável,
> desde que você tenha as ferramentas certas e perceba o problema com a
> antecedência adequada.
>
> E, claro, eles também precisariam de bons telescópios. E de serem bons
> com matemática.
>
> Mas isso é esticar a idéia muito além do que deveria. O fato é que se
> baníssemos a fabricação de armas nucleares correríamos o risco de
> precisar de uma e não saber mais como fazê-la (nem de ter as fábricas
> para fazer os materiais). Fora isso, as mesmas fábricas que enriquecem
> os materiais físseis para bombas também servem para fazer combustível
> para usinas geradoras de eletricidade (há um limite para quantos rios
> podemos represar) e, para nossa discussão sobre como salvar o mundo,
> NTRs (NERVA e ROVER foram dois projetos de NTR muito interessantes).
>
> A idéia de destruição mútua assegurada (que atende pela sigla MAD, não
> por acaso) funcionou muito bem e evitou uma troca de armas nucleares
> durante a segunda metade do século XX. Eu duvido que ela tenha deixado
> de valer hoje em dia e tenho certeza que, caso os dinossauros tivessem
> desenvolvido as armas e seus vetores, teriam descoberto a mesma idéia.
>
> 2008/9/4 Cláudio Sampaio <[EMAIL PROTECTED]>:
>
> > Na verdade se eles tivessem morreriam mais rápido. Primeiro porque bombas
> > atômicas e foguetes não adiantam contra os supostos fatores que levaram à
> > extinção deles - seja um asteróide/cometa assassino seja o mero colapso
> do
> > clima causado por mudanças geológicas. Segundo porque em tempos de crise
> as
> > bombas e foguetes fatalmente seriam usados para disputar os recursos
> > escassos e portanto aumentariam a taxa de mortes.
> >
> > []s,
> >
> > Patola
>
> _______________________________________________
> PSL-Brasil mailing list
> PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
> http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
> Regras da lista:
> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
>



-- 
Fabianne Balvedi
GNU/Linux User #286985
http://fabs.tk
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a