Salve !!

Essa discusão sobre formação superior, legalização da profissão, experiência
ou acadêmia, autodidatas ... Bem isso sempre existiu e sempre vai existir na
informática, porque não estamos falando de uma área específica qualquer.

Na informática, não conta só os conhecimentos técnicos, mas também os de
negócios, podemos tirar como exemplo, que o melhor profissional para
trabalhar com bioinformática não é o que têm graduação em Sistemas de
Informação ou Ciência da Computação, é sim um Biólogo com especialização ou
experiência no campo da informática, e isso vale para diversas áreas, onde
profissionais com graduação em outros cursos acabam sendo melhores que os de
Informática.

Mas quando estamos falando específicamente de Informática, vamos ter duas
abordagem:

1- Especilistas em Administração ou/e Desenvolvimento, seja aplicacional,
sistemas operacionais ou rede de computadores, o profissional para essas
funções acaba sendo necessário alguém tenha muito mais experiência no
assunto do que uma graduação específica, no casa vamos encontrar pessoas que
já "nasceram" para isso, e já vêm estudando e trabalhando muito antes de
poderam estar em uma Universidade, é o caso da maioria dos desenvolvedores
de Software Livre e outros, e temos também a questão de que na maioria das
vezes estamso trabalhando com soluções e produtos específicos, que vale mais
uma certificação do que uma graduação, por exemplo é o caso de um DBA Oracle
com certificado OCP 10g em RAC, um desenvolvedor Java com Certificação Sun
SCEA, um adimistrador de sistemas com uma certificação HP CSE Especialista
em Redes e Segurança HP-UX 11i etc. Vamos verificar que ne verdade uma
certificação, na maioria das vezes, é só uma maneira de certificar a
experiência do profissional, o que não exige e nem se verifica, se o
profissional tem graudação superior, neste caso o que conta realmente é a
experiência, e acredito que deveriamos antes de pensar na legalização da
profissão para os graduados, deveriam pensar que não só os graduados são
profissionais e que devemos criar meios de legalização para todos, seja por
graduação, experiência ou certificações, o Conselho de Informática não deve
e nem precisa ser igual ao CRM ou CREA, deve pensar em todos os
profissionais da área, independente de graduação ou área de formação, mesmo
que isso seja feito através da criação de categorias diferentes, mas não
diferenciadoras, ou descriminadoras.

2- Analistas, Arquitetos e Gestores, quando começamos a falar sobre algumas
atividades específicas da nossa área, como análise de sistemas e soluções,
especificação funcional, desenho da arquitetura funcional, e gestão de
projetos, estamos entrando em um campo bastante diferente, que exige do
profissional muito mais acadêmia e estudos teórios do que prática, e
acredito que onde vai realmente aprender isso é dentro de uma Universidade,
e esse sim deve ser uma profissional graduado, sabemos que já não temos
tantos analista "puros" porque é preferido juntar a função de desenvolvedor
com analista, onde muitas vezes se coloca um profissional prático e com
muita experiência que deveria estar apoiando um profissional teórico com
muitas técnicas e modelos, mas essas escolha poderá ser um grande erro que
será pago no futuro, mas é claro que um profissional com graduação superior
em Sistemas de Informação e Ciências da Computacção vai ter sem dúvidas
maiores condições de realizar um trabalho de análise do que uma profissional
não graduado, durante a graduação o profissional vai estudar diversas
técnicas, modelos e metodologias, o que fará dele um profissional mais
qualificado para análise e arquitetura funcional das soluções, mas ainda
pode não o fazer um bom profissional técnico, por faltar experiência e
conhecimento, que poderá adquirir com o tempo a experiência técnica, podendo
se tornar sem dúvida melhor dos que não são graduados. Na área de gestão de
projetos podemos considerar o exemplo parecido, mas também teremos casos
onde um profissional com formação em Adminitração e certicação do PMI,
poderá ser muito mais qualificado que um graduado em Informática, ou não.

Quanto as áreas de Hardware, como Engenharia de Computação, essas não
deveriam nem ser discutidas, até mesmo porque não considero que esse
profissional seja incluído no Conselho de Informática, pois na verdade
estamos falando de uma especialização da Engenharia, como Civil, Elétrica,
Comunicação, Mecânica entre outras.

No meu ponto de vista, a legalização da profissional depende de criarmos um
Conselho de Informática para os profissionais que trabalham nessa área, e
isso incluí não-garduados, graduados na área ou em outras áreas, o mais
importante é a comprovação do conhecimento, experiência, certificações ou
graduação, devemos pensar em como criar ferramentas que consigam comprovar
isso e como implementar esse modelo.

Um grande abraço a todos;

2008/10/12 Jiyan Yari <[EMAIL PROTECTED]>

> É por isso que as pessoas com formação nunca vão ter experiência, não é
> mesmo? porque pessoas como você nunca as contratariam para que tivessem
> experiência.
>
> A pergunta da formação acadêmica foi para o Daniel Bessa e não para você.
>
> [ ]'s
> Jiyan
>
> Em 11/10/08, Pablo Sánchez <[EMAIL PROTECTED]> escreveu:
>>
>> Qual a relevância disso para a discussão? Porque, se tiver algum
>> valor, posso falar as minhas (sim, no plural), só que, de boa? De
>> verdade? "Prá valê?"
>>
>> Não cabe no mérito da questão a formação da pessoa, pois estamos
>> justamente discutindo se a formação realmente tem esse valor todo.
>> Quem tem, diz que tem, porque afinal de contas, acha que os 4 anos
>> gastos na faculdade tem que ter sua "recompensa", e quem não tem, diz
>> que não tem, porque afinal de contas, acha que os 4 anos de mercado
>> fazem muito mais diferença.
>>
>> Agora, em ambos os casos, o que temos são pessoas que se formam e não
>> tem experiência, ou pessoas experientes sem nenhuma formação. Eu acho
>> que contrataria o segundo antes...
>>
>> Em 11/10/08, Jiyan Yari<[EMAIL PROTECTED]> escreveu:
>>
>> > Daniel, tudo bem?
>> >
>> > Qual a tua formação acadêmica?
>> >
>> > [ ]´s
>> > Jiyan Yari
>> >
>> > Em 10/10/08, Daniel Bessa <[EMAIL PROTECTED]> escreveu:
>> > >
>> > >
>> > > Concordo plenamente com a Fabianne. Creio que a maioria de pessoas que
>> > trabalham com informática começaram meio que autodidatas (e curiosos).
>> > > Trabalho há 4 anos com redes e estou há uns 2 anos envolvido com
>> Software
>> > Livre, mas nunca fiz nenhum curso disso. Sempre peguei tudo por livros
>> ou
>> > internet e praticando.
>> > >
>> > > Agora, acho errado você restringir um conhecimento de Informática a
>> cursos
>> > superiores. Aí caímos naquela discussão sobre a regulamentação da
>> profissão.
>> > >
>> > > Um médico pode muito bem aprender a programar, mas alguém da
>> informática,
>> > dificilmente conseguirá fazer uma cirurgia só lendo em livros. Concordo
>> com
>> > a exigência de diplomas para uma profissão como a de médico. Mas para
>> > Informática, é totalmente excludente! O ideal é fazer um processo de
>> seleção
>> > que teste os conhecimentos, como os realizados por certificações.
>> > >
>> > >  []'s,
>> > > Daniel Bessa
>> > > Fortaleza - CE
>> > >
>> > >
>> > >
>> > >
>> > > ----- Mensagem original ----
>> > > De: Fabianne Balvedi <[EMAIL PROTECTED]>
>> > > Para: Projeto Software Livre BRASIL
>> > <psl-brasil@listas.softwarelivre.org>
>> > > Enviadas: Sexta-feira, 10 de Outubro de 2008 10:14:41
>> > > Assunto: Re: [PSL-Brasil] [FORA DO TÓPICO] concurso do Serpro
>> > >
>> > >
>> > > se vocês querem mais guerrilheiros de SL então tem de aumentar
>> > > o escopo do edital, porque geralmente quem trabalha com SL
>> > > não tem diplomas específicos em suas áreas, e muitos nem tem diploma,
>> > > isso é fato. Eu, por exemplo, se quisesse me aplicar, não teria como.
>> > > Me encaixo perfeitamente nos requisitos de analista de comunicação
>> > > e no de programação visual, dou aula em cursos superiores
>> > > nas duas áreas, porém, meu diploma é de arquitetura
>> > > e minha pós é em ciência da computação gráfica aplicada.
>> > >
>> > >
>> > >
>> > >
>> > > 2008/10/9 china <[EMAIL PROTECTED]>
>> > >
>> > > >
>> > > > Caros;
>> > > >
>> > > > Saiu o edital para o novo concurso do Serpro. Precisamos de
>> > guerrilheiros para a luta pelo Software Livre, portanto ajudem a
>> divulgar!
>> > > >
>> > > >
>> > > > http://www.cespe.unb.br/concursos/serpro2008/
>> > > >
>> > > >
>> > > > --
>> > > > Se tiver de me xingar e me mandar tomar no furico, que o faça em
>> PVT.
>> > Ninguém da lista tem nada a ver com isso!!!!
>> > > >
>> > > > _______________________________________________
>> > > > PSL-Brasil mailing list
>> > > > PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
>> > > >
>> > http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
>> > > > Regras da lista:
>> > > >
>> >
>> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
>> > > >
>> > >
>> > >
>> > >
>> > > --
>> > >
>> > > ,_~o
>> > > _-\_<,
>> > > (*)/'(*) vote bike!
>> > >
>> > > --
>> > > Fabianne Balvedi
>> > > GNU/Linux User #286985
>> > > http://fabs.tk
>> > >
>> > > ________________________________
>> > Novos endereços, o Yahoo! que você conhece. Crie um email novo com a sua
>> > cara @ymail.com ou @rocketmail.com.
>> > > _______________________________________________
>> > > PSL-Brasil mailing list
>> > > PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
>> > >
>> > http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
>> > > Regras da lista:
>> > >
>> >
>> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
>> > >
>> >
>> >
>> >
>> > --
>> > Jiyan Yari
>> > Phone: 55-67-3026-4621
>> > Mobile: 55-67-8421-1634
>> > _______________________________________________
>> > PSL-Brasil mailing list
>> > PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
>> > http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
>> > Regras da lista:
>> >
>> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
>> >
>>
>>
>> --
>>
>> =================================
>> Pablo Santiago Sánchez
>> Análise e Desenvolvimento de Sistemas Web
>> Zend Certified Engineer #ZEND006757
>> [EMAIL PROTECTED]
>> (61) 9975-0883
>> http://www.tiblog.com.br
>> "Quidquid latine dictum sit, altum viditur"
>> =================================
>> _______________________________________________
>>
>> PSL-Brasil mailing list
>> PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
>> http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
>> Regras da lista:
>> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
>>
>
>
>
> --
> Jiyan Yari
> Phone: 55-67-3026-4621
> Mobile: 55-67-8421-1634
> _______________________________________________
> PSL-Brasil mailing list
> PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
> http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
> Regras da lista:
> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
>



-- 

Marco Lima
[EMAIL PROTECTED]

"O que sabemos, saber que o sabemos. Aquilo que não sabemos, saber que não o
sabemos: eis o verdadeiro saber."
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a