Gostaria de apenas consertar algo que disse =) quando falei em legalização,
eu estava me referindo a regulamentação ... falha minha.

2008/10/12 Marco Lima <[EMAIL PROTECTED]>

> Salve !!
>
> Essa discusão sobre formação superior, legalização da profissão,
> experiência ou acadêmia, autodidatas ... Bem isso sempre existiu e sempre
> vai existir na informática, porque não estamos falando de uma área
> específica qualquer.
>
> Na informática, não conta só os conhecimentos técnicos, mas também os de
> negócios, podemos tirar como exemplo, que o melhor profissional para
> trabalhar com bioinformática não é o que têm graduação em Sistemas de
> Informação ou Ciência da Computação, é sim um Biólogo com especialização ou
> experiência no campo da informática, e isso vale para diversas áreas, onde
> profissionais com graduação em outros cursos acabam sendo melhores que os de
> Informática.
>
> Mas quando estamos falando específicamente de Informática, vamos ter duas
> abordagem:
>
> 1- Especilistas em Administração ou/e Desenvolvimento, seja aplicacional,
> sistemas operacionais ou rede de computadores, o profissional para essas
> funções acaba sendo necessário alguém tenha muito mais experiência no
> assunto do que uma graduação específica, no casa vamos encontrar pessoas que
> já "nasceram" para isso, e já vêm estudando e trabalhando muito antes de
> poderam estar em uma Universidade, é o caso da maioria dos desenvolvedores
> de Software Livre e outros, e temos também a questão de que na maioria das
> vezes estamso trabalhando com soluções e produtos específicos, que vale mais
> uma certificação do que uma graduação, por exemplo é o caso de um DBA Oracle
> com certificado OCP 10g em RAC, um desenvolvedor Java com Certificação Sun
> SCEA, um adimistrador de sistemas com uma certificação HP CSE Especialista
> em Redes e Segurança HP-UX 11i etc. Vamos verificar que ne verdade uma
> certificação, na maioria das vezes, é só uma maneira de certificar a
> experiência do profissional, o que não exige e nem se verifica, se o
> profissional tem graudação superior, neste caso o que conta realmente é a
> experiência, e acredito que deveriamos antes de pensar na legalização da
> profissão para os graduados, deveriam pensar que não só os graduados são
> profissionais e que devemos criar meios de legalização para todos, seja por
> graduação, experiência ou certificações, o Conselho de Informática não deve
> e nem precisa ser igual ao CRM ou CREA, deve pensar em todos os
> profissionais da área, independente de graduação ou área de formação, mesmo
> que isso seja feito através da criação de categorias diferentes, mas não
> diferenciadoras, ou descriminadoras.
>
> 2- Analistas, Arquitetos e Gestores, quando começamos a falar sobre algumas
> atividades específicas da nossa área, como análise de sistemas e soluções,
> especificação funcional, desenho da arquitetura funcional, e gestão de
> projetos, estamos entrando em um campo bastante diferente, que exige do
> profissional muito mais acadêmia e estudos teórios do que prática, e
> acredito que onde vai realmente aprender isso é dentro de uma Universidade,
> e esse sim deve ser uma profissional graduado, sabemos que já não temos
> tantos analista "puros" porque é preferido juntar a função de desenvolvedor
> com analista, onde muitas vezes se coloca um profissional prático e com
> muita experiência que deveria estar apoiando um profissional teórico com
> muitas técnicas e modelos, mas essas escolha poderá ser um grande erro que
> será pago no futuro, mas é claro que um profissional com graduação superior
> em Sistemas de Informação e Ciências da Computacção vai ter sem dúvidas
> maiores condições de realizar um trabalho de análise do que uma profissional
> não graduado, durante a graduação o profissional vai estudar diversas
> técnicas, modelos e metodologias, o que fará dele um profissional mais
> qualificado para análise e arquitetura funcional das soluções, mas ainda
> pode não o fazer um bom profissional técnico, por faltar experiência e
> conhecimento, que poderá adquirir com o tempo a experiência técnica, podendo
> se tornar sem dúvida melhor dos que não são graduados. Na área de gestão de
> projetos podemos considerar o exemplo parecido, mas também teremos casos
> onde um profissional com formação em Adminitração e certicação do PMI,
> poderá ser muito mais qualificado que um graduado em Informática, ou não.
>
> Quanto as áreas de Hardware, como Engenharia de Computação, essas não
> deveriam nem ser discutidas, até mesmo porque não considero que esse
> profissional seja incluído no Conselho de Informática, pois na verdade
> estamos falando de uma especialização da Engenharia, como Civil, Elétrica,
> Comunicação, Mecânica entre outras.
>
> No meu ponto de vista, a legalização da profissional depende de criarmos um
> Conselho de Informática para os profissionais que trabalham nessa área, e
> isso incluí não-garduados, graduados na área ou em outras áreas, o mais
> importante é a comprovação do conhecimento, experiência, certificações ou
> graduação, devemos pensar em como criar ferramentas que consigam comprovar
> isso e como implementar esse modelo.
>
> Um grande abraço a todos;
>
> 2008/10/12 Jiyan Yari <[EMAIL PROTECTED]>
>
> É por isso que as pessoas com formação nunca vão ter experiência, não é
>> mesmo? porque pessoas como você nunca as contratariam para que tivessem
>> experiência.
>>
>> A pergunta da formação acadêmica foi para o Daniel Bessa e não para você.
>>
>> [ ]'s
>> Jiyan
>>
>> Em 11/10/08, Pablo Sánchez <[EMAIL PROTECTED]> escreveu:
>>>
>>> Qual a relevância disso para a discussão? Porque, se tiver algum
>>> valor, posso falar as minhas (sim, no plural), só que, de boa? De
>>> verdade? "Prá valê?"
>>>
>>> Não cabe no mérito da questão a formação da pessoa, pois estamos
>>> justamente discutindo se a formação realmente tem esse valor todo.
>>> Quem tem, diz que tem, porque afinal de contas, acha que os 4 anos
>>> gastos na faculdade tem que ter sua "recompensa", e quem não tem, diz
>>> que não tem, porque afinal de contas, acha que os 4 anos de mercado
>>> fazem muito mais diferença.
>>>
>>> Agora, em ambos os casos, o que temos são pessoas que se formam e não
>>> tem experiência, ou pessoas experientes sem nenhuma formação. Eu acho
>>> que contrataria o segundo antes...
>>>
>>> Em 11/10/08, Jiyan Yari<[EMAIL PROTECTED]> escreveu:
>>>
>>> > Daniel, tudo bem?
>>> >
>>> > Qual a tua formação acadêmica?
>>> >
>>> > [ ]´s
>>> > Jiyan Yari
>>> >
>>> > Em 10/10/08, Daniel Bessa <[EMAIL PROTECTED]> escreveu:
>>> > >
>>> > >
>>> > > Concordo plenamente com a Fabianne. Creio que a maioria de pessoas
>>> que
>>> > trabalham com informática começaram meio que autodidatas (e curiosos).
>>> > > Trabalho há 4 anos com redes e estou há uns 2 anos envolvido com
>>> Software
>>> > Livre, mas nunca fiz nenhum curso disso. Sempre peguei tudo por livros
>>> ou
>>> > internet e praticando.
>>> > >
>>> > > Agora, acho errado você restringir um conhecimento de Informática a
>>> cursos
>>> > superiores. Aí caímos naquela discussão sobre a regulamentação da
>>> profissão.
>>> > >
>>> > > Um médico pode muito bem aprender a programar, mas alguém da
>>> informática,
>>> > dificilmente conseguirá fazer uma cirurgia só lendo em livros. Concordo
>>> com
>>> > a exigência de diplomas para uma profissão como a de médico. Mas para
>>> > Informática, é totalmente excludente! O ideal é fazer um processo de
>>> seleção
>>> > que teste os conhecimentos, como os realizados por certificações.
>>> > >
>>> > >  []'s,
>>> > > Daniel Bessa
>>> > > Fortaleza - CE
>>> > >
>>> > >
>>> > >
>>> > >
>>> > > ----- Mensagem original ----
>>> > > De: Fabianne Balvedi <[EMAIL PROTECTED]>
>>> > > Para: Projeto Software Livre BRASIL
>>> > <psl-brasil@listas.softwarelivre.org>
>>> > > Enviadas: Sexta-feira, 10 de Outubro de 2008 10:14:41
>>> > > Assunto: Re: [PSL-Brasil] [FORA DO TÓPICO] concurso do Serpro
>>> > >
>>> > >
>>> > > se vocês querem mais guerrilheiros de SL então tem de aumentar
>>> > > o escopo do edital, porque geralmente quem trabalha com SL
>>> > > não tem diplomas específicos em suas áreas, e muitos nem tem diploma,
>>> > > isso é fato. Eu, por exemplo, se quisesse me aplicar, não teria como.
>>> > > Me encaixo perfeitamente nos requisitos de analista de comunicação
>>> > > e no de programação visual, dou aula em cursos superiores
>>> > > nas duas áreas, porém, meu diploma é de arquitetura
>>> > > e minha pós é em ciência da computação gráfica aplicada.
>>> > >
>>> > >
>>> > >
>>> > >
>>> > > 2008/10/9 china <[EMAIL PROTECTED]>
>>> > >
>>> > > >
>>> > > > Caros;
>>> > > >
>>> > > > Saiu o edital para o novo concurso do Serpro. Precisamos de
>>> > guerrilheiros para a luta pelo Software Livre, portanto ajudem a
>>> divulgar!
>>> > > >
>>> > > >
>>> > > > http://www.cespe.unb.br/concursos/serpro2008/
>>> > > >
>>> > > >
>>> > > > --
>>> > > > Se tiver de me xingar e me mandar tomar no furico, que o faça em
>>> PVT.
>>> > Ninguém da lista tem nada a ver com isso!!!!
>>> > > >
>>> > > > _______________________________________________
>>> > > > PSL-Brasil mailing list
>>> > > > PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
>>> > > >
>>> > http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
>>> > > > Regras da lista:
>>> > > >
>>> >
>>> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
>>> > > >
>>> > >
>>> > >
>>> > >
>>> > > --
>>> > >
>>> > > ,_~o
>>> > > _-\_<,
>>> > > (*)/'(*) vote bike!
>>> > >
>>> > > --
>>> > > Fabianne Balvedi
>>> > > GNU/Linux User #286985
>>> > > http://fabs.tk
>>> > >
>>> > > ________________________________
>>> > Novos endereços, o Yahoo! que você conhece. Crie um email novo com a
>>> sua
>>> > cara @ymail.com ou @rocketmail.com.
>>> > > _______________________________________________
>>> > > PSL-Brasil mailing list
>>> > > PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
>>> > >
>>> > http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
>>> > > Regras da lista:
>>> > >
>>> >
>>> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
>>> > >
>>> >
>>> >
>>> >
>>> > --
>>> > Jiyan Yari
>>> > Phone: 55-67-3026-4621
>>> > Mobile: 55-67-8421-1634
>>> > _______________________________________________
>>> > PSL-Brasil mailing list
>>> > PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
>>> > http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
>>> > Regras da lista:
>>> >
>>> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
>>> >
>>>
>>>
>>> --
>>>
>>> =================================
>>> Pablo Santiago Sánchez
>>> Análise e Desenvolvimento de Sistemas Web
>>> Zend Certified Engineer #ZEND006757
>>> [EMAIL PROTECTED]
>>> (61) 9975-0883
>>> http://www.tiblog.com.br
>>> "Quidquid latine dictum sit, altum viditur"
>>> =================================
>>> _______________________________________________
>>>
>>> PSL-Brasil mailing list
>>> PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
>>> http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
>>> Regras da lista:
>>> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
>>>
>>
>>
>>
>> --
>> Jiyan Yari
>> Phone: 55-67-3026-4621
>> Mobile: 55-67-8421-1634
>> _______________________________________________
>> PSL-Brasil mailing list
>> PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
>> http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
>> Regras da lista:
>> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
>>
>
>
>
> --
>
> Marco Lima
> [EMAIL PROTECTED]
>
> "O que sabemos, saber que o sabemos. Aquilo que não sabemos, saber que não
> o sabemos: eis o verdadeiro saber."
>



-- 

Marco Lima
[EMAIL PROTECTED]

"O que sabemos, saber que o sabemos. Aquilo que não sabemos, saber que não o
sabemos: eis o verdadeiro saber."
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a