2008/11/3 Ricardo Bánffy <[EMAIL PROTECTED]>:
> O "em tese" é importante.
>
> Alguém me explique, por favor, por que é justo que um grupo escolhido
> receba um benefício específico? Por que estudantes e idosos têm
> direitos que outros cidadãos não têm? Que eu não tenho? Eu fiz algo de
> errado ao me formar? Cometo um pecado por ter 40 anos?
>
> Não seria mais justo se todos pagassem os mesmos preços, independente
> de cor, sexo, idade, religião, preferência sexual, condição
> socio-econômica, e profissão?
>
> Não é essa a questão aqui, mas não seria mais justo acabar com isso de uma 
> vez?


Não que eu tenha a resposta, mas a questão da meia entrada e da meia
passagem me parecem justas quando implementadas corretamente. Numa
sociedade as pessoas realmente pagam coisas que os outros vão usar -
em prol de construir uma sociedade mais evoluída que irá beneficiar a
todos.

No caso da meia entrada e da meia passagem: presume-se que todos já
foram, são, ou serão estudantes. Então, não é algo discriminatório,
visto que todos irão se beneficiar (ou se beneficiaram disso em algum
momento). O estudante está em desenvolvimento intenso da sua base de
conhecimento, e ele precisa se deslocar bastante de ônibus, e de ter
acesso a várias referencias culturais (mais do que se não estivesse na
fase "estudante").

Entendo que o estilo de vida de um estudante é bem lucrativo para
alguns setores de economia, e  que o estudante geralmente não tem
autonomia financeira. Seria inteligente que os próprios empresários
ajustassem seus preços para torná-los mais acessíveis aos estudantes e
subir o preço geral para compensar.

Só que se isso for o comportamento de um único empresário, os clientes
não-estudantes iriam procurar os lugares onde isso não fosse
praticado. Tendo isso sido reconhecido como uma boa prática, entendo
que exista uma lei que obrigue a meia entrada/passagem.

Dessa forma quem não é mais estudante (e completou a sua cota de
estudo formal) deixa de ter acesso mais barato a esse serviço e passa
a pagar para que outros tenham acesso. Em troca de quê? Em troca de
uma sociedade mais bem formada (de ex-estudantes mais bem formados).

Como isso está sendo implementado (e se está sendo implementado
corretamente), eu não sei. Mas você pode ver que faz sentido, pelo
menos em teoria, e não é injusto com os ex-estudantes (ou não
estudantes), já que eles também tiveram o benefício na hora apropiada.

-- 
Glauber Machado Rodrigues
PSL-MA

jabber: [EMAIL PROTECTED]

música livre é bem melhor:
http://www.jamendo.com
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a