Olá,

O Ensol (segundo o Anauac) tem uma postura louvável e radical sobre isso:
> Não aceita como patrocinador nem a Microsoft, nem Oracle. É uma posição
> diferente que respeitamos. Afinal pluraidade e liberdade são afins.
>

Eu diria que a grande parte dos eventos pequenos. No CESoL (Ceará) tivemos
oferta da MS e também negamos, acho que essa não é uma posição só radical ou
louvável, mas sim algo coerente. Imagina a cena: No congresso do MST usarem
nos lanches o leite da monsanto ou num evento de vegetarianos distribuirem
carnes... É algo que acho no sentido de "a comunidade está abrindo as
pernas" para conseguir verba (cooptação do movimento).


> Trabalho num governo que construímos uma política de sodftware livre, que
> qualquer compra de licenças de software é exceção. Tem que argumentar,
> mosttrar que não tem em software livre. É uma postura radical perante os
> players de mercado.
>

O pessoal do Governo do Ceará também está nessa linha (com uma linha
filosófica bem distante da Celepar e conhecimento livre)... Isso sim acho
que é louvável, mas que deveria ser natural :)

Abração,
Roberto
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a