2008/12/7 Olival Gomes Barboza Júnior <[EMAIL PROTECTED]>

>
> Em 07/12/2008, às 04:47, Cláudio Sampaio escreveu:
>
>> Por mim, todos os erros anteriores, desde a época em que a empresa era
>> pequena, têm que ser expiados e todos os culpados punidos. É assim que
>> funciona para pessoas, é assim que deveria funcionar para as entidades com
>> direitos de pessoas que são as corporações.
>>
>
> Alguém pode dizer quando é traçada a tal linha em que os "pecados
> corporativos" são "expiados" e os "culpados punidos". Afinal, temos empresas
> "amiguinhas do SL" que possuem até colaboração no Holocausto na lista de
> "pecados corporativos".


Eu alguma hora sugeri que o tratamento deva ser diferente? A tal "empresa
amiguinha" é a IBM - prefiro usar todas as palavras - e eu acho que quem
contribuiu para esse ato horrendo de colaborar com o Holocausto deve ser
punido e necessariamente como crime de guerra. O maior problema é: as
pessoas que participaram disso já estão mortas, o esquema armado pra isso já
sumiu, praticamente tudo que aconteceu que caracterizou esse crime já se
perdeu de uma forma ou outra. Podemos dizer que, de certa forma, esse crime
hediondo "expirou".

Algum dos crimes da Microsoft expirou? Acho que não, se ela foi fundada há
apenas 33 anos.


> E nunca vi ninguém sendo punido por isso nem ardorosos defensores do SL
> deixarem de louvar tal corporação quando ela declara apoio a coisas como ODF
> e etc. Não é o caso de fazer a apologia da MS, mas de saber melhor com quem
> se anda.


Não posso ser "culpado" pelos atos de outros "ardorosos defensores do SL",
como obviamente você me taxa. Mas minha coerência segue a máxima: eu louvo
"o ato" e não a empresa. Só considero uma empresa louvável quando apresenta
um registro longo e consistente de colaboração com o software livre.

E nem mesmo os atos supostamente louváveis da Microsoft acabam sendo.
Afinal, como disse o Antônio, nada sugere que ela não esteja usando o
familiar "Embrace, Extend and Extinguish".

Repito: a Microsoft devia ser PUNIDA duramente. A empresa e os funcionários
que tiveram parte em seus crimes. Além disso, a mentalidade das pessoas
devia ser menos condolente com a Microsoft.

Patola
-- 
de nada vale
erguer mãos e olhos
para um céu tão longe,
para um deus tão longe
ou, quem sabe? para um céu vazio.

(Carlos Drummond de Andrade, "Coisa Miserável")
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a