Software é conhecimento...

Vítor Baptista escreveu:



2009/1/14 Pedro A.D.Rezende <preze...@unb.br <mailto:preze...@unb.br>>

    Logo que é perfeitamente possível uma
    > universidade privada se beneficiar do SL, mas sob a restrição de
    o mesmo
    > ser um SL domesticado. Afinal o SL é a negação do conhecimento como
    > mercadoria. e a educação privada é a venda desse ex-direito, agora
    > mercadoria...

    Taí uma leitura razoável da dinâmica do problema.


Não acho que uma universidade venda (diretamente) conhecimento, mas a orientação de vários professores por alguns anos e, no final, de um pedaço de papel dela dizendo que você sabe. Esse conhecimento adquirido é seu, ao menos eu nunca vi alguém assinar um NDA pelo conhecimento adquirido na faculdade, se quiser depois escrever um livro/blog/artigo, é livre pra fazê-lo.

Seria como contratar um programador para desenvolver um software e depois liberá-lo como SL. O que foi comercializado foi o serviço dele, e não o bem em si (neste caso, o software; no da universidade, o conhecimento).

Acho que esse seu texto faria mais sentido se no lugar de universidade fosse livro, excetuando-se os custos de impressão/transporte/etc..

Abraços,


--
Vítor Baptista
Ciência da Computação - UFPB
Laboratório de Aplicações de Vídeo Digital - LAViD
------------------------------------------------------------------------

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil


_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a