Glauber Machado Rodrigues (Ananda) escreveu:
>
>
> 2009/1/21 rafael <rafaelcro...@gmail.com <mailto:rafaelcro...@gmail.com>>
>
>     Glauber Machado Rodrigues (Ananda) escreveu:
>     > Chamar idéias de imbecis está 2 níveis[*] acima do que você
>     entendeu.
>     > Assim fica parecendo que você está desejando que alguém o ofenda.
>     >
>     > *[1)grandes mentes discutem idéias; 2)mentes medianas discutem
>     coisas,
>     > 3) mentes pequenas discutem pessoas]
>      Para mim lutar contra idéias idiotas só pode significar lutar contra
>     as pessoas portadoras de idéias idiotas... As idéias não existem fora
>     das cabeças das pessoas...
>
>
> Entendo o seu método. Para você se alguém discorda de mim (de porte de
> uma idéia idiota) a única alternativa que eu tenho é lutar contra essa
> pessoa. Tentar ajudar essa pessoa a perceber seu próprio erro está
> fora de questão. Se estiver ao meu alcance perder essa pessoa, eu
> prendo, se puder matar eu mato, etc. Uma nova idéia, uma nova ótica,
> etc, não têm o poder de mudar as pessoas. Elas sempre serão tapadas do
> jeito que são. Ou você luta contra a pessoa da idéia idiota, ou a
> idiotice não terá fim.
   Lutar contra o portador de uma idéia idiota não é prender e matar...
Pode ser debater também e convencê-lo... Não extrapola o que eu falei.
  Só não gosto da abordagem de separar as idéias das pessoas, como se as
idéias não fossem produtos de seres conscientes... Isso tira a
responsabilidade sobre emiti-las... E quanto a reeducação, ela tem
limites. O Bill Gates tem recuperação? O Hitler tinha? Os torturadores
da ditadura no Brasil que estão soltos por aí tem?
   Acredito no perdão, mas para quem esteja arrependido...
  O cômico do seu argumento é que ele se aplica a você também... Ou você
não dirige seus disparos contra mim?
>  
> Para mim esse pensamento acima é da idade da pedra. Isso não é o mesmo
> que dizer que quem tem esse pensamento também seja da idade da pedra,
> e que se eu quiser que seu portador mude de atitude eu precise lutar
> contra a pessoa.
>
> Acho que quando se parte para a questão de lutar contra a pessoa, isso
> significa que a sua idéia não tem nenhuma força transformadora. Não é
> apoiável nem compreensível. Sendo não-apoiável e não-compreensível,
> não resta nenhuma chance de alguém concordar com ela usando apenas o
> bom senso. Nesse caso resta apenas o recurso de atacar a própria
> pessoa que se opõe as suas idéias.
>
> Quando alguém parte para o ataque pessoal, para mim, isso significa
> que essa pessoa está ficando sem argumentos. Quando alguém pega a sua
> defesa das suas idéias e traz para o lado pessoal - mesmo que você não
> tenha feito isso - para mim tem grandes chances de não ser um mal
> entendido. Pode ser o caso da pessoa está se sentindo em desvantagem
> no campo das idéias, e deseja levar as coisas para o campo pessoal
> onde o debate pode seguir um estilo mais a seu gosto. Assim o seu
> oponente que estava em vantagem com relação às suas idéias desce de
> nível, perdendo a vantagem.
>
>     Porque o Parlamento Europeu julga a Venezuela e não outros países?
>     Respondo, porque há 200 anos a Venezuela era uma colônia da Europa...
>     Você já foi a Europa? Como eles tratam os imigrantes lá? O que eles
>     fizeram na África há 30 anos? Torturaram e mataram para manterem suas
>     colônias... Não acho válido o julgamento deles...
>
>
> Ok então. Você faz uma lista dos sites onde eu posso obter informações
> confiáveis.
>
> Estava pensando nesse blog dessa Venezuelana:
> http://www.anajuliajatar.com/
>
> Estou aguardando a sua aprovação.
www.aporrea.org

Esse site é bem interessante sobre a Venezuela. E também apoia bastante
o SL. Mas não tem site que vai te dizer a verdade... Você tem que
buscá-la na sua vida real e cotidiana, nas suas relações pessoais...
Eu nunca fui a vários países sobre o qual opino. Mas aqui, no dia a dia
sinto o peso da exploração capitalista. É assim que compreendo quando
vejo uma velinha de madrugada catando latinha no frio, ou o mendigo que
dorme na minha rua. Ambos recebem uma miséria e quem lucra são as
empresas de alumínio, e as de bebidas...  É assim que sinto a exploração
no mundo do trabalho. Isso me ajuda a relacionar isso com o que vejo em
outros países e emitir opiniões.
Nunca sofri opressão de nenhum movimento social, de nenhum sindicato
sério, apenas a do capitalismo...

>
>
>     > Deveríamos seguir o exemplo do Chile, que é um país desenvolvido:
>     >    http://pt.wikipedia.org/wiki/Chile
>     Bom, se você estudar um pouco a história do Chile, verá que a grande
>     exportação do país é o Cobre que foi nacionalizado pelo governo do
>     Salvador Allende em 1973. Após o golpe militar que torturou e
>     matou e a
>     implantação do neoliberalismo pelo Pinochet eles não tiveram
>     coragem de
>     privatizar o Cobre... A situação não anda tão boa no Chile, verá um
>     declinío se comparado a anos anteriores...
>
>
> Então na verdade o IDH não serve de escudo para justificar nada?
>
> http://pt.wikipedia.org/wiki/Economia_do_Chile
Serve, mas ele bate uma fotografia. Tente ver o filme, o movimento... A
Venezuela não esta apenas acima do Brasil, ela subiu 13 posições da
última contagem pra essa...
>
>
> -- 
> Glauber Machado Rodrigues
> PSL-MA
>
> jabber: glau...@jabber-br.org <mailto:glau...@jabber-br.org>
>
> música livre é bem melhor:
> http://www.jamendo.com
>
> ------------------------------------------------------------------------
>
> _______________________________________________
> PSL-Brasil mailing list
> PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
> http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
> Regras da lista: 
> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a