2009/2/2 Glauber Machado Rodrigues (Ananda) <glauber.rodrig...@gmail.com>:
>> A pergunta foi "para um usuário doméstico brasileiro típico". A
>> resposta àquela pergunta é "nada a que ele dê valor por enquanto".
>
> Mas você entende que algumas coisas não são construídas com base nos
> requisitos do usuário doméstico típico, e sim nos requisitos necessários
> para a solução do problema, e que depois de implementar a solução do
> problema os usuários típicos a reconhecem e passam a adotar a solução?

Atender as necessidades do usuário comum não é um fim: é um meio. É só
assim que software-livre pode virar mainstream - resolvendo os
problemas que os usuários têm, mas, mais importante, que eles sabem
que têm.

Se, depois, eles descobrirem que alguns que eles nem sabiam que tinham
também foram resolvidos, ótimo.

Mas, sem resolver os problemas que eles conhecem, eles olham, viram a
cara e só voltam em alguns anos, se voltarem.

> Quem está motivado a resolver o problema não vai apoiar soluções
> imperfeitas, e não vai aceitar que soluções imperfeitas se passem pela
> solução do problema. Se o que você está usando não é a solução, você sempre
> vai ouvir palavras de correção (e não de apoio).

Desculpe, mas quem está motivado a resolver o problema pode ser capaz
de reconhecer passos intermediários não ideais que podem ser dados
antes que o problema seja resolvido por completo.

Como eu disse em uma analogia anterior, se temos uma população faminta
em algum lugar, não faz sentido adiar o envio de alimentos até que
possamos levar três refeições deliciosas e nutricionalmente
balanceadas por dia.

O meu caminho do Windows pro Linux passou pelo Solaris e pelo IRIX.
Foi neles que eu entendi as vantagens de sistemas baseados em padrões
abertos que, finalmente, me fez entender as vantagens não só do padrão
ser aberto, mas de sua implementação também (eu já tinha entendido,
antes disso, que SL era um fenômeno prestes a atingir uma "massa
crítica" de desenvolvedores e de código, mas a ficha não tinha caído
pro resto)  As pessoas não vão mudar a menos que nós possamos entregar
algo de valor pra elas.
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a