On Feb 12, 2009, Pablo Sánchez <phack...@gmail.com> wrote:

> Por não haver mecanismos de direitos autorais claros, quer dizer que
> era Livre?

Por isso, e conquando meios então existentes de restrição não eram
usados para cercear as liberdades, sim, era Livre.

> Ou o conceito de Software Livre surgiu após a necessidade de se manter
> as liberdades que se tinham antes, quando o software era meramente de
> fonte aberto

O conceito surgiu para preservar o que se observava antes, que mudou não
tanto pela introdução de direito autoral para software, mas pela
"produtização" de software e pela postura monopolista adotada por alguns
produtores.  A introdução de direito autoral para software foi de fato
consequência dessa postura.

> (mas sem restrições para garantir que o mesmo se manteria aberto)?

Essas supostas restrições de que você fala não fazem parte do conceito
de Software Livre.  Software é Livre quando ele respeita as liberdades.
Software não sujeito a qualquer restrição, ou sujeito a condições tão
leves quanto as das licenças mais permissivas que você conhece, é Livre
para quem o receba nessa situação.

Claro que alguém pode se valer dessa permissividade para então cercear a
liberdade de outro.  Nesse caso, o Software não é Livre para o outro.
Mas continua Software Livre para quem tinha as liberdades respeitadas.

Copyleft não é necessário para que Software seja Livre.  Copyleft é um
artifício que usa a lei de direito autoral para *defender* as
liberdades, além de respeitá-las.  Antes de exisitir direito autoral
para software, nem fazia sentido falar em copyleft, mas já fazia todo
sentido falar em Software Livre.

> Ao meu ver, o Software Livre é o Fonte Aberto que se rebelou e quis se
> manter Aberto.

É por isso que me dá a impressão de que você confunde Software Livre com
copyleft.  O "se manter" é exatamente o que faz o copyleft, mas que não
faz parte do que significa ser Software Livre.

> A discussão entre Software Livre e Aberto esbarra no conceito de
> Padrões Abertos, mas um não requer necessariamente o outro.

Certamente não.  Mas o significado de "Open", tanto em Open Source
quanto em Open Standards é essencialmente o mesmo.  Em nenhum dos dois
casos se limita a poder apenas ver os fontes do software ou a
especificação do padrão.

-- 
Alexandre Oliva           http://www.lsd.ic.unicamp.br/~oliva/
You must be the change you wish to see in the world. -- Gandhi
Be Free! -- http://FSFLA.org/   FSF Latin America board member
Free Software Evangelist      Red Hat Brazil Compiler Engineer
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a