2009/2/17 Pablo Sánchez <phack...@gmail.com>

> Não é
> porque eu quero convencer as pessoas que matar é certo que eu posso
> sair matando a torto e a direito, da mesma forma não é porque eu quero
> convencer que compartilhamento não é pirataria que eu vou sair
> compartilhando.


Em qual país?
http://www.planalto.gov.br/CCIVIL/Leis/2003/L10.695.htm



> Mas não é violando a lei, e sim trazendo pessoas para seu lado pelas
> vias corretas, como as pessoas que já andam compartilhando seu
> trabalho de forma livre. O que se precisa é convencer mais pessoas
> sobre o benefício de se compartilhar o que se tem... Isso me lembra
> uma outra pessoa que tentou e morreu na cruz...
>

Cada caso é um caso. Pelo menos no Brasil, ao que parece, a cópia de 1
exemplar para uso privado sem fins lucrativos não é crime, pelo que parece.


> A propriedade intelectual não é o problema! Quem criou tem direito
> sobre a criação! A questão é compartilhar sua criação, que é o que o
> Software Livre prega: compartilhamento sim, mas ilegalidade não.


Eu não acredito que a situação atual exija recorrer à ilegalidade, está mais
para uma questão de conscientização. Uma dessas coisas é definir bem o
conceito do que é ou não pirataria.

Mas não estou certo de que sempre seguir todas as leis cegamente seja
indicado em todos os casos. Neste momento, no Brasil, a lei está como ela
deveria está. Mas não sei se sempre será assim.



> Você
> não pode violentar uma pessoa para se apoderar do dinheiro que ele
> tem, assim como não pode pegar a criação dela sem a devida permissão.
> O caminho é convencer as pessoas a compartilhar, mas não dar uma de
> Robin Hood e achar que porque está pegando de alguém que não quer
> compartilhar o certo é você.
>

Com certeza não. Mas você também não pode queimar a floresta de sherwood com
o pretexto de prender os bandidos que estão nela.

E nesse caso, de quem é a culpa? Da gravadora ou da pessoa burra?
>

Você ta chamando a pessoa de burra pq eu chamei lá em cima (de brincadeira),
ou você realmente acha isso?


> Sabia que se você passa por um acidente, mesmo que não o tenha
> cometido, e não presta os primeiros socorros, por lei isso é crime? Só
> que ninguém vai ficar anotando as placas dos carros que passam batido.
>

Na verdade você só precisa avisar às autoridades, e em casos onde não haja
risco à própria vida. Mesmo assim, não é como se você pudesse passar pelo
acidente sem fazer nada nem justificar para ninguém:
   http://pt.wikipedia.org/wiki/Omiss%C3%A3o_de_socorro

Nesse caso o que está em jogo é um valor inquestionável: a vida de outra
pessoa.

Mas aí falar que os clientes p2p estão praticando um crime omissivo, é outra
estória.


>
> > O quanto a sociedade se engaja para que alguma regra seja seguida é um
> bom
> > termômetro para medir o reconhecimento dos valores defendidos por tal
> regra
> > naquela sociedade.
> >
> > Quando as regras são mais importantes para um determinado grupo, você não
> vê
> > as pessoas defendendo aquilo com tanto interesse. Às vezes porque as
> pessoas
> > não sabem o que deve ser defendido, às vezes porque a regra não tem
> > utilidade para todos.
>
> Neste caso, como a maioria das pessoas não cria nada, só suga, elas
> acham válido pagar para sugar. Infelizmente poucas pessoas criam neste
> mundo.
>

Por isso fiz questão de colocar essas duas possibilidades: para deixar claro
que nem sempre a sociedade condena o que é errado e promove o que é certo.


> Acho engraçado como todo mundo só cita pornografia infantil e
> pedofilia. Zoofilia também deveria ser crime, uma vez que o animal não
> pode decidir por si só (fora o fato da idéia de transar com outra
> espécie ser nojenta!). Mas vc não vê nenhum grupo de proteção aos
> animais movendo ação contra zoofilistas, não é?
>

Mesmo não sendo crime, fico feliz de nunca ter me deparado com isso também
=D


> > Já uma faca pode ser usada para matar, mas pode ser usada para muitas
> outras
> > coisas. Toda vez que alguém usar uma faca não vai ter que ter sua conduta
> > avaliada, logo não justifica controle nenhum.
>
> ERRADO! Acredite ou não, se você tiver uma faca no bolso para chupar
> laranja que seja, você vai preso, PORTE DE ARMA BRANCA. O
> interessante, é que ela só é uma arma em potencial se utilizada para o
> fim de causar dano... mas assim também o é uma chave de roda, uma
> vassoura, um rolo de macarrão!
>

Quando falei em controle estava falando em registro, não de controle de
porte. De um controle inerente ao uso.


>
> > As pessoas podem usar facas a
> > vida toda sem precisar dar satisfação a ninguém.
>
> Somente dentro de suas casas, ou em eventos como churrascos em clubes,
> etc e tal. Agora, não se pode ficar passeando com faças a tira-colo.
>

Isso isso. O que eu quis dizer é que as facas não são numeradas e
cadastradas.

Da mesma forma que você pode ter suas cópias (uma de cada obra) na sua casa
para uso privado sem fins lucrativos. Mas no momento que você as coloca em
cima de uma bancada no meio da praça para mostrar para quem está passando,
isso já passa a ser crime.


-- 
Glauber Machado Rodrigues
PSL-MA

jabber: glau...@jabber-br.org

música livre é bem melhor:
http://www.jamendo.com
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a