On Feb 17, 2009, Ricardo Bánffy <rban...@gmail.com> wrote:

> 2009/2/17 Cláudio Sampaio <pat...@gmail.com>:
>> Patrimônio sobre algo que não tem substância? O direito de patrimônio sobre
>> copyright, patentes & etc. é *artificial*, criado para justamente sustentar
>> essa economia de escassez!

> Esse mecanismo foi estabelecido para criar um incentivo econômico à
> criação de bens culturais.

Não exatamente à criação, mas à publicação, sem a qual, do ponto de
vista da sociedade, é como se a obra não existisse.  O sacrifício do
monopólio limitado se justifica na medida em que, findo o prazo (curto),
toda a sociedade possa se beneficiar da obra, de qualquer forma que
queira.

> Eu acho que devo ter direito de determinar como as idéias que eu ponho
> no mundo serão reproduzidas.

Você não tem esse direito, nunca teve.  Direito autoral não trata de
idéias, trata da expressão delas.  Além disso, tem várias limitações, no
que proíbe assim como no por quanto tempo.

> vai dizer que 300 anos atrás havia mais abundância e qualidade?

Abundância, não, certamente faltavam os meios de comunicação para
propiciá-la.

Qualidade, é possível, ainda que os termos de comparação que tenho sejam
entre as obras de grandes gênios, que remanesceram após todo esse tempo,
com o lixo dito cultural que predomina em certos meios "populares" hoje
em dia.

-- 
Alexandre Oliva           http://www.lsd.ic.unicamp.br/~oliva/
You must be the change you wish to see in the world. -- Gandhi
Be Free! -- http://FSFLA.org/   FSF Latin America board member
Free Software Evangelist      Red Hat Brazil Compiler Engineer
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a