Pergunta simples: algum desses artistas mencionados é contra o
partilhamento das próprias músicas ou encara isso como uma forma
barata de promoção?

2009/2/28 Filipe Saraiva <filip.sara...@gmail.com>:
> E o rap também.
>
> 2009/2/28 Fabianne Balvedi <f...@estudiolivre.org>
>>
>> "A disponibilização gratuita, sem necessidade de retorno, deve se
>> inscrever nas práticas de compartilhamento como potência e não dar
>> vazão à possibilidade de somar poder. Digo, a natureza das redes
>> distribuídas, do torrent, p2p, não é o encontro entre emissores e
>> receptores, mas o rompimento com o mito que torna o anonimato sem
>> qualidade. O indivíduo, pra manter a crítica sobre os liberais, não
>> tem no reconhecimento pessoal a fonte de sua propriedade, mas se vale
>> (olha o valor!!) da memória social dos arquivos disponibilizados para
>> acesso universal como terreno fértil para suas criações futuras."
>>
>> https://lists.riseup.net/www/arc/submidialogia/2009-02/msg00281.html
>>
>> "A gratuidade é uma disponibilização anônima ou de qualquer um. Em uma
>> gratuidade anônima, os indivíduos são intercambiáveis. A circulação de
>> bens ou de signos não é efetuada de uns para outros. Não há emissores
>> nem receptores. A informação anônima, por exemplo, um agregado, um
>> fundo comum, um bem que todo mundo pode ter porque ele está acessível
>> a todos. Seu princípio não é o compartilhamento, nem a comunidade de
>> informação, a troca de informação entre pessoas que se conhecem, mas a
>> disponibilização sem espera de retorno e na indiferença face ao
>> receptor. A informação anônima é produzida, difundida, coletada ou
>> agrupada por não importa quem. Se se produzem encontros entre
>> emissores e receptores, eles são breves e sem dia seguinte, sem
>> identidade nem reconhecimento, sem enjeu nem projeto. As informações
>> entram em conjunções temporárias induzindo a reagrupamentos aleatórios
>> e provisórios, de emissores e de receptores em contextos de movimento.
>> Em uma gratuidade qualquer, os indivíduos não são intercambiáveis: são
>> não importa quem ou o quê, mas eles são eles mesmos, plenamente
>> singulares. Há emissores concretos e receptores concretos (charnels).
>> Os reagrupamentos se efetuam sobre modos intensivos e de afinidade, e
>> não estatísticas ou aleatoriedade. O autor qualquer rompe com a
>> ausência de qualidade do anonimato: ele se manifesta como potência."
>>
>> http://blogs.metareciclagem.org/novaes/inventar-a-gratuidade/
>>
>>
>>
>> --
>> Fabianne Balvedi
>> GNU/Linux User #286985
>> http://fabs.tk
>> "Vem
>> Vencer
>> o automóvel
>> Vem
>> vem ser
>> o auto-móvel"
>> Paulo Esmanhoto
>> _______________________________________________
>> PSL-Brasil mailing list
>> PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
>> http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
>> Regras da lista:
>> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
>
>
>
> --
> Filipe Saraiva
> **************************************
> Meu blog: http://www.liberdadenafronteira.blogspot.com/
>
> Bacharelando em Ciências da Computação
> Universidade Federal do Piauí
>
> Diretor de Inclusão Digital
> Executiva Nacional dos Estudantes de Computação - ENEC
>
> Projeto Software Livre - Piauí - PSL-PI
>
>
>
>
> _______________________________________________
> PSL-Brasil mailing list
> PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
> http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
> Regras da lista:
> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
>



-- 
Ricardo Bánffy
http://www.dieblinkenlights.com
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a