On Mar  6, 2009, Olival Gomes Barboza Júnior <olival.jun...@gmail.com> wrote:

> A Red Hat, por sua vez, fez um acordo visando atender uma exigência
> dos seus clientes: melhor interoperabilidade em um ambiente misto MS +
> *nix (realidade de boa parte das empresas privadas e/ou públicas que
> conheço). Assim, a única coisa prevista ali é a certificação cruzada
> dos produtos para que funcionem nos respectivos hypervisors, etc.

+1

Vamos dizer que eu ficaria um pouquinho mais feliz se não houvesse nem
suporte pra esse vírus que a Microsoft vende, mas também não vou dizer
que o acordo é um incentivo ao uso de Software não-Livre.

É algo mais fraco, mais na linha de tolerância, até como caminho de
migração.  Que nem Samba, Wine, FreeDOS.  Forçando um pouco, até Gnash
se encaixa nessa categoria.  Podem ajudar, mas também podem atrapalhar.
Daí meu receio.

Obrigado, Olival, por esclarecer a diferença.  Não ia ficar muito bem eu
fazer isso, pois poderia parecer que eu estivesse defendendo esse acordo
ou quem paga meu salário.

free{};

-- 
Alexandre Oliva           http://www.lsd.ic.unicamp.br/~oliva/
You must be the change you wish to see in the world. -- Gandhi
Be Free! -- http://FSFLA.org/   FSF Latin America board member
Free Software Evangelist      Red Hat Brazil Compiler Engineer
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a