Ricardo Bánffy escreveu:
> Houve época em que pessoas poderiam ir presas por levar números primos
> para fora dos EUA ;-)

Os fatos tem mais detalhes, e são menos alarmistas.

A exportação de software criptografico em formato executável, ou em
dispositivo que o contenha, é regulada nos EUA pelo "International Trade
in Arms Regulation" (ITAR), que o proibe sem prévia autorização do
Departamento de Comércio (que por sua vez exigia para tal ser notificado
de como funcina alguma porta de fundo na implementação).

Uma tal implementação serializada, se lida como a representação binária
de um número inteiro, só por remota coincidencia redunda em numero primo
(a probabilidade gira em torno de 2/|quantidade de bits no arquivo
binário|); não se deve confundir isto com o fato de números primos serem
usados como dados secretos iniciais no processo de geração de chaves na
maioria dos algoritmos de cifra assimétricos, os quais não constituem
per se implementação executável de algoritmo de cifra (a não ser pela
coincidencia citada acima)
> 
> 2009/5/26 isab...@northxsouth.com <isab...@northxsouth.com>:
>> Apparently, Google and Sun also ban users from these countries because
>> of U.S. embargo laws.
> 


-- 
-------------------------------------------
prof. Pedro Antonio Dourado de Rezende /\
Computacao - Universidade de Brasilia /__\
tcp: Libertatis quid superest digitis serva
http://www.cic.unb.br/docentes/pedro/sd.htm
-------------------------------------------
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a