Bruno Salgado escreveu:
>> Não seria o caso, então, dos incomodados se retirarem para uma lista de
>> software-gratis?
> 
> E não existe liberdade na realização de uma crítica a sensação de
> apego excessivo a palavra liberdade? E não posso ter a sensação que o
> apego extremista à palavra liberdade pode ser uma fator que pode ser
> um limitador da expansão da dupla original concatenada, "software" e
> "livre"?

Sim, sim e sim.
> 
> Olhei agora o significado de incomodado no dicionário. Eu não fico de
> mau humor nem irritado quando circula esse tipo de assunto na lista.
> Estou bem por aqui, obrigado pela preocupação... 

Fico feliz por este não ser o seu caso.

> Eu só acho que esse
> tipo de debate não agrega muito valor ao "software livre" em si.
> 

A idéia é que esse tipo de debate agregue valor, não ao software mas
sim, à liberdade daqueles para quem o software livre faz dela parte.
Para essas pessoas, a expansão da dupla ("software" e "liberdade") deve
ser contingente à não-diluição da segunda, e não vice-versa, sob pena de
se cochilar na eterna vigilância que faz seu preço.

Pois afinal, software livre é apenas metáfora: software em si não pode
ser nem livre nem aprisionado, nem mesmo em face aos próprios interesses
(software em si não tem interesse, só instruções); pessoas que dele
dependem é que podem. Desejo também um bom fim de semana a todos.
-- 
-------------------------------------------
prof. Pedro Antonio Dourado de Rezende /\
Computacao - Universidade de Brasilia /__\
tcp: Libertatis quid superest digitis serva
http://www.cic.unb.br/docentes/pedro/sd.htm
-------------------------------------------
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a