Marcus Vinicius -UOL escreveu:
> Muito boa, mestre ;-))

Já me desculpando pelos ares, esta discussão me pareceu útil
por revelar um aparente paradoxo:
embora software em si não possa ser nem livre nem aprisionado,
as pessoas podem se aprisionar a interesses que o tocam;
não só aos interesses de fornecedores proprietários,
mas também aos seus próprios no que vai de software livre.

> Forte abraços,
> 
> Marcus Vinicius.
> 
> Pedro A.D.Rezende escreveu:
>> Bruno Salgado escreveu:
>>  
>>>> Que !#%!#$�...@!¨#%* isso tem a ver com Software Livre? A lista
>>>> entupiu de gente com ares de >intelectual ultimamente, e o foco
>>>> principal (SL) já não é mais discutido como antes... Querem
>>>> >discutir coisas assim? Assinem uma lista de Ciências Políticas, ou
>>>> de Sociologia, ou ainda, de >Filosofia!
>>>>       
>>> Eu nem seria tão enérgico assim... Pois nos últimos dia na lista rodou
>>> até alguns assuntos sobre código, desenvolvimento e licença... Fiquei
>>> até pasmo...
>>>
>>> []s Bruno
>>>
>>>     
>>
>> "Livre" em software livre nesta lista quer dizer liberdade. Sem a qual
>> todos os softwares são pardos.
>> Gênios da programação compartilhando código em estado de infantilidade
>> política fazem boa bucha de canhão para monopolistas renitentes com
>> bolsos fundos e escrúpulos razos.
>>
>> Não seria o caso, então, dos incomodados se retirarem para uma lista de
>> software-gratis?
>>   
> 
> 


-- 
-------------------------------------------
prof. Pedro Antonio Dourado de Rezende /\
Computacao - Universidade de Brasilia /__\
tcp: Libertatis quid superest digitis serva
http://www.cic.unb.br/docentes/pedro/sd.htm
-------------------------------------------
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a