Eu repito: Nomes aos bois - vamos listar quem são os responsáveis, quem vota
errado e publicá-los.

E, na dúvida, não re-elejam ninguém:
http://www.dieblinkenlights.com/imagens/nao_reeleja_ninguem.jpg/view

2009/9/16 Julian Carlo Fagotti <jul...@celepar.pr.gov.br>

> Aí já é querer demais: O fato dos 81 velhinhos não atrapalharem, é avanço!
> Temos que comemorar porque o Congresso Brasileiro às vezes melhora as coisas
> para pior!
>
> Julian
>
> Em 16/09/2009 às 14:18 horas, psl-bra...@listas.softwarelivre.orgescreveu:
>
> 2009/9/15 Ada Lemos :
> > Para conhecimento:
> >
> > O Plenário do Senado acaba de aprovar em votação simbólica nova emenda ao
> > projeto de reforma eleitoral (PLC 141/09) definindo que é livre a
> > manifestação de pensamento na internet e em outros meios eletrônicos de
> > comunicação interpessoal durante a campanha eleitoral, sendo vedado o
> > anonimato e assegurado o direito de resposta.
>
> Que engraçado... legislaram sobre o que já está na Constituição...
>
> Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer
> natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes
> no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade,
> à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
> ...
> IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
> V - é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além
> da indenização por dano material, moral ou à imagem;
> ...
>
> Achei que um dos motivos de ter revisor e tudo mais era justamente
> para evitar que se re-legisla-se... (se é que isso existe, hehehe).
>
> > Com isso, os internautas podem se manifestar contra ou a favor de
> qualquer
> > candidato em blogs, sites de relacionamento como Orkut e de mensagens
> > instantâneas como o Twitter. Páginas de veículos jornalísticos também são
> > beneficiadas.
>
> Ok, mas kd a novidade?
>
> > O texto aprovado é fruto de acordo firmado em Plenário durante a
> discussão
> > de duas emendas de teor semelhante, dos senadores Alvaro Dias (PSDB-PR) e
> > Aloizio Mercadante (PT-SP), que suprimiam artigo do texto aprovado pela
> > Câmara que restringia o uso da internet nas campanhas eleitorais. O
> intuito
> > dos senadores era justamente liberar a campanha na rede mundial de
> > computadores.
>
> Ou seja, repetiram o texto da constituição para evitar que outra lei
> bloqueasse?
>
> Venhamos e convenhamos... assim não dá!
> --
> ================================Pablo Santiago Sánchez
> Análise e Desenvolvimento de Sistemas Web
> Zend Certified Engineer #ZEND006757
> phack...@gmail.com
> (61) 9975-0883
> http://www.corephp.com.br
> "Quidquid latine dictum sit, altum viditur"
>
> ================================_______________________________________________
> PSL-Brasil mailing list
> PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
> http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
> Regras da lista:
> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
> SAIR DA LISTA ou trocar a senha:
> http://listas.softwarelivre.org/mailman/options/psl-brasil
>
>
>
> _______________________________________________
> PSL-Brasil mailing list
> PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
> http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
> Regras da lista:
> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
> SAIR DA LISTA ou trocar a senha:
> http://listas.softwarelivre.org/mailman/options/psl-brasil
>
>


-- 
Ricardo Bánffy
http://www.dieblinkenlights.com
http://twitter.com/rbanffy
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
SAIR DA LISTA ou trocar a senha:
http://listas.softwarelivre.org/mailman/options/psl-brasil

Responder a