2009/10/28 Marcus Silva <mvdi...@sfiec.org.br>:
> Fabianne Balvedi escreveu:
>>
>> pois é, mas eu não falei em desistir do reconhecimento.
>> Eu falei em não esperar por ele como se fosse uma
>> moeda de troca, o que é bem diferente. Se ele vier, ótimo,
>> se não vier, o trabalho continua. Voluntários, pelo menos do
>> meu ponto de vista, são movidos pela vontade e por uma causa
>> coletiva, e não pelo interesse em algum possível benefício pessoal
>> que venha desse trabalho. O própria criação do linux pra mim não foi
>> um trabalho voluntário, pois o Linus tinha um declarado interesse
>> pessoal no projeto. Sim, ele doou o código à humanidade, e sou
>> muito grata a ele por isto, mas o trabalho que ele teve desenvolvendo
>> este código pra mim não se classifica como sendo voluntário.
>>
>
> Oi Fabbiane,
> Espero que eu possa discordar em parte do seu ponto de vista.
> Eu acho que a ação dele em doar torna ele um voluntário de um processo como
> um todo.


Agora ele pode estar sendo voluntário, mas na época que fez o trabalho,
ele mesmo disse ser por conta de um projeto pessoal que precisava
de um sistema como o do GNU + o que ele desenvolveu e se tornou
o Linux como é hoje.


> Todos nós temos um interesse por tras de tudo que fazemos. Seja ocupar um
> tempo livre, o egoísmo de lutarmos pelo que acreditamos sem respeitar o
> direito do capitalista nadar em dinheiro, seja fazer propaganda em nosso
> site, derrubar presidentes, seja ganhar garotas ou conhecer novas pessoas.

Sim, temos, mas se esta for a força motriz, algo que, se estiver ausente,
a pessoa não se digne a fazer o trabalho, então pra mim não tem nada
de voluntário aí. A pessoa está exigindo algo em troca, e pra mim isso
é como se fosse uma remuneração. Não tem, não trabalha. Então
não é voluntário.


> Todos nós somos egoístas e queremos algo para nós também e isso é um direito
> nosso assim como é do Linus.

E onde foi que eu disse que não podemos querer algo para nós?
Só disse que se essa for a motivação principal, que se não satisfeita
o trabalho não vai ser feito, então não é trabalho voluntário.
Mas isso é a minha opinião. Tem muita gente/intituição por aí
que classifica como trabalho voluntário apenas aquele que não é
remunerado e ponto final. Mas pra mim o voluntariado está presente
até em quem recebe grana mas trabalha muito mais do que
o equivalente àquilo que recebe pq tem VONTADE, e mesmo se
não recebesse, faria o trabalho, mesmo que mais demorado,
pq é movido por vontade própria, e não por algum incentivo externo.

Por isso que as instituições fazem tanta triagem e restrições em
relação a voluntários. Pq muitos vão só por conta de benefícios,
e quando estes não vem, simplesmente o abandonam o trabalho
no meio do caminho. Uma amiga me contou que no bazar da escola
feito em um bairro de baixo idh em que ela trabalha, muitos professores
se "voluntariaram" para atender no balcão de vendas. Depois descobriram
que muitos reservavam os produtos em melhor estado para si mesmos,
deixando apenas o refugo para o restante da comunidade. Como o
principal objetivo do bazar é dar oportunidade às pessoas da comunidade
com baixíssimo poder aquisitivo poderem comprar produtos mais em conta
(o objetivo secundário é angariar fundos para um projeto comunitário
da escola), a venda para professores voluntários passou a não ser
mais permitida. Aí magicamente o número de professores voluntários
reduziu-se para apenas 1/3 do efetivo anterior.


> Com relação ao tema a meu ver o Juiz do PR não pode legislar sobre a
> internet pois a internet é algo internacional. É como se o Juiz proibisse a
> queimada da amazonia pois estava afetando o clima no PR pelo efeito estufa.
> Proibir o ar das queimadas de entrar no PR e condenar quem fez as queimadas
> a mil anos de cadeia. Seria legal mas eu acho que não tem muito efeito
> legal.


Ele não legislou sobre a internet. Ele legislou sobre um site em específico.


att.,

//fabs
-- 
Fabianne Balvedi
GNU/Linux User #286985
http://fabs.tk
http://contestado.org
http://fabs.estudiolivre.org
http://interfaceg2g.org/fabs
http://bicicletadacuritiba.org
"Quando fraco consigo ser forte...
aí é que sou forte." - Plá
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
SAIR DA LISTA ou trocar a senha:
http://listas.softwarelivre.org/mailman/options/psl-brasil

Responder a