On Fri, 2010-02-05 at 11:42 -0200, Pablo Sánchez wrote:
> Em 5 de fevereiro de 2010 10:37, Luciana Fujii Pontello
> <luci...@minaslivre.org> escreveu:
>         On Tue, 2010-02-02 at 17:05 -0200, Pablo Sánchez wrote:
>         > Colocando lenha na fogueira:
>         >
>         >
>         
> http://oglobo.globo.com/tecnologia/mat/2010/02/02/video-revela-como-chrome-os-funcionara-num-tablet-do-google-915764581.asp
>         >
>         > Mais um OS da Google? Sério? Primeiro Android e agora Chrome
>         OS? Nada
>         > contra, mas meio tiro no pé essas coisas, não? PELO MENOS
>         dizem que é
>         > aberto... até quando?
>         
>         
>         Pablo, eu acho que você está caindo pro lado de só reclamar
>         aqui.
> 
> Acho que você não entendeu o que eu quis dizer com tiro no pé: a idéia
> era, para que fazer dois OS? Faz só um!

Fazer dois software para dois propósitos específicos é mais eficiente do
que fazer só 1 pra tentar englobar tudo. Chrome OS até onde eu entendo é
não é pra celular, mas pra netbooks, pads, etc. Enquanto o Android só
usa Linux o Chrome OS é um sistema GNU/Linux.


> No meu caso, eu tento mais é fazer o papel de advogado do diabo,
> tentando levantar questões que façam as pessoas colocar o pé no chão e
> pensar quais os reais interesses por trás da liberação do fonte de
> determinadas empresas...

Então questione os interesses se você acha que existe algum motivo pra
tal, mas não faça parecer que a liberação de código é uma coisa ruim. Eu
luto pela liberdade de software, não pra que empresas tenham interesses
bonzinhos.

> Eu não reclamo que lancem open source! Acho isso fantástico! Dá uma
> força ao movimento que eu nem te conto. Mas qual o real interesse por
> trás disso?
> 
> Vamos a um cenário: um velhinho dando doces de graça para um monte de
> crianças carentes. Que lindo... Qual o real interesse por trás disso?
> Pode ser apenas doces mesmo, e o cara pode ser muito bacana. Ou pode
> ser um velho rabugento que não aguenta mais aquela barulheira na rua,
> e resolve envenenar todas as crianças. Ou pode ser um pedófilo
> iniciando sua estratégia de sedução para levar as crianças para dentro
> de casa e então CRÉU na velocidade 5.

Esse velhinho é aquela empresa que distribui freeware. Software
proprietário de graça. 

O software livre a gente tem direitos de ver o código e modificar. Você
não tem nada a perder, não vai se envenenar sem saber, se não quiser
usar não use, se usar vai ser livre. Não quer dizer que a empresa que
liberou não tenha nada a ganhar.

> Mesma coisa com empresas grandes... "Vamos liberar nosso fonte!" Ok...
> considerando a visão de muitos retrógrados CEOs que não entendem o
> porque de fazer isso mas fazem mesmo assim para dar uma boa imagem à
> empresa, sem a menor consciência do que seja o SL, e os "avant garde"
> visionários que entendem e apoiam, como o caso dos criadores do
> Google... qual o real interesse deles nisso tudo? Será que realmente
> estão fazendo isso como uma tendência? Ou fazem apenas para que as
> pessoas que antes reclamavam, se calem e parem de fazer
> questionamentos que continuam válidos?
>
> Não é xiistismo, eu apenas gosto de saber porque alguém está tentando
> se aliar a um movimento. E isso, nunca está claro realmente, porque
> afinal de contas, na net só tem press releases, escritos por equipes
> especializadas em tornar uma usina nuclear em um parquinho de crianças
> super seguro.

Pra mim, o que interessa não é o que o copyright holder pensou ao
liberar. O que interessa é a liberdade das pessoas que vão usá-lo.

Se qualquer empresa percebe que pra um software dela específico faz
sentido liberar o software por qualquer motivo, eu vou gostar da
liberação mesmo que ela tenha zilhões de softwares proprietários. E é
claro, vou continuar querendo que ela libere todo o resto.

O que acontece é que uma empresa não tem uma opinião única. Tem vários
setores e alguns são nossos aliados e outros não. Ao invés de virar as
costas pra tudo, é melhor a gente aproveitar os aliados pra construir
coisas e fortalecer o movimento de software livre.

Ao mesmo tempo que a Apple lançou o Ipad, ela mantém o webkit. Sim,
provavelmente o webkit é livre só porque a base utilizada pelo webkit é
livre, porque a Apple ganha contribuições do google e mais um monte de
empresas/pessoas e não porque ela é boazinha. Mas a gente pode se
beneficiar disso mesmo assim e se beneficia. Isso só mostra que é
vantajoso liberar software e incentiva mais empresas a fazê-lo.

Ao invés de separar as empresas entre inimigas ou amigas, que tal
separar ações entre boas e ruins?

Um abraço,

Luciana Fujii

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
SAIR DA LISTA ou trocar a senha:
http://listas.softwarelivre.org/mailman/options/psl-brasil

Responder a