Salve!

Acho interessante a proposta, mas não acredito que seja possível atingir a
população de forma significativa, como também acho que já existiram diversas
tentativas para isso, a questão é que o povo não tem essa mesma preocupação,
e usa o que esta na moda mesmo. Que pode ser possível isso pode sim, se
existir uma proposta de resposta que seja possível acompanhar as ofertas,
como podemos usar o exemplo do Sapo em Portugal, que domina esse mercado,
deixando o Google em segundo lugar, isso por conta de não existir outras
soluções portuguesas que possam acompanhar as ofertas do Google, mas parte
do sucesso do Sapo esta diretamente relacionado ao fato do povo português
valorizar e se orgulhar do seu próprio produto.

Estamos assitindo sentados todos os dias mais uma investida da Google, e
tenho que confesar que o novo investimento da empresa, me preocupou
bastante, a criação de uma Rede Gigabit para oferecer ao mercado, passando a
controlar o acesso e transmissão de dados, a cada dia passo acreditar que em
Breve não teremos mais a Internet, mas sim a Google Network! isso chega a
ser assustador.

Att;

Marco Lima
braun.l...@gmail.com
im:m...@jabber-br.org <im%3am...@jabber-br.org>

Register Linux User #355235
Slackware Linux, for the subgenius

"Ter acesso ao conhecimento é um dever de todos; transmitir conhecimento é
um dever de quem tem."


Em 18 de fevereiro de 2010 11:01, Julian Carlo Fagotti <
jul...@celepar.pr.gov.br> escreveu:

>  Confesso que não lia as mais de 60 mensagens sobre o assunto. Lia a
> primeira e o artigo do Oliva, escolhi umas mensagens aleatórias e alguns dos
> meus interlocutores prediletos.
> Quem me chamou a atenção sobre o problema google foi o Julio Neves a uns
> dois anos atrás. Achei meio paranoico na hora. Dois anos depois, eu estava
> usando tantas ferramentas google que comecei a entender melhor os motivos da
> preocupação.
> Vamos colocar o Google no contexto. É uma empresa multinacional com sede
> num país de vocação imperialista. O nome do jogo é Monopólio (ou tentá-lo,
> sempre). Entre mudar um discurso e perder o mercado chinês, uma empresa
> capitalista não tem duvidas.
> O goole acumula poder. Uma vez que você o tenha usá-lo, para o bem o para o
> mal, de acordo com suas conveniências é como escovar os dentes.
> Não temos uma ONU reconehcendo territórios do ciberespaço. Então estamos
> num vale tudo, sem ração diária pratos de alumínio para reféns (Convenção de
> Genebra).
> O que precisamos é de uma alternativa nacional, de mídias convergentes
> (e-mail, fotos, vídeos, blogs, microblogs, e o escambau).
>
> Para fazer isso precisamos ou de um bom modelo de negócios (pode ser
> copiado), e ferramentas de fácil (tem que vender facilidade e não
> problemas).
> O brasil é sempre ujm campeão de uso de novas tecnologias e de produção de
> conteúdo. Uma rede em Português do Brasil, para começar tem potencial. Se a
> conversa ir por aí, estou disposto a migrar gmail, blogspot, analytics,
> agenda, googledoc, picasa.
>
>
>
> Em 18/02/2010 às 09:11 horas, psl-bra...@listas.softwarelivre.orgescreveu:
>
> Oi,
>
> On Mon, Feb 15, 2010 at 12:40:51PM -0800, isabela wrote:
> > Outro exemplo, sou co-fundadora do SFCCP que eh um grupo gerido pela
> > comunidade. Alugamos um rack do provedor MonkeyBrains (um provedor
> > 'faca vc mesmo') e administramos coletivamente o local. O SFCCP eh
> > um colocation onde grupos sem fins lucrativos podem hospedar sua
> > maquina num lugar que possui uma infra-estrutura boa (que outras
> > empresas grandes usam como o facebook) sem ter que pagar fortunas
> > por isso, jah que dividimos o custo entre todos dependendo do que
> > cada um ta usando.
> >
> > Alem disso o SFCCP tem uma politica de defesa dos direitos digitais
> > e conta com o apoio da EFF para esses casos.
> >
> > http://sfccp.net
> >
> > Ou seja, a comunidade se juntou e conseguiu construir uma solucao
> > para hospedagem de servidores que seja viavel financeiramente e que
> > tambem defende os direitos digitais tanto dos provedores de servicos
> > quanto dos seus usuarios.
>
> Parabéns, ótima iniciativa. O que eu não encontrei no site foi uma política
> de
> retenção de logs. Isso já está regulado nos EUA? O SFCCP tem status formal
> de
> ISP?
>
> Abraços,
>
> --
>
> --------------------------------------------------------------------------------
> .''`. Tiago Bortoletto Vaz GPG : 1024D/A504FECA
> : :' : http://tiagovaz.org XMPP : tiago at jabber.org
> `. `' tiago at {tiagovaz,debian}.org IRC : tiago at OFTC
> `- Debian GNU/Linux - The Universal OS http://www.debian.org
>
> --------------------------------------------------------------------------------
> _______________________________________________
> PSL-Brasil mailing list
> PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
> http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
> Regras da lista:
> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
> SAIR DA LISTA ou trocar a senha:
> http://listas.softwarelivre.org/mailman/options/psl-brasil
>
>
>
> _______________________________________________
> PSL-Brasil mailing list
> PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
> http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
> Regras da lista:
> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
> SAIR DA LISTA ou trocar a senha:
> http://listas.softwarelivre.org/mailman/options/psl-brasil
>
>
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
SAIR DA LISTA ou trocar a senha:
http://listas.softwarelivre.org/mailman/options/psl-brasil

Responder a