> 2010/2/22 João Sérgio <j_silvaco...@yahoo.com.br>
>
>> Por outro lado, como bem lembrou o Fagotti, os moradores dessas áreas
>> "menos viáveis" são tão brasileiros quanto os outros
>>
>
> Se eu cismar de morar em um barco de bandeira brasileira, a Embranet vai
> me
> dar banda larga também? Afinal, eu sou brasileiro.

Aí você não merece nada. Encare as conseqüências da sua escolha. Mas se um
grande número de pessoas for morar em alto mar e esteja trabalhando e
produzindo riqueza para o país, de modo que não fôsse possível fazer a
mesma coisa em terra-firme, elas mereceriam assistência sim.

>
>
>> Portanto existe um custo adicional, que não deve ser repasado(pelomenos
>> não
>> integralmente) ao consumidor, sob pena de inviabilizar o serviço.
>>
>
> De novo, ninguém mandou o cara morar na selva (ou em Americana). Além
> disso,
> a minha banda-larga pode até não ficar mais cara pra cobrir os custos da
> Embranet, mas esse dinheiro vai sair dos nossos impostos. De onde mais ele
> sairia?


As pessoas que moram em regiões afastadas não estão lá porque um dia
pensaram "ah, eu moro numa metrópole, mas já cansei das facilidades da
cidade grande. Vou morar no meio da selva!" Não, elas normalmente estão lá
à várias gerações.

As pessoas que moram em regiões afastadas são vítimas de políticas
injustas que há gerações priorizam o desenvolvimento em determinadas
regiões do país enqüanto outras são esquecidas.

Quando você estiver almoçando ou jantando, lembre-se de que é provável que
o alimento tenha sido produzido por pequenos agricultores, talvez em
modelo de agricultura familiar, que vivem em regiões afastadas e não
recebem os mesmos benefícios que nós, moradores urbanos. Procure por algo
feito de borracha em sua casa. Ela foi extraída por trabalhadores que
estão morando em uma área bem remota e provavelmente não tem assistência
adeqüada.O mesmo vale para várias outras matérias-primas.

Estas pessoas que vivem em regiões afastadas trabalham e geram riquezas
para o país com seu trabalho. Pena que normalmente não ficam com a riqueza
que geram. Se é difícil levar tecnologia para elas, não é por um fato da
natureza ou porque alguma divindade quis assim. No passado, mesmo onde
agora temos enormes metrópoles não havia estrutura alguma, apenas
vegetação nativa.

Outra coisa: se ao invés da estatal, fôsse uma empresa privada de
telefonia quem levasse o serviço para elas... Também não seria com o
dinheiro de todos nós? De onde mais elas tirariam o dinheiro? Por que a
reclamação?

----------------
"Sem um fim social, o saber é a maior das futilidades."
----------------

- Thiago "Harry" Leucz Astrizi
- Estudante de Ciência da Computação
- http://www.inf.ufpr.br/tla06

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
SAIR DA LISTA ou trocar a senha:
http://listas.softwarelivre.org/mailman/options/psl-brasil

Responder a