Em 23 de março de 2010 20:05, Marco Carnut <k...@tempest.com.br> escreveu:
> Gustavo,
>
>> > Esse é o menor dos problemas. Esse ponto do PL leva a outro muito
>> > pior: a queda dos pequenos provedores. Porque? Porque armazenar logs
>> > de acesso sai caro, cada coisinha que trafega na rede já é uma linha,
>> > para poder armazenar logs por 5 anos é preciso montar sistemas
>> > relativamente caros de bkp, e quem é que vai bancar isso para os
>> > pequenos?
>>
>> Argumento ridículo. É o mesmo que defender os pequenos produtores de
>> carros que não podem investir em airbag, freio ABS, etc.. O argumento
>> da proteção contra o próprio admin é muito mais importante.
>
> Eu não chamaria o argumento do Pablo de ridículo, mas,
> gostei da sua analogia, achei muito didática.

E não é. Ele realmente dá uma cortada sinistra nas pequenas (e como
citaram, cyber cafés também - mas nem li todo o projeto, e lembro que
alguém tinha inventado algo sobre pedir CPF, identidade, e sei lá mais
o que para poder usar um Cyber café há um tempo atrás... não sei se é
no mesmo projeto).

Mas realmente, não é o "maior dos problemas", falha minha na
comunicação. ;-) O que vejo é a possibilidade de criar um belo impasse
no mercado atual... Mas teria-se que fazer uma pesquisa mesmo para ver
quanto seria o log de um pequeno provedor (ou de um grande).
Considerando o log de acessos de um único site, pequeno, do Governo
Federal, ele chegou a 32 GB no intervalo de 2 anos. Um site que nem
tem tantos acessos assim. Posso estar enganado, mas só um site com
32gb de log em 2 anos, dá 16 Gb por site... Eu acho coisa pra dedéu,
considerando um único site. Mas vá lá... Matemáticas à parte, algum
provedor pequeno (ou seja, local) teria que nos disponibilizar essa
informação.

>> > (..)  Isso, em 60 meses, dá R$ 3,3K/mês,
>> > que, pela Lei Universal das Estimativas de Guardanapo, vamos
>> > arredondar para R$ 4K/mês. Não é um investimento tão alto e pode
>> > ser feito gradualmente. É preciso ser um provedor realmente pequeno
>> > pra não poder arcar com isso.

Realmente, matemática de guardanapo meeeesmo.. Passa longe de 4k por
mês... Como disse, aqueles 32 GB, 16 por ano, ou seja, pouco menos de
1.20 GB por mês, e só falando de site (não vamos levar em consideração
as estensões que podem vir aí, pois tem muito serviço de IM que
funciona pela porta 80, ou seja, poderia ser considerado tráfego web,
e ser armazenado no log do provedor), bom... sem querer ser chato, mas
eu reveria o tamanho do seu guardanapo, pois está longe da matemática
estar certa.

>> Além disso o custo do hardware necessário vai baixar ao longo do
>> tempo, e possivelmente as técnicas de compressão serão melhoradas,
>> etc..

Ainda assim, um HD de 2TB custa 600 reais... não é muito, e se a idéia
é só armazenamento mesmo, não precisa ficar espetado nem nada em uma
máquina, ou seja, você pode ir trocando de tempos em tempos. Ainda
assim, não sabemos quanto é esse "de tempos em tempos".

> Concordo.
>
> Muito embora, pensando mais a fundo, se um cybercafé for
> considerado um provedor, talvez realmente complique. Ou,
> pior ainda, se nossos roteadores wifi também forem considerados
> provedores (tecnicamente fazem o mesmo, só que em menor escala).
> Bah, acho que já estou indo longe demais. ;)

Também acho, só na parte dos Cyber cafés é que não...

>> E também o que precisará ser guardado parece mais específico e
>> provavelmente exclui logs de firewall e outros.
>
> Aí eu já não tenho certeza. A tendência nesses casos costuma
> ser guardar mais, e não menos.

Eu também não teria tanta certeza assim . De toda a forma, como dito
antes, não é esse o maior problema desse PL.

>> Enfim, vão acaba tendo que acrescentar um arquivo digital mantido pelo
>> > governo para isso. Logs de acesso não devem ser guardados por 5 anos,
>>
>> O prazo terá que ser estipulado visando o auxílio à justiça, e
>> provavelmente baseado em prazos similares já existentes (transações
>> bancárias, ligações telefônicas, ...).
>
> Mas só lembrando: à despeito da viabilidade técnica, não me
> considero a favor da proposta de retenção dos logs. Eu só
> queria demonstrar que esse não me parecia ser o maior problema.

Concordo, não é o maior problema, pelo menos não assim, diretamente.
Eu acho que limita bastante a "livre concorrência" deixando mais altos
os custos de implantação de um provedor... E ainda tenho outra dúvida:
serviços de hosting também terão que fazer isso? Como fica um site
.com.br hospedado no exterior, onde a lei brasileira não tem tchunfas
de poder (princípio básico da soberania) e onde o provedor não é
obrigado por motivo algum a guardar os logs de acesso ao site? A
responsabilidade passa a ser do proprietário do domínio, ou do
proprietário da hospedagem? Muito mais coisa aí a ser respondida, que
um projeto de final de curso de direito, digo, um projeto de lei, pode
responder...

-- 
=================================
Pablo Santiago Sánchez
phack...@gmail.com
(61) 9975-0883
http://www.sansis.com.br
"Quidquid latine dictum sit, altum viditur"
=================================
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
SAIR DA LISTA ou trocar a senha:
http://listas.softwarelivre.org/mailman/options/psl-brasil

Responder a