Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-04 Por tôpico Rafael Reale
Pessoal,Já nem estou conseguindo acompanhar o debate devido ao
número de mensagens.OBS.:O que inclusive está fazendo outros e-mails importantes se percam no meio destes.Sugiro a criação de uma lista
adicional para o debate do tema e que seja postado aqui o endereço inscrição.Aceitam?Prof. Rafael F. RealeInstituto Federal da
BahiaOn Sun, 3 Oct 2010 22:58:40 -0300Rafael Gomes rafaelgo...@techfree.com.br wrote: O assunto sobre SL já
ficou no primeiro email de Valéssio, o que estão discutindo é outra coisa.  "Na moral" parem com essa besteira. Senão
tiver nada relacionado a SL pra falar, melhor que a lista fique parada!  Um pouco de bom senso por favor, se quiser
discutir a participação da mulher no mercado de TI que faça isso em uma lista voltada pra esse tema.  Eu sou
da lista, posto com frequência e estou me sentindo desconfortável com esse assunto OFF-Topic.  Obs: Eu assino a lista como eu
quiser, não vou assinar resumo por conta disso.  Desde já solicito moderação caso o papo continue...  Rafael
Gomes Consultor em TI LPIC-1 MCSO (71) 9277-8868 IV Encontro Nordestino de Software Livre  IV Encontro Potiguar
de Software Livre http://ensl.org.br  Atenção: Este e-mail pode conter anexos no formato ODF (Open
DocumentFormat)/ABNT (extensões odt, ods, odp, odb, odg). Antes de pedir os anexos em outro formato, você pode instalar
gratuita e livremente o BrOffice (http://www.broffice.org).2010/10/3 monicap...@gmail.com
monicap...@gmail.com: concordo! mais contribuições e menos picuinhas! Mande email direto pra
"Fabiana goa" fabiana@gmail.com, mulheres e TI e SL tem a ver com o tema da
lista http://wiki.dcc.ufba.br/PSL/ListaDeDiscussao abs, 2010/10/3 Krishnamurti
L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com: Eu não disse que a lista é para assuntos técnicos, tampouco que ninguém
está interessado no assunto. Eu disse que o assunto é fora do tema, e por isso só deveria ser
discutido aqui se fosse interesse de todos. Não é, e desde o início a Goa em vez de discutir, preferiu ofender.
Ok, ela sabe tudo, então deve ter ficado entediada com as opiniões dos pobres mortais. Mas não
precisava xingar ninguém. Também espero contribuições sobre o tema. Goa não está contribuindo
em nada. E nem eu. É meu último email nesta thread, e vamos parar de
picuinhas. Em 3 de outubro de 2010 13:31, monicap...@gmail.com
monicap...@gmail.com escreveu: não fale pelos outros, se ng estivesse interessado não haveria a
discussão. a lista não é pra coisas técnicas, mas visto que não temos mais
o mesmo volume de antes, mesmo assim não ando criticando esse tipo de
atuação. realmente ainda espero mais contribuições sobre o tema. Tenho interesse em saber
a opinião da galera atual. antigamente eu tinha outra opinião, foi escutando os outros que
pude ter acesso a vários argumentos e hoje eu estou moldando melhor meu posicionamento e atuo numa pesquisa
sobre o papel da mulher em projetos de cultura digital. (ps: charles teve q gastar a
saliva dele pra eu entender as cotas por ex) 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes
krishnale...@gmail.com: Desde que a discussão esteja dentro do tema da lista, que ninguém
seja ofendido, e que todos estejam interessados na discussão. Nada disso está
acontecendo aqui. Em 3 de outubro de 2010 13:19,
monicap...@gmail.com monicap...@gmail.com escreveu:
ouxe! o psl-ba é tb um espaço para a discussão.
nada de reprimir a discussão! uma coisa é criticar o tom e os argumentos, outra coisa é
solicitar o fim... #fail usem a opção
de resumo se assim preferirem. beijoss
2010/10/3 Rafael Gomes rafaelgo...@techfree.com.br: Pessoal,
"Na moral" isso já deu o que tinha que dar. Peguem os emails de quem está interessado no debate e discutam entre sí.
Ou até mesmo criem uma lista para tal, mas isso ja ta "enchendo o
saco". Serei obrigado solicitar moderação caso isso continue dessa
maneira. Atenciosamente,
Rafael Gomes Consultor em TI LPIC-1 MCSO (71)
9277-8868 IV Encontro Nordestino de Software Livre  IV Encontro Potiguar de
Software Livre http://ensl.org.br Atenção: Este e-mail
pode conter anexos no formato ODF (Open Document Format)/ABNT (extensões odt, ods,
odp, odb, odg). Antes de pedir os anexos em outro formato, você pode instalar gratuita e livremente
o BrOffice (http://www.broffice.org).
2010/10/3 monicap...@gmail.com monicap...@gmail.com: diante de tanto machismo e falta de argumentos, até
entendo a falta de paciência de todos os
lados. mas, krishna, eu tenho #vergolhalheia desse momento do psl-ba,
sinto falta de mais opiniões por aqui, aí acaba recaindo pra cima de goa, que
é quem mais debate o tema. eu mesmo dispenso uma discussão que rola coisa do
tipo "porque meus professores não falam sobre isso". Não me soa familiar...
abs, 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes
krishnale...@gmail.com: Excelente! Para que vamos discutir mais alguma coisa aqui na lista,
se a Fabiana sabe tudo? Não
precisa mais discussão, é só perguntar pra Fabiana, que ela com prazer lhe presenteará com a verdade
infalível, absoluta e irredutível!
-- Krishna 

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-04 Por tôpico Diego Corrêa
Em 4 de outubro de 2010 09:45, Rafael Reale bru...@rafaelreale.netescreveu:

 Pessoal,
 Já nem estou conseguindo acompanhar o debate devido ao número de mensagens.
 OBS.:O que inclusive está fazendo outros e-mails importantes se percam no
 meio destes.

filtro!

 Sugiro a criação de uma lista adicional para o debate do tema e que seja
 postado aqui o endereço inscrição.
 Aceitam?
 Prof. Rafael F. Reale
 Instituto Federal da Bahia



 On Sun, 3 Oct 2010 22:58:40 -0300
  Rafael Gomes rafaelgo...@techfree.com.br wrote:
  O assunto sobre SL já ficou no primeiro email de Valéssio, o que
 estão
  discutindo é outra coisa.
 
  Na moral parem com essa besteira. Senão tiver nada relacionado a
 SL
  pra falar, melhor que a lista fique parada!
 
  Um pouco de bom senso por favor, se quiser discutir a participação
 da
  mulher no mercado de TI que faça isso em uma lista voltada pra esse
  tema.
 
  Eu sou da lista, posto com frequência e estou me sentindo
  desconfortável com esse assunto OFF-Topic.
 
  Obs: Eu assino a lista como eu quiser, não vou assinar resumo por
 conta disso.
 
  Desde já solicito moderação caso o papo continue...
 
  Rafael Gomes
  Consultor em TI
  LPIC-1 MCSO
  (71) 9277-8868
  IV Encontro Nordestino de Software Livre  IV Encontro Potiguar de
  Software Livre
  http://ensl.org.br
 
  Atenção: Este e-mail pode conter anexos no formato ODF (Open
 Document
 Format)/ABNT (extensões odt, ods, odp, odb, odg). Antes de pedir os
  anexos em outro formato, você pode instalar gratuita e livremente o
  BrOffice (http://www.broffice.org).
 
 
 
  2010/10/3 monicap...@gmail.com monicap...@gmail.com:
  concordo!
 
  mais contribuições e menos picuinhas! Mande email direto pra
  Fabiana
  goa fabiana@gmail.com,
 
  mulheres e TI e SL tem a ver com o tema da lista
 
  http://wiki.dcc.ufba.br/PSL/ListaDeDiscussao
 
  abs,
 
  2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
  Eu não disse que a lista é para assuntos técnicos, tampouco que
  ninguém está interessado no assunto.
 
  Eu disse que o assunto é fora do tema, e por isso só deveria ser
  discutido aqui se fosse interesse de todos. Não é, e desde o início
 a
  Goa em vez de discutir, preferiu ofender.  Ok, ela sabe tudo, então
  deve ter ficado entediada com as opiniões dos pobres mortais. Mas
 não
  precisava xingar ninguém.
 
  Também espero contribuições sobre o tema. Goa não está contribuindo
 em
  nada. E nem eu. É meu último email nesta thread, e vamos parar de
  picuinhas.
 
 
  Em 3 de outubro de 2010 13:31, monicap...@gmail.com
  monicap...@gmail.com escreveu:
  não fale pelos outros,
  se ng estivesse interessado não haveria a discussão.
 
 
  a lista não é pra coisas técnicas, mas visto que não temos mais o
  mesmo volume de antes, mesmo assim não ando criticando esse tipo de
  atuação.
 
  realmente ainda espero mais contribuições sobre o tema. Tenho
  interesse em saber a opinião da galera atual.
 
  antigamente eu tinha outra opinião, foi escutando os outros que pude
  ter acesso a vários argumentos e hoje eu estou moldando melhor meu
  posicionamento e atuo numa pesquisa sobre o papel da mulher em
  projetos de cultura digital.
 
  (ps: charles teve q gastar a saliva dele pra eu entender as cotas
 por ex)
 
  2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
  Desde que a discussão esteja dentro do tema da lista, que ninguém
 seja
  ofendido, e que todos estejam interessados na discussão. Nada disso
  está acontecendo aqui.
 
 
  Em 3 de outubro de 2010 13:19, monicap...@gmail.com
  monicap...@gmail.com escreveu:
  ouxe!
 
  o psl-ba é tb um espaço para a discussão.
 
  nada de reprimir a discussão!
 
  uma coisa é criticar o tom e os argumentos, outra coisa é solicitar
 o
  fim... #fail
 
  usem a opção de resumo se assim preferirem.
 
  beijoss
 
  2010/10/3 Rafael Gomes rafaelgo...@techfree.com.br:
  Pessoal,
 
  Na moral isso já deu o que tinha que dar. Peguem os emails de
 quem
  está interessado no debate e discutam entre sí. Ou até mesmo criem
 uma
  lista para tal, mas isso ja ta enchendo o saco.
 
  Serei obrigado solicitar moderação caso isso continue dessa
 maneira.
 
  Atenciosamente,
 
  Rafael Gomes
  Consultor em TI
  LPIC-1 MCSO
  (71) 9277-8868
  IV Encontro Nordestino de Software Livre  IV Encontro Potiguar de
  Software Livre
  http://ensl.org.br
 
  Atenção: Este e-mail pode conter anexos no formato ODF (Open
 Document
  Format)/ABNT (extensões odt, ods, odp, odb, odg). Antes de pedir os
  anexos em outro formato, você pode instalar gratuita e livremente o
  BrOffice (http://www.broffice.org).
 
 
 
  2010/10/3 monicap...@gmail.com monicap...@gmail.com:
  diante de tanto machismo e falta de argumentos, até entendo a
 falta
 de
  paciência de todos os lados.
 
  mas, krishna, eu tenho #vergolhalheia desse momento do psl-ba,
 sinto
  falta de mais opiniões por aqui, aí acaba recaindo pra cima de
 goa,
  que é quem mais debate o tema.
 
  eu mesmo dispenso uma discussão que rola coisa do 

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-03 Por tôpico Fabiana goa
Em 2 de outubro de 2010 15:43, Thiago Freire freir...@gmail.com escreveu:

 2010/10/1 Fabiana goa fabiana@gmail.com

 Será que uma pesquisa feita por um jornalista da editora abril pode ser
 utilizada pra gente afirmar que mulheres gostam mais disso do que daquilo?
 Essa planificação já não tem um preconceito embutido?


 Esse jornalista apenas entrevistou outras pessoas e procurou por pesquisas,
 a teoria não é dele.


 Acho que o passo número 1 é começar a questionar o que aprendemos através
 da mídia de massa, ocidental, machista, branca e homofóbica. De novo,
 reproduzir essas mensagens é simplesmente agregar ao problema como uma bola
 de neve.


 Eu concordo. Mas, falando sobre o caso da teoria, eu aprendi que ela existe
 com meu professor de Sociologia. Eu não estou falando que ela está certa, só
 estou dizendo que existe e é sustentada por pesquisas sérias. Da mesma forma
 que as outras teorias antagônicas.



Qual teoria? Se tiver algo na sociologia que sustente isso eu leio com o
maior prazer.
Compartilha ai essas pesquisas sérias tb.
Pesquisa da editora abril, da veja, da globo serve nem de tapete de
cachorro... Fico pensando no quanto a mídia (editora abril é uma mídia
certo?) ganha explorando a baixa auto estima feminina, levando adiante essas
bobagens como:  lugar de mulher não é nas profissões tecnologicas, isso sem
falar da questão estética heim, mesma coisa com criança, já reparou no teor
imperativo das propagandas voltadas pro público infantil? Você ralmente acha
que essas pesquisas são legais?


 *Ecofeminismo* é um termo originalmente criado por *Françoise 
 d´Eaubonnehttp://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Fran%C3%A7oise_d%C2%B4Eaubonneaction=editredlink=1
 *. É a teoria que busca o fim de todas as formas de opressão. Relaciona
 as conexões entre as dominações por raça, gênero, classe social, dominação
 da natureza, do outro - a mulher, a criança, o idoso, o índio.
 Identificam-se vários Ecofeminismos que acordam quanto fim dos ismos de
 dominação, sejam eles históricos, simbólicos, casuais, literários,
 políticos, religiosos, étnicos e buscam igualmente o resgate do Ser. Um
 convívio sem dominante e dominado, onde há complementação e nunca
 exploração.


 A idéia e o objetivo são perfeitos, mas tem gente de outros ismos que não
 gostam da denominação, justamente por causa do feminismo. Pode até
 arranjar uma denominação única, mas porque feminismo? Fica parecendo que é
 mais importante que os outros.


Quem falou em feminismo?  * ismos* que propagam essas relações de
hierarquia, segregação de grupos e de classes. Enquanto a gente precisar ser
ismo ou isma, é sinal de que alguma coisa tá errada.




 --
 Thiago Freire
 +55.71.91654384
 Twitter: http://twitter.com/freireag
 Facebook: http://facebook.com/freireag
 LinkedIn: http://www.linkedin.com/in/freireag

 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




-- 
---
fabiana goa
---
omnia sunt communia

La Danza :
http://fabiana.juntadados.org
http://blogs.metareciclagem.org/fabi/
http://flickr.com/photos/femmedanza

O passado... mesmo que você o esqueça, ele continuará mexendo seus
pauzinhos.
J. Constantine
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-03 Por tôpico Krishnamurti L. L. V. Nunes
Excelente! Para que vamos discutir mais alguma coisa aqui na lista, se
a Fabiana sabe tudo?
Não precisa mais discussão, é só perguntar pra Fabiana, que ela com
prazer lhe presenteará com a verdade infalível, absoluta e
irredutível!

--
Krishna - que não sabe nada.


Em 3 de outubro de 2010 10:47, Fabiana goa fabiana@gmail.com escreveu:


 Em 2 de outubro de 2010 15:43, Thiago Freire freir...@gmail.com escreveu:

 2010/10/1 Fabiana goa fabiana@gmail.com

 Será que uma pesquisa feita por um jornalista da editora abril pode ser
 utilizada pra gente afirmar que mulheres gostam mais disso do que daquilo?
 Essa planificação já não tem um preconceito embutido?

 Esse jornalista apenas entrevistou outras pessoas e procurou por
 pesquisas, a teoria não é dele.


 Acho que o passo número 1 é começar a questionar o que aprendemos através
 da mídia de massa, ocidental, machista, branca e homofóbica. De novo,
 reproduzir essas mensagens é simplesmente agregar ao problema como uma bola
 de neve.

 Eu concordo. Mas, falando sobre o caso da teoria, eu aprendi que ela
 existe com meu professor de Sociologia. Eu não estou falando que ela está
 certa, só estou dizendo que existe e é sustentada por pesquisas sérias. Da
 mesma forma que as outras teorias antagônicas.


 Qual teoria? Se tiver algo na sociologia que sustente isso eu leio com o
 maior prazer.
 Compartilha ai essas pesquisas sérias tb.
 Pesquisa da editora abril, da veja, da globo serve nem de tapete de
 cachorro... Fico pensando no quanto a mídia (editora abril é uma mídia
 certo?) ganha explorando a baixa auto estima feminina, levando adiante essas
 bobagens como:  lugar de mulher não é nas profissões tecnologicas, isso sem
 falar da questão estética heim, mesma coisa com criança, já reparou no teor
 imperativo das propagandas voltadas pro público infantil? Você ralmente acha
 que essas pesquisas são legais?


 Ecofeminismo é um termo originalmente criado por Françoise d´Eaubonne.
 É a teoria que busca o fim de todas as formas de opressão. Relaciona as
 conexões entre as dominações por raça, gênero, classe social, dominação da
 natureza, do outro - a mulher, a criança, o idoso, o índio. Identificam-se
 vários Ecofeminismos que acordam quanto fim dos ismos de dominação, sejam
 eles históricos, simbólicos, casuais, literários, políticos, religiosos,
 étnicos e buscam igualmente o resgate do Ser. Um convívio sem dominante e
 dominado, onde há complementação e nunca exploração.

 A idéia e o objetivo são perfeitos, mas tem gente de outros ismos que
 não gostam da denominação, justamente por causa do feminismo. Pode até
 arranjar uma denominação única, mas porque feminismo? Fica parecendo que é
 mais importante que os outros.

 Quem falou em feminismo?   ismos que propagam essas relações de
 hierarquia, segregação de grupos e de classes. Enquanto a gente precisar ser
 ismo ou isma, é sinal de que alguma coisa tá errada.


___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-03 Por tôpico monicap...@gmail.com
Para continuar contribuindo, esse email tava aqui nos rascunhos e o
publico. É sobre alguns do pontos que passaram pela discussão.

--

Tem que se comprovar que mulheres tiveram grandes feitos para serem
respeitadas? Tem que se mover montanhas, criar linguagens e teorias??
Mas respeito e oportunidades, devem ser tomadas independente. Acho que
mulheres e homens devem aderir numa postura de busca por igualdade e
liberdade (reconhecem o discurso?)
Claro que se isso só destacado e estiver no currículo será melhor.
Algo que me incomoda é esse comportamento de espera a pró falar disso.
Pode-se mostrar que existe essa demanda ou se pode ir atrás do
conhecimento e ainda compartilhar.

O ponto é se perceber que existem questões sociais que dificultam a
entrada e permanência das mulheres na área de TI é algo que
enfrentamos e que projetos que estimulem a sua participação são
importantes.

Outra coisa é que é muito leigo considerar que projeto/eventos
pensados para mulher servem para excluir homens. Toin

Temos que pensar não só na permanência, mas em tudo o que vem antes,
das bonecas dadas às meninas, às pressões na hora de escolher o curso
e prestar vestibular.
Estamos falando em oportunidades. Isso não é igualmente distribuído.

Sobre a questão das cotas, acho que a goa e o fabricio já responderam.

(acho que não estou respondendo na ordem... fiz um resumo)

Mônica Paz - que não considera que assuntos sociais sejam blá blá blá
---

2010/10/3 monicap...@gmail.com monicap...@gmail.com:
 diante de tanto machismo e falta de argumentos, até entendo a falta de
 paciência de todos os lados.

 mas, krishna, eu tenho #vergolhalheia desse momento do psl-ba, sinto
 falta de mais opiniões por aqui, aí acaba recaindo pra cima de goa,
 que é quem mais debate o tema.

 eu mesmo dispenso uma discussão que rola coisa do tipo porque meus
 professores não falam sobre isso. Não me soa familiar...

 abs,

 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Excelente! Para que vamos discutir mais alguma coisa aqui na lista, se
 a Fabiana sabe tudo?
 Não precisa mais discussão, é só perguntar pra Fabiana, que ela com
 prazer lhe presenteará com a verdade infalível, absoluta e
 irredutível!

 --
 Krishna - que não sabe nada.



-- 
Mônica Paz
Mestre em Cibercultura - UFBA
http://softwarelivre.org/monicapazz
http://twitter.com/monicapazz

IV ENSL / IV EPSL - http://www.ensl.org.br
Natal/Rio Grande do Norte, 05 e 06 de Novembro/2010
http://identi.ca/ensl  http://twitter.com/ensl_oficial
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-03 Por tôpico Rafael Gomes
Pessoal,

Na moral isso já deu o que tinha que dar. Peguem os emails de quem
está interessado no debate e discutam entre sí. Ou até mesmo criem uma
lista para tal, mas isso ja ta enchendo o saco.

Serei obrigado solicitar moderação caso isso continue dessa maneira.

Atenciosamente,

Rafael Gomes
Consultor em TI
LPIC-1 MCSO
(71) 9277-8868
IV Encontro Nordestino de Software Livre  IV Encontro Potiguar de
Software Livre
http://ensl.org.br

Atenção: Este e-mail pode conter anexos no formato ODF (Open Document
Format)/ABNT (extensões odt, ods, odp, odb, odg). Antes de pedir os
anexos em outro formato, você pode instalar gratuita e livremente o
BrOffice (http://www.broffice.org).



2010/10/3 monicap...@gmail.com monicap...@gmail.com:
 diante de tanto machismo e falta de argumentos, até entendo a falta de
 paciência de todos os lados.

 mas, krishna, eu tenho #vergolhalheia desse momento do psl-ba, sinto
 falta de mais opiniões por aqui, aí acaba recaindo pra cima de goa,
 que é quem mais debate o tema.

 eu mesmo dispenso uma discussão que rola coisa do tipo porque meus
 professores não falam sobre isso. Não me soa familiar...

 abs,

 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Excelente! Para que vamos discutir mais alguma coisa aqui na lista, se
 a Fabiana sabe tudo?
 Não precisa mais discussão, é só perguntar pra Fabiana, que ela com
 prazer lhe presenteará com a verdade infalível, absoluta e
 irredutível!

 --
 Krishna - que não sabe nada.


 Em 3 de outubro de 2010 10:47, Fabiana goa fabiana@gmail.com escreveu:


 Em 2 de outubro de 2010 15:43, Thiago Freire freir...@gmail.com escreveu:

 2010/10/1 Fabiana goa fabiana@gmail.com

 Será que uma pesquisa feita por um jornalista da editora abril pode ser
 utilizada pra gente afirmar que mulheres gostam mais disso do que daquilo?
 Essa planificação já não tem um preconceito embutido?

 Esse jornalista apenas entrevistou outras pessoas e procurou por
 pesquisas, a teoria não é dele.


 Acho que o passo número 1 é começar a questionar o que aprendemos através
 da mídia de massa, ocidental, machista, branca e homofóbica. De novo,
 reproduzir essas mensagens é simplesmente agregar ao problema como uma 
 bola
 de neve.

 Eu concordo. Mas, falando sobre o caso da teoria, eu aprendi que ela
 existe com meu professor de Sociologia. Eu não estou falando que ela está
 certa, só estou dizendo que existe e é sustentada por pesquisas sérias. Da
 mesma forma que as outras teorias antagônicas.


 Qual teoria? Se tiver algo na sociologia que sustente isso eu leio com o
 maior prazer.
 Compartilha ai essas pesquisas sérias tb.
 Pesquisa da editora abril, da veja, da globo serve nem de tapete de
 cachorro... Fico pensando no quanto a mídia (editora abril é uma mídia
 certo?) ganha explorando a baixa auto estima feminina, levando adiante essas
 bobagens como:  lugar de mulher não é nas profissões tecnologicas, isso sem
 falar da questão estética heim, mesma coisa com criança, já reparou no teor
 imperativo das propagandas voltadas pro público infantil? Você ralmente acha
 que essas pesquisas são legais?


 Ecofeminismo é um termo originalmente criado por Françoise d´Eaubonne.
 É a teoria que busca o fim de todas as formas de opressão. Relaciona as
 conexões entre as dominações por raça, gênero, classe social, dominação da
 natureza, do outro - a mulher, a criança, o idoso, o índio. Identificam-se
 vários Ecofeminismos que acordam quanto fim dos ismos de dominação, 
 sejam
 eles históricos, simbólicos, casuais, literários, políticos, religiosos,
 étnicos e buscam igualmente o resgate do Ser. Um convívio sem dominante e
 dominado, onde há complementação e nunca exploração.

 A idéia e o objetivo são perfeitos, mas tem gente de outros ismos que
 não gostam da denominação, justamente por causa do feminismo. Pode até
 arranjar uma denominação única, mas porque feminismo? Fica parecendo que 
 é
 mais importante que os outros.

 Quem falou em feminismo?   ismos que propagam essas relações de
 hierarquia, segregação de grupos e de classes. Enquanto a gente precisar ser
 ismo ou isma, é sinal de que alguma coisa tá errada.


 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




 --
 Mônica Paz
 Mestre em Cibercultura - UFBA
 http://softwarelivre.org/monicapazz
 http://twitter.com/monicapazz

 IV ENSL / IV EPSL - http://www.ensl.org.br
 Natal/Rio Grande do Norte, 05 e 06 de Novembro/2010
 http://identi.ca/ensl  http://twitter.com/ensl_oficial
 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-03 Por tôpico Krishnamurti L. L. V. Nunes
Acontece que há uma coisa se passando aqui...

Durante toda a thread, muitas pessoas deram opiniões. Opiniões
certas, opiniões erradas, opiniões baseadas em ciência, e outras
meramente no preconceito, mas Goa APENAS trollou, xingou e ofendeu do
início ao fim desta discussão! É esse tipo de comportamento que você
quer que seja associado movimento feminista?


Em 3 de outubro de 2010 12:34, monicap...@gmail.com
monicap...@gmail.com escreveu:
 diante de tanto machismo e falta de argumentos, até entendo a falta de
 paciência de todos os lados.

 mas, krishna, eu tenho #vergolhalheia desse momento do psl-ba, sinto
 falta de mais opiniões por aqui, aí acaba recaindo pra cima de goa,
 que é quem mais debate o tema.

 eu mesmo dispenso uma discussão que rola coisa do tipo porque meus
 professores não falam sobre isso. Não me soa familiar...

 abs,

 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Excelente! Para que vamos discutir mais alguma coisa aqui na lista, se
 a Fabiana sabe tudo?
 Não precisa mais discussão, é só perguntar pra Fabiana, que ela com
 prazer lhe presenteará com a verdade infalível, absoluta e
 irredutível!

 --
 Krishna - que não sabe nada.


 Em 3 de outubro de 2010 10:47, Fabiana goa fabiana@gmail.com escreveu:


 Em 2 de outubro de 2010 15:43, Thiago Freire freir...@gmail.com escreveu:

 2010/10/1 Fabiana goa fabiana@gmail.com

 Será que uma pesquisa feita por um jornalista da editora abril pode ser
 utilizada pra gente afirmar que mulheres gostam mais disso do que daquilo?
 Essa planificação já não tem um preconceito embutido?

 Esse jornalista apenas entrevistou outras pessoas e procurou por
 pesquisas, a teoria não é dele.


 Acho que o passo número 1 é começar a questionar o que aprendemos através
 da mídia de massa, ocidental, machista, branca e homofóbica. De novo,
 reproduzir essas mensagens é simplesmente agregar ao problema como uma 
 bola
 de neve.

 Eu concordo. Mas, falando sobre o caso da teoria, eu aprendi que ela
 existe com meu professor de Sociologia. Eu não estou falando que ela está
 certa, só estou dizendo que existe e é sustentada por pesquisas sérias. Da
 mesma forma que as outras teorias antagônicas.


 Qual teoria? Se tiver algo na sociologia que sustente isso eu leio com o
 maior prazer.
 Compartilha ai essas pesquisas sérias tb.
 Pesquisa da editora abril, da veja, da globo serve nem de tapete de
 cachorro... Fico pensando no quanto a mídia (editora abril é uma mídia
 certo?) ganha explorando a baixa auto estima feminina, levando adiante essas
 bobagens como:  lugar de mulher não é nas profissões tecnologicas, isso sem
 falar da questão estética heim, mesma coisa com criança, já reparou no teor
 imperativo das propagandas voltadas pro público infantil? Você ralmente acha
 que essas pesquisas são legais?


 Ecofeminismo é um termo originalmente criado por Françoise d´Eaubonne.
 É a teoria que busca o fim de todas as formas de opressão. Relaciona as
 conexões entre as dominações por raça, gênero, classe social, dominação da
 natureza, do outro - a mulher, a criança, o idoso, o índio. Identificam-se
 vários Ecofeminismos que acordam quanto fim dos ismos de dominação, 
 sejam
 eles históricos, simbólicos, casuais, literários, políticos, religiosos,
 étnicos e buscam igualmente o resgate do Ser. Um convívio sem dominante e
 dominado, onde há complementação e nunca exploração.

 A idéia e o objetivo são perfeitos, mas tem gente de outros ismos que
 não gostam da denominação, justamente por causa do feminismo. Pode até
 arranjar uma denominação única, mas porque feminismo? Fica parecendo que 
 é
 mais importante que os outros.

 Quem falou em feminismo?   ismos que propagam essas relações de
 hierarquia, segregação de grupos e de classes. Enquanto a gente precisar ser
 ismo ou isma, é sinal de que alguma coisa tá errada.


 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




 --
 Mônica Paz
 Mestre em Cibercultura - UFBA
 http://softwarelivre.org/monicapazz
 http://twitter.com/monicapazz

 IV ENSL / IV EPSL - http://www.ensl.org.br
 Natal/Rio Grande do Norte, 05 e 06 de Novembro/2010
 http://identi.ca/ensl  http://twitter.com/ensl_oficial
 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




-- 
Krishnamurti Lelis Lima Vieira Nunes
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-03 Por tôpico monicap...@gmail.com
não.

já falei com ela pessoalmente para se permitir ser mais extensa.

o que estou falando é para mais pessoas darem a sua opinião, para que
não ficar apenas a cargo dela.

abs,

2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Acontece que há uma coisa se passando aqui...

 Durante toda a thread, muitas pessoas deram opiniões. Opiniões
 certas, opiniões erradas, opiniões baseadas em ciência, e outras
 meramente no preconceito, mas Goa APENAS trollou, xingou e ofendeu do
 início ao fim desta discussão! É esse tipo de comportamento que você
 quer que seja associado movimento feminista?


 Em 3 de outubro de 2010 12:34, monicap...@gmail.com
 monicap...@gmail.com escreveu:
 diante de tanto machismo e falta de argumentos, até entendo a falta de
 paciência de todos os lados.

 mas, krishna, eu tenho #vergolhalheia desse momento do psl-ba, sinto
 falta de mais opiniões por aqui, aí acaba recaindo pra cima de goa,
 que é quem mais debate o tema.

 eu mesmo dispenso uma discussão que rola coisa do tipo porque meus
 professores não falam sobre isso. Não me soa familiar...

 abs,

 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Excelente! Para que vamos discutir mais alguma coisa aqui na lista, se
 a Fabiana sabe tudo?
 Não precisa mais discussão, é só perguntar pra Fabiana, que ela com
 prazer lhe presenteará com a verdade infalível, absoluta e
 irredutível!

 --
 Krishna - que não sabe nada.


 Em 3 de outubro de 2010 10:47, Fabiana goa fabiana@gmail.com escreveu:


 Em 2 de outubro de 2010 15:43, Thiago Freire freir...@gmail.com escreveu:

 2010/10/1 Fabiana goa fabiana@gmail.com

 Será que uma pesquisa feita por um jornalista da editora abril pode ser
 utilizada pra gente afirmar que mulheres gostam mais disso do que 
 daquilo?
 Essa planificação já não tem um preconceito embutido?

 Esse jornalista apenas entrevistou outras pessoas e procurou por
 pesquisas, a teoria não é dele.


 Acho que o passo número 1 é começar a questionar o que aprendemos através
 da mídia de massa, ocidental, machista, branca e homofóbica. De novo,
 reproduzir essas mensagens é simplesmente agregar ao problema como uma 
 bola
 de neve.

 Eu concordo. Mas, falando sobre o caso da teoria, eu aprendi que ela
 existe com meu professor de Sociologia. Eu não estou falando que ela está
 certa, só estou dizendo que existe e é sustentada por pesquisas sérias. Da
 mesma forma que as outras teorias antagônicas.


 Qual teoria? Se tiver algo na sociologia que sustente isso eu leio com o
 maior prazer.
 Compartilha ai essas pesquisas sérias tb.
 Pesquisa da editora abril, da veja, da globo serve nem de tapete de
 cachorro... Fico pensando no quanto a mídia (editora abril é uma mídia
 certo?) ganha explorando a baixa auto estima feminina, levando adiante 
 essas
 bobagens como:  lugar de mulher não é nas profissões tecnologicas, isso sem
 falar da questão estética heim, mesma coisa com criança, já reparou no teor
 imperativo das propagandas voltadas pro público infantil? Você ralmente 
 acha
 que essas pesquisas são legais?


 Ecofeminismo é um termo originalmente criado por Françoise d´Eaubonne.
 É a teoria que busca o fim de todas as formas de opressão. Relaciona as
 conexões entre as dominações por raça, gênero, classe social, dominação 
 da
 natureza, do outro - a mulher, a criança, o idoso, o índio. 
 Identificam-se
 vários Ecofeminismos que acordam quanto fim dos ismos de dominação, 
 sejam
 eles históricos, simbólicos, casuais, literários, políticos, religiosos,
 étnicos e buscam igualmente o resgate do Ser. Um convívio sem dominante e
 dominado, onde há complementação e nunca exploração.

 A idéia e o objetivo são perfeitos, mas tem gente de outros ismos que
 não gostam da denominação, justamente por causa do feminismo. Pode até
 arranjar uma denominação única, mas porque feminismo? Fica parecendo 
 que é
 mais importante que os outros.

 Quem falou em feminismo?   ismos que propagam essas relações de
 hierarquia, segregação de grupos e de classes. Enquanto a gente precisar 
 ser
 ismo ou isma, é sinal de que alguma coisa tá errada.


 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




 --
 Mônica Paz
 Mestre em Cibercultura - UFBA
 http://softwarelivre.org/monicapazz
 http://twitter.com/monicapazz

 IV ENSL / IV EPSL - http://www.ensl.org.br
 Natal/Rio Grande do Norte, 05 e 06 de Novembro/2010
 http://identi.ca/ensl  http://twitter.com/ensl_oficial
 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




 --
 Krishnamurti Lelis Lima Vieira Nunes
 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




-- 
Mônica Paz
Mestre em Cibercultura - UFBA
http://softwarelivre.org/monicapazz
http://twitter.com/monicapazz

IV 

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-03 Por tôpico monicap...@gmail.com
ouxe!

o psl-ba é tb um espaço para a discussão.

nada de reprimir a discussão!

uma coisa é criticar o tom e os argumentos, outra coisa é solicitar o
fim... #fail

usem a opção de resumo se assim preferirem.

beijoss

2010/10/3 Rafael Gomes rafaelgo...@techfree.com.br:
 Pessoal,

 Na moral isso já deu o que tinha que dar. Peguem os emails de quem
 está interessado no debate e discutam entre sí. Ou até mesmo criem uma
 lista para tal, mas isso ja ta enchendo o saco.

 Serei obrigado solicitar moderação caso isso continue dessa maneira.

 Atenciosamente,

 Rafael Gomes
 Consultor em TI
 LPIC-1 MCSO
 (71) 9277-8868
 IV Encontro Nordestino de Software Livre  IV Encontro Potiguar de
 Software Livre
 http://ensl.org.br

 Atenção: Este e-mail pode conter anexos no formato ODF (Open Document
 Format)/ABNT (extensões odt, ods, odp, odb, odg). Antes de pedir os
 anexos em outro formato, você pode instalar gratuita e livremente o
 BrOffice (http://www.broffice.org).



 2010/10/3 monicap...@gmail.com monicap...@gmail.com:
 diante de tanto machismo e falta de argumentos, até entendo a falta de
 paciência de todos os lados.

 mas, krishna, eu tenho #vergolhalheia desse momento do psl-ba, sinto
 falta de mais opiniões por aqui, aí acaba recaindo pra cima de goa,
 que é quem mais debate o tema.

 eu mesmo dispenso uma discussão que rola coisa do tipo porque meus
 professores não falam sobre isso. Não me soa familiar...

 abs,

 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Excelente! Para que vamos discutir mais alguma coisa aqui na lista, se
 a Fabiana sabe tudo?
 Não precisa mais discussão, é só perguntar pra Fabiana, que ela com
 prazer lhe presenteará com a verdade infalível, absoluta e
 irredutível!

 --
 Krishna - que não sabe nada.


 Em 3 de outubro de 2010 10:47, Fabiana goa fabiana@gmail.com escreveu:


 Em 2 de outubro de 2010 15:43, Thiago Freire freir...@gmail.com escreveu:

 2010/10/1 Fabiana goa fabiana@gmail.com

 Será que uma pesquisa feita por um jornalista da editora abril pode ser
 utilizada pra gente afirmar que mulheres gostam mais disso do que 
 daquilo?
 Essa planificação já não tem um preconceito embutido?

 Esse jornalista apenas entrevistou outras pessoas e procurou por
 pesquisas, a teoria não é dele.


 Acho que o passo número 1 é começar a questionar o que aprendemos através
 da mídia de massa, ocidental, machista, branca e homofóbica. De novo,
 reproduzir essas mensagens é simplesmente agregar ao problema como uma 
 bola
 de neve.

 Eu concordo. Mas, falando sobre o caso da teoria, eu aprendi que ela
 existe com meu professor de Sociologia. Eu não estou falando que ela está
 certa, só estou dizendo que existe e é sustentada por pesquisas sérias. Da
 mesma forma que as outras teorias antagônicas.


 Qual teoria? Se tiver algo na sociologia que sustente isso eu leio com o
 maior prazer.
 Compartilha ai essas pesquisas sérias tb.
 Pesquisa da editora abril, da veja, da globo serve nem de tapete de
 cachorro... Fico pensando no quanto a mídia (editora abril é uma mídia
 certo?) ganha explorando a baixa auto estima feminina, levando adiante 
 essas
 bobagens como:  lugar de mulher não é nas profissões tecnologicas, isso sem
 falar da questão estética heim, mesma coisa com criança, já reparou no teor
 imperativo das propagandas voltadas pro público infantil? Você ralmente 
 acha
 que essas pesquisas são legais?


 Ecofeminismo é um termo originalmente criado por Françoise d´Eaubonne.
 É a teoria que busca o fim de todas as formas de opressão. Relaciona as
 conexões entre as dominações por raça, gênero, classe social, dominação 
 da
 natureza, do outro - a mulher, a criança, o idoso, o índio. 
 Identificam-se
 vários Ecofeminismos que acordam quanto fim dos ismos de dominação, 
 sejam
 eles históricos, simbólicos, casuais, literários, políticos, religiosos,
 étnicos e buscam igualmente o resgate do Ser. Um convívio sem dominante e
 dominado, onde há complementação e nunca exploração.

 A idéia e o objetivo são perfeitos, mas tem gente de outros ismos que
 não gostam da denominação, justamente por causa do feminismo. Pode até
 arranjar uma denominação única, mas porque feminismo? Fica parecendo 
 que é
 mais importante que os outros.

 Quem falou em feminismo?   ismos que propagam essas relações de
 hierarquia, segregação de grupos e de classes. Enquanto a gente precisar 
 ser
 ismo ou isma, é sinal de que alguma coisa tá errada.


 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




 --
 Mônica Paz
 Mestre em Cibercultura - UFBA
 http://softwarelivre.org/monicapazz
 http://twitter.com/monicapazz

 IV ENSL / IV EPSL - http://www.ensl.org.br
 Natal/Rio Grande do Norte, 05 e 06 de Novembro/2010
 http://identi.ca/ensl  http://twitter.com/ensl_oficial
 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-03 Por tôpico Krishnamurti L. L. V. Nunes
Desde que a discussão esteja dentro do tema da lista, que ninguém seja
ofendido, e que todos estejam interessados na discussão. Nada disso
está acontecendo aqui.


Em 3 de outubro de 2010 13:19, monicap...@gmail.com
monicap...@gmail.com escreveu:
 ouxe!

 o psl-ba é tb um espaço para a discussão.

 nada de reprimir a discussão!

 uma coisa é criticar o tom e os argumentos, outra coisa é solicitar o
 fim... #fail

 usem a opção de resumo se assim preferirem.

 beijoss

 2010/10/3 Rafael Gomes rafaelgo...@techfree.com.br:
 Pessoal,

 Na moral isso já deu o que tinha que dar. Peguem os emails de quem
 está interessado no debate e discutam entre sí. Ou até mesmo criem uma
 lista para tal, mas isso ja ta enchendo o saco.

 Serei obrigado solicitar moderação caso isso continue dessa maneira.

 Atenciosamente,

 Rafael Gomes
 Consultor em TI
 LPIC-1 MCSO
 (71) 9277-8868
 IV Encontro Nordestino de Software Livre  IV Encontro Potiguar de
 Software Livre
 http://ensl.org.br

 Atenção: Este e-mail pode conter anexos no formato ODF (Open Document
 Format)/ABNT (extensões odt, ods, odp, odb, odg). Antes de pedir os
 anexos em outro formato, você pode instalar gratuita e livremente o
 BrOffice (http://www.broffice.org).



 2010/10/3 monicap...@gmail.com monicap...@gmail.com:
 diante de tanto machismo e falta de argumentos, até entendo a falta de
 paciência de todos os lados.

 mas, krishna, eu tenho #vergolhalheia desse momento do psl-ba, sinto
 falta de mais opiniões por aqui, aí acaba recaindo pra cima de goa,
 que é quem mais debate o tema.

 eu mesmo dispenso uma discussão que rola coisa do tipo porque meus
 professores não falam sobre isso. Não me soa familiar...

 abs,

 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Excelente! Para que vamos discutir mais alguma coisa aqui na lista, se
 a Fabiana sabe tudo?
 Não precisa mais discussão, é só perguntar pra Fabiana, que ela com
 prazer lhe presenteará com a verdade infalível, absoluta e
 irredutível!

 --
 Krishna - que não sabe nada.


 Em 3 de outubro de 2010 10:47, Fabiana goa fabiana@gmail.com 
 escreveu:


 Em 2 de outubro de 2010 15:43, Thiago Freire freir...@gmail.com 
 escreveu:

 2010/10/1 Fabiana goa fabiana@gmail.com

 Será que uma pesquisa feita por um jornalista da editora abril pode ser
 utilizada pra gente afirmar que mulheres gostam mais disso do que 
 daquilo?
 Essa planificação já não tem um preconceito embutido?

 Esse jornalista apenas entrevistou outras pessoas e procurou por
 pesquisas, a teoria não é dele.


 Acho que o passo número 1 é começar a questionar o que aprendemos 
 através
 da mídia de massa, ocidental, machista, branca e homofóbica. De novo,
 reproduzir essas mensagens é simplesmente agregar ao problema como uma 
 bola
 de neve.

 Eu concordo. Mas, falando sobre o caso da teoria, eu aprendi que ela
 existe com meu professor de Sociologia. Eu não estou falando que ela está
 certa, só estou dizendo que existe e é sustentada por pesquisas sérias. 
 Da
 mesma forma que as outras teorias antagônicas.


 Qual teoria? Se tiver algo na sociologia que sustente isso eu leio com o
 maior prazer.
 Compartilha ai essas pesquisas sérias tb.
 Pesquisa da editora abril, da veja, da globo serve nem de tapete de
 cachorro... Fico pensando no quanto a mídia (editora abril é uma mídia
 certo?) ganha explorando a baixa auto estima feminina, levando adiante 
 essas
 bobagens como:  lugar de mulher não é nas profissões tecnologicas, isso 
 sem
 falar da questão estética heim, mesma coisa com criança, já reparou no 
 teor
 imperativo das propagandas voltadas pro público infantil? Você ralmente 
 acha
 que essas pesquisas são legais?


 Ecofeminismo é um termo originalmente criado por Françoise d´Eaubonne.
 É a teoria que busca o fim de todas as formas de opressão. Relaciona as
 conexões entre as dominações por raça, gênero, classe social, dominação 
 da
 natureza, do outro - a mulher, a criança, o idoso, o índio. 
 Identificam-se
 vários Ecofeminismos que acordam quanto fim dos ismos de dominação, 
 sejam
 eles históricos, simbólicos, casuais, literários, políticos, religiosos,
 étnicos e buscam igualmente o resgate do Ser. Um convívio sem dominante 
 e
 dominado, onde há complementação e nunca exploração.

 A idéia e o objetivo são perfeitos, mas tem gente de outros ismos que
 não gostam da denominação, justamente por causa do feminismo. Pode até
 arranjar uma denominação única, mas porque feminismo? Fica parecendo 
 que é
 mais importante que os outros.

 Quem falou em feminismo?   ismos que propagam essas relações de
 hierarquia, segregação de grupos e de classes. Enquanto a gente precisar 
 ser
 ismo ou isma, é sinal de que alguma coisa tá errada.


 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




 --
 Mônica Paz
 Mestre em Cibercultura - UFBA
 http://softwarelivre.org/monicapazz
 http://twitter.com/monicapazz

 IV ENSL / 

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-03 Por tôpico monicap...@gmail.com
não fale pelos outros,
se ng estivesse interessado não haveria a discussão.


a lista não é pra coisas técnicas, mas visto que não temos mais o
mesmo volume de antes, mesmo assim não ando criticando esse tipo de
atuação.

realmente ainda espero mais contribuições sobre o tema. Tenho
interesse em saber a opinião da galera atual.

antigamente eu tinha outra opinião, foi escutando os outros que pude
ter acesso a vários argumentos e hoje eu estou moldando melhor meu
posicionamento e atuo numa pesquisa sobre o papel da mulher em
projetos de cultura digital.

(ps: charles teve q gastar a saliva dele pra eu entender as cotas por ex)

2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Desde que a discussão esteja dentro do tema da lista, que ninguém seja
 ofendido, e que todos estejam interessados na discussão. Nada disso
 está acontecendo aqui.


 Em 3 de outubro de 2010 13:19, monicap...@gmail.com
 monicap...@gmail.com escreveu:
 ouxe!

 o psl-ba é tb um espaço para a discussão.

 nada de reprimir a discussão!

 uma coisa é criticar o tom e os argumentos, outra coisa é solicitar o
 fim... #fail

 usem a opção de resumo se assim preferirem.

 beijoss

 2010/10/3 Rafael Gomes rafaelgo...@techfree.com.br:
 Pessoal,

 Na moral isso já deu o que tinha que dar. Peguem os emails de quem
 está interessado no debate e discutam entre sí. Ou até mesmo criem uma
 lista para tal, mas isso ja ta enchendo o saco.

 Serei obrigado solicitar moderação caso isso continue dessa maneira.

 Atenciosamente,

 Rafael Gomes
 Consultor em TI
 LPIC-1 MCSO
 (71) 9277-8868
 IV Encontro Nordestino de Software Livre  IV Encontro Potiguar de
 Software Livre
 http://ensl.org.br

 Atenção: Este e-mail pode conter anexos no formato ODF (Open Document
 Format)/ABNT (extensões odt, ods, odp, odb, odg). Antes de pedir os
 anexos em outro formato, você pode instalar gratuita e livremente o
 BrOffice (http://www.broffice.org).



 2010/10/3 monicap...@gmail.com monicap...@gmail.com:
 diante de tanto machismo e falta de argumentos, até entendo a falta de
 paciência de todos os lados.

 mas, krishna, eu tenho #vergolhalheia desse momento do psl-ba, sinto
 falta de mais opiniões por aqui, aí acaba recaindo pra cima de goa,
 que é quem mais debate o tema.

 eu mesmo dispenso uma discussão que rola coisa do tipo porque meus
 professores não falam sobre isso. Não me soa familiar...

 abs,

 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Excelente! Para que vamos discutir mais alguma coisa aqui na lista, se
 a Fabiana sabe tudo?
 Não precisa mais discussão, é só perguntar pra Fabiana, que ela com
 prazer lhe presenteará com a verdade infalível, absoluta e
 irredutível!

 --
 Krishna - que não sabe nada.


 Em 3 de outubro de 2010 10:47, Fabiana goa fabiana@gmail.com 
 escreveu:


 Em 2 de outubro de 2010 15:43, Thiago Freire freir...@gmail.com 
 escreveu:

 2010/10/1 Fabiana goa fabiana@gmail.com

 Será que uma pesquisa feita por um jornalista da editora abril pode ser
 utilizada pra gente afirmar que mulheres gostam mais disso do que 
 daquilo?
 Essa planificação já não tem um preconceito embutido?

 Esse jornalista apenas entrevistou outras pessoas e procurou por
 pesquisas, a teoria não é dele.


 Acho que o passo número 1 é começar a questionar o que aprendemos 
 através
 da mídia de massa, ocidental, machista, branca e homofóbica. De novo,
 reproduzir essas mensagens é simplesmente agregar ao problema como uma 
 bola
 de neve.

 Eu concordo. Mas, falando sobre o caso da teoria, eu aprendi que ela
 existe com meu professor de Sociologia. Eu não estou falando que ela 
 está
 certa, só estou dizendo que existe e é sustentada por pesquisas sérias. 
 Da
 mesma forma que as outras teorias antagônicas.


 Qual teoria? Se tiver algo na sociologia que sustente isso eu leio com o
 maior prazer.
 Compartilha ai essas pesquisas sérias tb.
 Pesquisa da editora abril, da veja, da globo serve nem de tapete de
 cachorro... Fico pensando no quanto a mídia (editora abril é uma mídia
 certo?) ganha explorando a baixa auto estima feminina, levando adiante 
 essas
 bobagens como:  lugar de mulher não é nas profissões tecnologicas, isso 
 sem
 falar da questão estética heim, mesma coisa com criança, já reparou no 
 teor
 imperativo das propagandas voltadas pro público infantil? Você ralmente 
 acha
 que essas pesquisas são legais?


 Ecofeminismo é um termo originalmente criado por Françoise 
 d´Eaubonne.
 É a teoria que busca o fim de todas as formas de opressão. Relaciona as
 conexões entre as dominações por raça, gênero, classe social, 
 dominação da
 natureza, do outro - a mulher, a criança, o idoso, o índio. 
 Identificam-se
 vários Ecofeminismos que acordam quanto fim dos ismos de dominação, 
 sejam
 eles históricos, simbólicos, casuais, literários, políticos, 
 religiosos,
 étnicos e buscam igualmente o resgate do Ser. Um convívio sem 
 dominante e
 dominado, onde há complementação e nunca exploração.

 A idéia e o objetivo são 

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-03 Por tôpico Krishnamurti L. L. V. Nunes
Eu não disse que a lista é para assuntos técnicos, tampouco que
ninguém está interessado no assunto.

Eu disse que o assunto é fora do tema, e por isso só deveria ser
discutido aqui se fosse interesse de todos. Não é, e desde o início a
Goa em vez de discutir, preferiu ofender.  Ok, ela sabe tudo, então
deve ter ficado entediada com as opiniões dos pobres mortais. Mas não
precisava xingar ninguém.

Também espero contribuições sobre o tema. Goa não está contribuindo em
nada. E nem eu. É meu último email nesta thread, e vamos parar de
picuinhas.


Em 3 de outubro de 2010 13:31, monicap...@gmail.com
monicap...@gmail.com escreveu:
 não fale pelos outros,
 se ng estivesse interessado não haveria a discussão.


 a lista não é pra coisas técnicas, mas visto que não temos mais o
 mesmo volume de antes, mesmo assim não ando criticando esse tipo de
 atuação.

 realmente ainda espero mais contribuições sobre o tema. Tenho
 interesse em saber a opinião da galera atual.

 antigamente eu tinha outra opinião, foi escutando os outros que pude
 ter acesso a vários argumentos e hoje eu estou moldando melhor meu
 posicionamento e atuo numa pesquisa sobre o papel da mulher em
 projetos de cultura digital.

 (ps: charles teve q gastar a saliva dele pra eu entender as cotas por ex)

 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Desde que a discussão esteja dentro do tema da lista, que ninguém seja
 ofendido, e que todos estejam interessados na discussão. Nada disso
 está acontecendo aqui.


 Em 3 de outubro de 2010 13:19, monicap...@gmail.com
 monicap...@gmail.com escreveu:
 ouxe!

 o psl-ba é tb um espaço para a discussão.

 nada de reprimir a discussão!

 uma coisa é criticar o tom e os argumentos, outra coisa é solicitar o
 fim... #fail

 usem a opção de resumo se assim preferirem.

 beijoss

 2010/10/3 Rafael Gomes rafaelgo...@techfree.com.br:
 Pessoal,

 Na moral isso já deu o que tinha que dar. Peguem os emails de quem
 está interessado no debate e discutam entre sí. Ou até mesmo criem uma
 lista para tal, mas isso ja ta enchendo o saco.

 Serei obrigado solicitar moderação caso isso continue dessa maneira.

 Atenciosamente,

 Rafael Gomes
 Consultor em TI
 LPIC-1 MCSO
 (71) 9277-8868
 IV Encontro Nordestino de Software Livre  IV Encontro Potiguar de
 Software Livre
 http://ensl.org.br

 Atenção: Este e-mail pode conter anexos no formato ODF (Open Document
 Format)/ABNT (extensões odt, ods, odp, odb, odg). Antes de pedir os
 anexos em outro formato, você pode instalar gratuita e livremente o
 BrOffice (http://www.broffice.org).



 2010/10/3 monicap...@gmail.com monicap...@gmail.com:
 diante de tanto machismo e falta de argumentos, até entendo a falta de
 paciência de todos os lados.

 mas, krishna, eu tenho #vergolhalheia desse momento do psl-ba, sinto
 falta de mais opiniões por aqui, aí acaba recaindo pra cima de goa,
 que é quem mais debate o tema.

 eu mesmo dispenso uma discussão que rola coisa do tipo porque meus
 professores não falam sobre isso. Não me soa familiar...

 abs,

 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Excelente! Para que vamos discutir mais alguma coisa aqui na lista, se
 a Fabiana sabe tudo?
 Não precisa mais discussão, é só perguntar pra Fabiana, que ela com
 prazer lhe presenteará com a verdade infalível, absoluta e
 irredutível!

 --
 Krishna - que não sabe nada.


 Em 3 de outubro de 2010 10:47, Fabiana goa fabiana@gmail.com 
 escreveu:


 Em 2 de outubro de 2010 15:43, Thiago Freire freir...@gmail.com 
 escreveu:

 2010/10/1 Fabiana goa fabiana@gmail.com

 Será que uma pesquisa feita por um jornalista da editora abril pode 
 ser
 utilizada pra gente afirmar que mulheres gostam mais disso do que 
 daquilo?
 Essa planificação já não tem um preconceito embutido?

 Esse jornalista apenas entrevistou outras pessoas e procurou por
 pesquisas, a teoria não é dele.


 Acho que o passo número 1 é começar a questionar o que aprendemos 
 através
 da mídia de massa, ocidental, machista, branca e homofóbica. De novo,
 reproduzir essas mensagens é simplesmente agregar ao problema como 
 uma bola
 de neve.

 Eu concordo. Mas, falando sobre o caso da teoria, eu aprendi que ela
 existe com meu professor de Sociologia. Eu não estou falando que ela 
 está
 certa, só estou dizendo que existe e é sustentada por pesquisas 
 sérias. Da
 mesma forma que as outras teorias antagônicas.


 Qual teoria? Se tiver algo na sociologia que sustente isso eu leio com o
 maior prazer.
 Compartilha ai essas pesquisas sérias tb.
 Pesquisa da editora abril, da veja, da globo serve nem de tapete de
 cachorro... Fico pensando no quanto a mídia (editora abril é uma mídia
 certo?) ganha explorando a baixa auto estima feminina, levando adiante 
 essas
 bobagens como:  lugar de mulher não é nas profissões tecnologicas, isso 
 sem
 falar da questão estética heim, mesma coisa com criança, já reparou no 
 teor
 imperativo das propagandas voltadas pro público infantil? Você ralmente 
 acha
 

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-03 Por tôpico monicap...@gmail.com
concordo!

mais contribuições e menos picuinhas! Mande email direto pra  Fabiana
goa fabiana@gmail.com,

mulheres e TI e SL tem a ver com o tema da lista

http://wiki.dcc.ufba.br/PSL/ListaDeDiscussao

abs,

2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Eu não disse que a lista é para assuntos técnicos, tampouco que
 ninguém está interessado no assunto.

 Eu disse que o assunto é fora do tema, e por isso só deveria ser
 discutido aqui se fosse interesse de todos. Não é, e desde o início a
 Goa em vez de discutir, preferiu ofender.  Ok, ela sabe tudo, então
 deve ter ficado entediada com as opiniões dos pobres mortais. Mas não
 precisava xingar ninguém.

 Também espero contribuições sobre o tema. Goa não está contribuindo em
 nada. E nem eu. É meu último email nesta thread, e vamos parar de
 picuinhas.


 Em 3 de outubro de 2010 13:31, monicap...@gmail.com
 monicap...@gmail.com escreveu:
 não fale pelos outros,
 se ng estivesse interessado não haveria a discussão.


 a lista não é pra coisas técnicas, mas visto que não temos mais o
 mesmo volume de antes, mesmo assim não ando criticando esse tipo de
 atuação.

 realmente ainda espero mais contribuições sobre o tema. Tenho
 interesse em saber a opinião da galera atual.

 antigamente eu tinha outra opinião, foi escutando os outros que pude
 ter acesso a vários argumentos e hoje eu estou moldando melhor meu
 posicionamento e atuo numa pesquisa sobre o papel da mulher em
 projetos de cultura digital.

 (ps: charles teve q gastar a saliva dele pra eu entender as cotas por ex)

 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Desde que a discussão esteja dentro do tema da lista, que ninguém seja
 ofendido, e que todos estejam interessados na discussão. Nada disso
 está acontecendo aqui.


 Em 3 de outubro de 2010 13:19, monicap...@gmail.com
 monicap...@gmail.com escreveu:
 ouxe!

 o psl-ba é tb um espaço para a discussão.

 nada de reprimir a discussão!

 uma coisa é criticar o tom e os argumentos, outra coisa é solicitar o
 fim... #fail

 usem a opção de resumo se assim preferirem.

 beijoss

 2010/10/3 Rafael Gomes rafaelgo...@techfree.com.br:
 Pessoal,

 Na moral isso já deu o que tinha que dar. Peguem os emails de quem
 está interessado no debate e discutam entre sí. Ou até mesmo criem uma
 lista para tal, mas isso ja ta enchendo o saco.

 Serei obrigado solicitar moderação caso isso continue dessa maneira.

 Atenciosamente,

 Rafael Gomes
 Consultor em TI
 LPIC-1 MCSO
 (71) 9277-8868
 IV Encontro Nordestino de Software Livre  IV Encontro Potiguar de
 Software Livre
 http://ensl.org.br

 Atenção: Este e-mail pode conter anexos no formato ODF (Open Document
 Format)/ABNT (extensões odt, ods, odp, odb, odg). Antes de pedir os
 anexos em outro formato, você pode instalar gratuita e livremente o
 BrOffice (http://www.broffice.org).



 2010/10/3 monicap...@gmail.com monicap...@gmail.com:
 diante de tanto machismo e falta de argumentos, até entendo a falta de
 paciência de todos os lados.

 mas, krishna, eu tenho #vergolhalheia desse momento do psl-ba, sinto
 falta de mais opiniões por aqui, aí acaba recaindo pra cima de goa,
 que é quem mais debate o tema.

 eu mesmo dispenso uma discussão que rola coisa do tipo porque meus
 professores não falam sobre isso. Não me soa familiar...

 abs,

 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Excelente! Para que vamos discutir mais alguma coisa aqui na lista, se
 a Fabiana sabe tudo?
 Não precisa mais discussão, é só perguntar pra Fabiana, que ela com
 prazer lhe presenteará com a verdade infalível, absoluta e
 irredutível!

 --
 Krishna - que não sabe nada.


 Em 3 de outubro de 2010 10:47, Fabiana goa fabiana@gmail.com 
 escreveu:


 Em 2 de outubro de 2010 15:43, Thiago Freire freir...@gmail.com 
 escreveu:

 2010/10/1 Fabiana goa fabiana@gmail.com

 Será que uma pesquisa feita por um jornalista da editora abril pode 
 ser
 utilizada pra gente afirmar que mulheres gostam mais disso do que 
 daquilo?
 Essa planificação já não tem um preconceito embutido?

 Esse jornalista apenas entrevistou outras pessoas e procurou por
 pesquisas, a teoria não é dele.


 Acho que o passo número 1 é começar a questionar o que aprendemos 
 através
 da mídia de massa, ocidental, machista, branca e homofóbica. De novo,
 reproduzir essas mensagens é simplesmente agregar ao problema como 
 uma bola
 de neve.

 Eu concordo. Mas, falando sobre o caso da teoria, eu aprendi que ela
 existe com meu professor de Sociologia. Eu não estou falando que ela 
 está
 certa, só estou dizendo que existe e é sustentada por pesquisas 
 sérias. Da
 mesma forma que as outras teorias antagônicas.


 Qual teoria? Se tiver algo na sociologia que sustente isso eu leio com 
 o
 maior prazer.
 Compartilha ai essas pesquisas sérias tb.
 Pesquisa da editora abril, da veja, da globo serve nem de tapete de
 cachorro... Fico pensando no quanto a mídia (editora abril é uma mídia
 certo?) ganha explorando a 

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-03 Por tôpico Rafael Gomes
O assunto sobre SL já ficou no primeiro email de Valéssio, o que estão
discutindo é outra coisa.

Na moral parem com essa besteira. Senão tiver nada relacionado a SL
pra falar, melhor que a lista fique parada!

Um pouco de bom senso por favor, se quiser discutir a participação da
mulher no mercado de TI que faça isso em uma lista voltada pra esse
tema.

Eu sou da lista, posto com frequência e estou me sentindo
desconfortável com esse assunto OFF-Topic.

Obs: Eu assino a lista como eu quiser, não vou assinar resumo por conta disso.

Desde já solicito moderação caso o papo continue...

Rafael Gomes
Consultor em TI
LPIC-1 MCSO
(71) 9277-8868
IV Encontro Nordestino de Software Livre  IV Encontro Potiguar de
Software Livre
http://ensl.org.br

Atenção: Este e-mail pode conter anexos no formato ODF (Open Document
Format)/ABNT (extensões odt, ods, odp, odb, odg). Antes de pedir os
anexos em outro formato, você pode instalar gratuita e livremente o
BrOffice (http://www.broffice.org).



2010/10/3 monicap...@gmail.com monicap...@gmail.com:
 concordo!

 mais contribuições e menos picuinhas! Mande email direto pra  Fabiana
 goa fabiana@gmail.com,

 mulheres e TI e SL tem a ver com o tema da lista

 http://wiki.dcc.ufba.br/PSL/ListaDeDiscussao

 abs,

 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Eu não disse que a lista é para assuntos técnicos, tampouco que
 ninguém está interessado no assunto.

 Eu disse que o assunto é fora do tema, e por isso só deveria ser
 discutido aqui se fosse interesse de todos. Não é, e desde o início a
 Goa em vez de discutir, preferiu ofender.  Ok, ela sabe tudo, então
 deve ter ficado entediada com as opiniões dos pobres mortais. Mas não
 precisava xingar ninguém.

 Também espero contribuições sobre o tema. Goa não está contribuindo em
 nada. E nem eu. É meu último email nesta thread, e vamos parar de
 picuinhas.


 Em 3 de outubro de 2010 13:31, monicap...@gmail.com
 monicap...@gmail.com escreveu:
 não fale pelos outros,
 se ng estivesse interessado não haveria a discussão.


 a lista não é pra coisas técnicas, mas visto que não temos mais o
 mesmo volume de antes, mesmo assim não ando criticando esse tipo de
 atuação.

 realmente ainda espero mais contribuições sobre o tema. Tenho
 interesse em saber a opinião da galera atual.

 antigamente eu tinha outra opinião, foi escutando os outros que pude
 ter acesso a vários argumentos e hoje eu estou moldando melhor meu
 posicionamento e atuo numa pesquisa sobre o papel da mulher em
 projetos de cultura digital.

 (ps: charles teve q gastar a saliva dele pra eu entender as cotas por ex)

 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Desde que a discussão esteja dentro do tema da lista, que ninguém seja
 ofendido, e que todos estejam interessados na discussão. Nada disso
 está acontecendo aqui.


 Em 3 de outubro de 2010 13:19, monicap...@gmail.com
 monicap...@gmail.com escreveu:
 ouxe!

 o psl-ba é tb um espaço para a discussão.

 nada de reprimir a discussão!

 uma coisa é criticar o tom e os argumentos, outra coisa é solicitar o
 fim... #fail

 usem a opção de resumo se assim preferirem.

 beijoss

 2010/10/3 Rafael Gomes rafaelgo...@techfree.com.br:
 Pessoal,

 Na moral isso já deu o que tinha que dar. Peguem os emails de quem
 está interessado no debate e discutam entre sí. Ou até mesmo criem uma
 lista para tal, mas isso ja ta enchendo o saco.

 Serei obrigado solicitar moderação caso isso continue dessa maneira.

 Atenciosamente,

 Rafael Gomes
 Consultor em TI
 LPIC-1 MCSO
 (71) 9277-8868
 IV Encontro Nordestino de Software Livre  IV Encontro Potiguar de
 Software Livre
 http://ensl.org.br

 Atenção: Este e-mail pode conter anexos no formato ODF (Open Document
 Format)/ABNT (extensões odt, ods, odp, odb, odg). Antes de pedir os
 anexos em outro formato, você pode instalar gratuita e livremente o
 BrOffice (http://www.broffice.org).



 2010/10/3 monicap...@gmail.com monicap...@gmail.com:
 diante de tanto machismo e falta de argumentos, até entendo a falta de
 paciência de todos os lados.

 mas, krishna, eu tenho #vergolhalheia desse momento do psl-ba, sinto
 falta de mais opiniões por aqui, aí acaba recaindo pra cima de goa,
 que é quem mais debate o tema.

 eu mesmo dispenso uma discussão que rola coisa do tipo porque meus
 professores não falam sobre isso. Não me soa familiar...

 abs,

 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes krishnale...@gmail.com:
 Excelente! Para que vamos discutir mais alguma coisa aqui na lista, se
 a Fabiana sabe tudo?
 Não precisa mais discussão, é só perguntar pra Fabiana, que ela com
 prazer lhe presenteará com a verdade infalível, absoluta e
 irredutível!

 --
 Krishna - que não sabe nada.


 Em 3 de outubro de 2010 10:47, Fabiana goa fabiana@gmail.com 
 escreveu:


 Em 2 de outubro de 2010 15:43, Thiago Freire freir...@gmail.com 
 escreveu:

 2010/10/1 Fabiana goa fabiana@gmail.com

 Será que uma pesquisa feita por um jornalista da editora abril pode 
 ser
 

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-02 Por tôpico Thiago Freire
2010/10/1 Fabiana goa fabiana@gmail.com

 Será que uma pesquisa feita por um jornalista da editora abril pode ser
 utilizada pra gente afirmar que mulheres gostam mais disso do que daquilo?
 Essa planificação já não tem um preconceito embutido?


Esse jornalista apenas entrevistou outras pessoas e procurou por pesquisas,
a teoria não é dele.


 Acho que o passo número 1 é começar a questionar o que aprendemos através
 da mídia de massa, ocidental, machista, branca e homofóbica. De novo,
 reproduzir essas mensagens é simplesmente agregar ao problema como uma bola
 de neve.


Eu concordo. Mas, falando sobre o caso da teoria, eu aprendi que ela existe
com meu professor de Sociologia. Eu não estou falando que ela está certa, só
estou dizendo que existe e é sustentada por pesquisas sérias. Da mesma forma
que as outras teorias antagônicas.


 *Ecofeminismo* é um termo originalmente criado por *Françoise 
 d´Eaubonnehttp://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Fran%C3%A7oise_d%C2%B4Eaubonneaction=editredlink=1
 *. É a teoria que busca o fim de todas as formas de opressão. Relaciona as
 conexões entre as dominações por raça, gênero, classe social, dominação da
 natureza, do outro - a mulher, a criança, o idoso, o índio. Identificam-se
 vários Ecofeminismos que acordam quanto fim dos ismos de dominação, sejam
 eles históricos, simbólicos, casuais, literários, políticos, religiosos,
 étnicos e buscam igualmente o resgate do Ser. Um convívio sem dominante e
 dominado, onde há complementação e nunca exploração.


A idéia e o objetivo são perfeitos, mas tem gente de outros ismos que não
gostam da denominação, justamente por causa do feminismo. Pode até
arranjar uma denominação única, mas porque feminismo? Fica parecendo que é
mais importante que os outros.

-- 
Thiago Freire
+55.71.91654384
Twitter: http://twitter.com/freireag
Facebook: http://facebook.com/freireag
LinkedIn: http://www.linkedin.com/in/freireag
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-01 Por tôpico Tecnowancer Stanley
Paula, sua sala eh a excepção absoluta de analise na uneb, falo isso pq sou
seu veterano...

Em 30 de setembro de 2010 22:27, João Paulo joaopa...@ya.ru escreveu:

 Minha turma tinham 3 matriculadas de 35. Cursam 2, já que uma nunca
 apareceu. Preguiça de calcular percentual agora :)

 Seu caso é pontual, não?

 2010/9/30 Ana Paula Gomes apgome...@gmail.com

 Olá pessoal,

 Bom, eu discordo quanto a este número (20%).
 Na minha sala, 50% são mulheres. Faço Análise de Sistemas.


 --
 Joao Paulo
 Make things as simple as possible but no simpler.


 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




-- 
Com os mais sinceros votos de paz profunda
Antonio Tecnowancer Ladeia

Graduando em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pelo
Instituto Federal da Bahia

Linux User #490602

Email: tecnowancer at gmail dot com
MSN: tecnowancer at hotmail dot com
Cel: (71) 8214-3460
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-01 Por tôpico Fabiana goa
 Sim estou e qual é problema..?. Continuo e repito nunca ouvi nenhuma
 professora falar e nem colegas de área sobre isso qual é a minha culpa
 nisso???... mas só agora depois dessa sua atitude vou procurar por
 fora...vc tem idéia de como são ministradas as aulas nas graduações de
 áreas relacionadas a Computação???


tenho uma bem breve idéia. Isso muda alguma coisa?
ainda bem que minha atitude fez você sair do ostracismo.



 Ah e valeu joão paulo...

 Ah quando estiveres mais calma leia a msg toda... pq não tenho
 interesse em 'flames', mas esses seus #FAIL aí não vai contribuir em
 nada para melhorar a situação... discurso 'retórico' de ser dono da
 verdade é muito fácil ainda mais em época de eleições é muito
 contagioso rs só perde mesmo para o de vitima pq pertence ao sexo
 frágil...


Perder a oportunidade de refletir sobre um assunto é uma atitude retórica.
Viver de simplesmente reproduzir chavões (sexo frágil, dono da verdade,
postura de vítima) é retórico e nesse caso é totalmente #FAIL

Leria com prazer, se não fosse o mesmo discurso reacionário de sempre.

Eleições? #votonulo



 e João vc ouviu falar de Ada Byron aonde? Cite o local, professor ok?

 Vc nobre colega poderia perdeste uma oportunidade citar mais mulheres
 colaborando com cultura... mas tudo bem me viro com o google... mas
 garanto que se partisse de vc teria mais prestígio já que defendes a
 bandeira com tanto clamor



Monica paz
Carla freitas
daniela feitosa
fabianne balvedi
drica guzzi
adriana veloso
silia moan
tatiana wells
aracele torres
laura cardoso
sulamita garcia

Quem lhe disse que eu quero prestígio? Você é totalmente equivocado garoto !
Outra coisa --  Quem defende bandeira é árbitro de futebol.

no seu caso vou trocar um #FAIL pelo

#HAHAHAHAHHAAH
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-10-01 Por tôpico Fabiana goa
Então, é complicado mensurar estatísticas para participação de mulheres em
TI até porque a maioria dos cargos de chefia ainda é masculino. Isso, quando
você calcula com base em projetos acaba causando uma diferença enorme.

Será que uma pesquisa feita por um jornalista da editora abril pode ser
utilizada pra gente afirmar que mulheres gostam mais disso do que daquilo?
Essa planificação já não tem um preconceito embutido? Acho que o passo
número 1 é começar a questionar o que aprendemos através da mídia de massa,
ocidental, machista, branca e homofóbica. De novo, reproduzir essas
mensagens é simplesmente agregar ao problema como uma bola de neve.

E, me parece que aqui tem muito acadêmico, então vamos combinar que essas
estatísticas que cês mostraram até agora não são sérias né? Além disso, o
objetivo não é disputar pra ver qual lado tem mais representante, mas criar
um ambiente seguro e inclusivo para minorias *culturalmente* afastadas:

como esse trecho sobre ecofeminismo na wikipedia:

*Ecofeminismo* é um termo originalmente criado por *Françoise
d´Eaubonnehttp://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Fran%C3%A7oise_d%C2%B4Eaubonneaction=editredlink=1
*. É a teoria que busca o fim de todas as formas de opressão. Relaciona as
conexões entre as dominações por raça, gênero, classe social, dominação da
natureza, do outro - a mulher, a criança, o idoso, o índio. Identificam-se
vários Ecofeminismos que acordam quanto fim dos ismos de dominação, sejam
eles históricos, simbólicos, casuais, literários, políticos, religiosos,
étnicos e buscam igualmente o resgate do Ser. Um convívio sem dominante e
dominado, onde há complementação e nunca exploração.

Tive duas amigas estupradas, a primeira por um desconhecido, e dai um amigo
perguntou a ela - tb, o que vc tava fazendo c essa roupa nesse lugar a essa
hora?  A segunda, estuprada pelo ex marido armado - uma outra pessoa
perguntou mas tb, porque vc se misturou com esse cara?  Estuprada e culpada
!

a própria opinião do amigo, já configura uma violência tão brutal quanto o
estupro.

é isso ai

goa


PS -  a mensagem anterior era pra ter ido em pvt, mas foi pra lista.. foi
mau !

Em 1 de outubro de 2010 09:16, Tecnowancer Stanley
tecnowan...@gmail.comescreveu:

 Paula, sua sala eh a excepção absoluta de analise na uneb, falo isso pq sou
 seu veterano...

 Em 30 de setembro de 2010 22:27, João Paulo joaopa...@ya.ru escreveu:

 Minha turma tinham 3 matriculadas de 35. Cursam 2, já que uma nunca
 apareceu. Preguiça de calcular percentual agora :)

 Seu caso é pontual, não?


___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Thiago Freire
Que tosco. Não tô falando isso em desencontro com a política das mulheres.
Muito pelo contrário, já olho meio torto pra qualquer iniciativa que é
women-only. Às vezes têm um bom propósito, mas muitas vezes é só um modo
de separar as coisas. É óbvio que nossa área tem uma porcentagem pequena de
mulheres, mas não vejo como um evento só de mulheres (e de 4500 dólares)
iria mudar isso.

A realidade das poucas mulheres é muito mais profunda do que isso. Não estou
realmente afim de citar pessoas, mas existem discussões bem mais sérias
sobre isso. Aconselho que procurem, se estiverem interessados.

-- 
Thiago Freire
+55.71.91654384
Twitter: http://twitter.com/freireag
Facebook: http://facebook.com/freireag
LinkedIn: http://www.linkedin.com/in/freireag
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Fabiana goa
oi thiago

Você mesmo já respondeu porque seu comentário não faz nenhum sentido.

Claro que você acha tosco né.. menos uma possibilidade de estar num espaço
onde os machos se destacam. Aposto que vc tb é contra cota pros negros né?
Assim a universidade fica cheia de branco.

é cada uma que se ouve...

#fail

Em 30 de setembro de 2010 03:02, Thiago Freire freir...@gmail.comescreveu:

 Que tosco. Não tô falando isso em desencontro com a política das mulheres.
 Muito pelo contrário, já olho meio torto pra qualquer iniciativa que é
 women-only. Às vezes têm um bom propósito, mas muitas vezes é só um modo
 de separar as coisas. É óbvio que nossa área tem uma porcentagem pequena de
 mulheres, mas não vejo como um evento só de mulheres (e de 4500 dólares)
 iria mudar isso.

 A realidade das poucas mulheres é muito mais profunda do que isso. Não
 estou realmente afim de citar pessoas, mas existem discussões bem mais
 sérias sobre isso. Aconselho que procurem, se estiverem interessados.

 --
 Thiago Freire
 +55.71.91654384
 Twitter: http://twitter.com/freireag
 Facebook: http://facebook.com/freireag
 LinkedIn: http://www.linkedin.com/in/freireag

 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




-- 
---
fabiana goa
---
omnia sunt communia

La Danza :
http://fabiana.juntadados.org
http://blogs.metareciclagem.org/fabi/
http://flickr.com/photos/femmedanza

O passado... mesmo que você o esqueça, ele continuará mexendo seus
pauzinhos.
J. Constantine
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico wille
Em 30 de setembro de 2010 03:02, Thiago Freire freir...@gmail.comescreveu:

 Que tosco. Não tô falando isso em desencontro com a política das mulheres.
 Muito pelo contrário, já olho meio torto pra qualquer iniciativa que é
 women-only. Às vezes têm um bom propósito, mas muitas vezes é só um modo
 de separar as coisas. É óbvio que nossa área tem uma porcentagem pequena de
 mulheres, mas não vejo como um evento só de mulheres (e de 4500 dólares)
 iria mudar isso.


Claro que não é um programa que vai alterar toda uma realidade de uma hora
pra outra, mas considero um passo importante e uma boa forma de estimular a
participação feminina.


-- 
Wille
http://wille.blog.br
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Gilmar Santos Jr
Reflexão: como seria a reação geral (de homens e mulheres) no caso de
um evento/programa de TI só para homens?

No mínimo seria de repúdio, tal ato seria considerado machista.
IMHO, um somente para mulheres é tão excludente e ruim quanto um
somente para homens.

Provavelmente minha opinião é essa porque eu nunca presenciei uma cena
de discriminação contra uma mulher em TI, o que me leva a supor que o
motivo principal para a baixa participação não é esse. Meu palpite é
questão de afinidade: estatisticamente elas preferem ouros mundos. Se
a preferência se dá por alguma barreira ou imposição, aí um evento só
para mulheres faz sentido, mas não creio que seja o caso. Talvez as
idealizadoras do evento já tenham presenciado várias cenas de
discriminação

Enfim, apenas minha opinião para contribuir com a discussão. E nada
contra as pessoas que achem eventos assim legais ;)

[ ]'s
Gilmar

Em 30 de setembro de 2010 08:28, Fabiana goa fabiana@gmail.com escreveu:
 oi thiago

 Você mesmo já respondeu porque seu comentário não faz nenhum sentido.

 Claro que você acha tosco né.. menos uma possibilidade de estar num espaço
 onde os machos se destacam. Aposto que vc tb é contra cota pros negros né?
 Assim a universidade fica cheia de branco.

 é cada uma que se ouve...

 #fail

 Em 30 de setembro de 2010 03:02, Thiago Freire freir...@gmail.com
 escreveu:

 Que tosco. Não tô falando isso em desencontro com a política das mulheres.
 Muito pelo contrário, já olho meio torto pra qualquer iniciativa que é
 women-only. Às vezes têm um bom propósito, mas muitas vezes é só um modo
 de separar as coisas. É óbvio que nossa área tem uma porcentagem pequena de
 mulheres, mas não vejo como um evento só de mulheres (e de 4500 dólares)
 iria mudar isso.
 A realidade das poucas mulheres é muito mais profunda do que isso. Não
 estou realmente afim de citar pessoas, mas existem discussões bem mais
 sérias sobre isso. Aconselho que procurem, se estiverem interessados.

 --
 Thiago Freire
 +55.71.91654384
 Twitter: http://twitter.com/freireag
 Facebook: http://facebook.com/freireag
 LinkedIn: http://www.linkedin.com/in/freireag

 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba



 --
 ---
 fabiana goa
 ---
 omnia sunt communia

 La Danza :
 http://fabiana.juntadados.org
 http://blogs.metareciclagem.org/fabi/
 http://flickr.com/photos/femmedanza

 O passado... mesmo que você o esqueça, ele continuará mexendo seus
 pauzinhos.
 J. Constantine



 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Fabiana goa
Será que vcs não percebem que esses comentários são um retrocesso?


Reflexão: como seria a reação geral (de homens e mulheres) no caso de
 um evento/programa de TI só para homens?


Putz, quantos eventos (de TI) eu já fui que só tinha homem?



 No mínimo seria de repúdio, tal ato seria considerado machista.
 IMHO, um somente para mulheres é tão excludente e ruim quanto um
 somente para homens.


Excludente não, esse é o problema, medidas reparatórias são criadas para
equalizar e não para excluir. Criar um espaço para que as mulheres sejam
introduzidas em ambientes tipicamente masculinizados não é excluir, é
agregar.


 Provavelmente minha opinião é essa porque eu nunca presenciei uma cena
 de discriminação contra uma mulher em TI, o que me leva a supor que o
 motivo principal para a baixa participação não é esse.


Bom, se você não presenciou então sugiro prestar mais atenção nas mulheres
que estão a seu redor. Converse com elas, pergunte o que incomoda, preste
atenção nas suas próprias falas, nas piadas, no ambiente que as mulheres
acabam frequentando no cotidiano. A violência é silenciosa meu amigo, mas é
tão brutal quanto um soco no olho



 Meu palpite é
 questão de afinidade: estatisticamente elas preferem ouros mundos.


Nem vou comentar tá brother? Só acho bem legal a gente pensar antes de
falar, senão continua reproduzindo besteira. Estatisticamente? Quem disse, o
IBGE garante que as muié gostam mais de fazer feijão pro marido?



 Se
 a preferência se dá por alguma barreira ou imposição, aí um evento só
 para mulheres faz sentido, mas não creio que seja o caso. Talvez as
 idealizadoras do evento já tenham presenciado várias cenas de
 discriminação


pelo sim, pelo não -- uma tautologia vazia explica tudo !



 Enfim, apenas minha opinião para contribuir com a discussão. E nada
 contra as pessoas que achem eventos assim legais ;)




thanks





 [ ]'s
 Gilmar

 Em 30 de setembro de 2010 08:28, Fabiana goa fabiana@gmail.com
 escreveu:
  oi thiago
 
  Você mesmo já respondeu porque seu comentário não faz nenhum sentido.
 
  Claro que você acha tosco né.. menos uma possibilidade de estar num
 espaço
  onde os machos se destacam. Aposto que vc tb é contra cota pros negros
 né?
  Assim a universidade fica cheia de branco.
 
  é cada uma que se ouve...
 
  #fail
 
  Em 30 de setembro de 2010 03:02, Thiago Freire freir...@gmail.com
  escreveu:
 
  Que tosco. Não tô falando isso em desencontro com a política das
 mulheres.
  Muito pelo contrário, já olho meio torto pra qualquer iniciativa que é
  women-only. Às vezes têm um bom propósito, mas muitas vezes é só um
 modo
  de separar as coisas. É óbvio que nossa área tem uma porcentagem pequena
 de
  mulheres, mas não vejo como um evento só de mulheres (e de 4500 dólares)
  iria mudar isso.
  A realidade das poucas mulheres é muito mais profunda do que isso. Não
  estou realmente afim de citar pessoas, mas existem discussões bem mais
  sérias sobre isso. Aconselho que procurem, se estiverem interessados.
 
  --
  Thiago Freire
  +55.71.91654384
  Twitter: http://twitter.com/freireag
  Facebook: http://facebook.com/freireag
  LinkedIn: http://www.linkedin.com/in/freireag
 
  ___
  PSL-BA mailing list
  PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
  https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba
 
 
 
  --
  ---
  fabiana goa
  ---
  omnia sunt communia
 
  La Danza :
  http://fabiana.juntadados.org
  http://blogs.metareciclagem.org/fabi/
  http://flickr.com/photos/femmedanza
 
  O passado... mesmo que você o esqueça, ele continuará mexendo seus
  pauzinhos.
  J. Constantine
 
 
 
  ___
  PSL-BA mailing list
  PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
  https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba
 
 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




-- 
---
fabiana goa
---
omnia sunt communia

La Danza :
http://fabiana.juntadados.org
http://blogs.metareciclagem.org/fabi/
http://flickr.com/photos/femmedanza

O passado... mesmo que você o esqueça, ele continuará mexendo seus
pauzinhos.
J. Constantine
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Gilmar Santos Jr
Em 30 de setembro de 2010 09:36, Fabiana goa fabiana@gmail.com escreveu:

 Será que vcs não percebem que esses comentários são um retrocesso?

Sua opinião. Discordo, mas respeito.

 Reflexão: como seria a reação geral (de homens e mulheres) no caso de
 um evento/programa de TI só para homens?

 Putz, quantos eventos (de TI) eu já fui que só tinha homem?

E só tinha homem pq as mulheres eram proibidas de ir ou por outro motivo?
(E sendo matematicamente chato... se vc estava no evento, ele não
tinha somente homens :p)

 No mínimo seria de repúdio, tal ato seria considerado machista.
 IMHO, um somente para mulheres é tão excludente e ruim quanto um
 somente para homens.

 Excludente não, esse é o problema, medidas reparatórias são criadas para
 equalizar e não para excluir. Criar um espaço para que as mulheres sejam
 introduzidas em ambientes tipicamente masculinizados não é excluir, é
 agregar.

Eu disse que *eu* acho excludente. Se você acha diferente, sem problemas. ;)

 Provavelmente minha opinião é essa porque eu nunca presenciei uma cena
 de discriminação contra uma mulher em TI, o que me leva a supor que o
 motivo principal para a baixa participação não é esse.

 Bom, se você não presenciou então sugiro prestar mais atenção nas mulheres
 que estão a seu redor. Converse com elas, pergunte o que incomoda, preste
 atenção nas suas próprias falas, nas piadas, no ambiente que as mulheres
 acabam frequentando no cotidiano. A violência é silenciosa meu amigo, mas é
 tão brutal quanto um soco no olho

Já fiz isso e continuo afirmando que *eu* nunca presenciei. Isso não
quer dizer que não existe, apenas que não tem uma frequência tão alta
(posso falar isso baseado na minha amostragem, mas para afirmar isso
como fato ao invés de opinião teria que fazer uma pesquisa, que não
fiz nem tenho curiosidade de fazer).


 Meu palpite é
 questão de afinidade: estatisticamente elas preferem ouros mundos.

 Nem vou comentar tá brother? Só acho bem legal a gente pensar antes de
 falar, senão continua reproduzindo besteira. Estatisticamente? Quem disse, o
 IBGE garante que as muié gostam mais de fazer feijão pro marido?

Eu prefiro acreditar que você não pensou *bem* nisso que você disse,
pois creio que não dei motivos pare receber um ataque pessoal tão
agressivo. E quanto ao estatisticamente eu proponho o seguinte: faça
uma pesquisa entre suas amigas, parentes, etc para mapear as
afinidades e tire suas conclusões (ok se vc já fez). Eu já fiz isso e
tenho as minhas (novamente, exponho aqui como *opinião* e não como
fato. Peço desculpas, se minha opinião te ofende).

Os demais ataques desconsidero, visto que não contribuem com a
discussão. (Novamente, na minha opinião).

[ ]'s
Gilmar - minha última mensagem nessa thread. Nos vemos no ENSL ;)
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Diego Corrêa
Vi que o assunto está ficando serio decide dar uma opinião de quem está
iniciando nesse mundo agora, e já vê muitas coisas...

Eu apoio a iniciativa ...
sabemos que realmente é difícil para uma mulher trabalhar no meio de muitos
homens, ainda mais em uma profissão que exige um pouco mais como a área de
exatas.
Muitas após terminar a graduação migram para outras áreas, por N motivos,
acredito que um desses motivos seja exatamente a falta de companheiras,
durante o processo de formação e durante o trabalho ... e todos sabem que na
maioria das vezes um ambiente fica bem melhor com uma mistura dos sexos, as
conversas sempre são mais produtivas, homens falam menos de futebol, games,
carros,pois tem piadas, palavrões, coisas sem noção e algoritmos e elas
falam menos de novelas, produtos de beleza e demais coisas de mulheres, uma
maior gama de idéias aparecem durante todo esse processo, e ainda mais, as
pessoas aprendem a conviver com as diferenças de varias formas, ... e
proporcionar um ambiente para elas acredito que possa incentivar que mais
mulheres entrem na área de computação e continuem trabalhando na áreas, pois
não existe apenas programação e engenharia de software(ser líder da
equipe) em computação, nesse programa mesmo tem diversas como: Marketing,
Documentação ...

Posso ter cutucado os dois lados da moeda, mas vejo aqui no meu curso varias
coisas, como 10 homens cercando apenas uma mulher como se fosse devorá-lá
com os olhos ... isso as vezes me deixe incomodado pois se continuar assim
nunca iremos retirar o estigma que tem encima da computação e cada vez menos
mulheres entram na área, afinal no semestre que eu entrei na universidade
entraram 5 mulheres e 40 homens sendo que uma dessa desistiu para fazer
psicologia, pois é mais leve que computação, fora que ela me contou que
não aguenta mais ser olhada como um pedaço de carne andante ...


-- 
Diego Corrêa da Silva
Universidade Federal da Bahia
https://wiki.dcc.ufba.br/Main/DiegoCorrea
GNU/Linux Registered User #508221
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico monicap...@gmail.com
Pois é, o que vejo é reprodução de discurso alheio a um problema que
ajuda a agravá-lo. Lamentável.
Inclusive li uma matéria outro dia que diz que o feminismo precisa que
os homens reconheçam e atuem a favor da integração.

Também já pensei diferente, mas depois que eu aprendi que o diferente
deve ser tratado de forma diferente, muitas dessas questões sociais e
políticas públicas ficaram mais fácies de serem compreendidas.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Equidade
Por isso medidas relativas a inclusão da mulher, visto que
historicamente, muito nos foi negado.

Pensem que algum motivo deve ter para essa incentivo às mulheres em TI
e não sejam tão exigente.

Abs,
 Mônica Paz - que um dia já se sentiu muito constrangida de falar em
uma lista como esta...

2010/9/30 Gilmar Santos Jr jga...@gmail.com:
 Em 30 de setembro de 2010 09:36, Fabiana goa fabiana@gmail.com escreveu:

 Será que vcs não percebem que esses comentários são um retrocesso?

 Sua opinião. Discordo, mas respeito.

 Reflexão: como seria a reação geral (de homens e mulheres) no caso de
 um evento/programa de TI só para homens?

 Putz, quantos eventos (de TI) eu já fui que só tinha homem?

 E só tinha homem pq as mulheres eram proibidas de ir ou por outro motivo?
 (E sendo matematicamente chato... se vc estava no evento, ele não
 tinha somente homens :p)

 No mínimo seria de repúdio, tal ato seria considerado machista.
 IMHO, um somente para mulheres é tão excludente e ruim quanto um
 somente para homens.

 Excludente não, esse é o problema, medidas reparatórias são criadas para
 equalizar e não para excluir. Criar um espaço para que as mulheres sejam
 introduzidas em ambientes tipicamente masculinizados não é excluir, é
 agregar.

 Eu disse que *eu* acho excludente. Se você acha diferente, sem problemas. ;)

 Provavelmente minha opinião é essa porque eu nunca presenciei uma cena
 de discriminação contra uma mulher em TI, o que me leva a supor que o
 motivo principal para a baixa participação não é esse.

 Bom, se você não presenciou então sugiro prestar mais atenção nas mulheres
 que estão a seu redor. Converse com elas, pergunte o que incomoda, preste
 atenção nas suas próprias falas, nas piadas, no ambiente que as mulheres
 acabam frequentando no cotidiano. A violência é silenciosa meu amigo, mas é
 tão brutal quanto um soco no olho

 Já fiz isso e continuo afirmando que *eu* nunca presenciei. Isso não
 quer dizer que não existe, apenas que não tem uma frequência tão alta
 (posso falar isso baseado na minha amostragem, mas para afirmar isso
 como fato ao invés de opinião teria que fazer uma pesquisa, que não
 fiz nem tenho curiosidade de fazer).


 Meu palpite é
 questão de afinidade: estatisticamente elas preferem ouros mundos.

 Nem vou comentar tá brother? Só acho bem legal a gente pensar antes de
 falar, senão continua reproduzindo besteira. Estatisticamente? Quem disse, o
 IBGE garante que as muié gostam mais de fazer feijão pro marido?

 Eu prefiro acreditar que você não pensou *bem* nisso que você disse,
 pois creio que não dei motivos pare receber um ataque pessoal tão
 agressivo. E quanto ao estatisticamente eu proponho o seguinte: faça
 uma pesquisa entre suas amigas, parentes, etc para mapear as
 afinidades e tire suas conclusões (ok se vc já fez). Eu já fiz isso e
 tenho as minhas (novamente, exponho aqui como *opinião* e não como
 fato. Peço desculpas, se minha opinião te ofende).

 Os demais ataques desconsidero, visto que não contribuem com a
 discussão. (Novamente, na minha opinião).

 [ ]'s
 Gilmar - minha última mensagem nessa thread. Nos vemos no ENSL ;)
 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




-- 
Mônica Paz
Mestre em Cibercultura - UFBA
http://softwarelivre.org/monicapazz
http://twitter.com/monicapazz

IV ENSL / IV EPSL - http://www.ensl.org.br
Natal/Rio Grande do Norte, 05 e 06 de Novembro/2010
http://identi.ca/ensl  http://twitter.com/ensl_oficial
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Bruno Boaventura
Pessoal, deixa disso!

O GNOME Women Outreach Program [1] é um evento que visa incentivar a
participação das mulheres na comunidade como um todo. Não é algo para
dizer que é só para mulheres, mas o objetivo do GNOME é atrair as
mulheres que atuam em diversas áreas relacionadas para dentro do
projeto.

Eu, que estou envolvido com o GNOME desde 2005 posso dizer que todas
as atividades relativas ao GNOME Women causou grande impacto e
crescimento espetacular do projeto. Basta vocês analizarem a
quantidade de mulheres envolvidas no projeto de 2006 para cá. Hoje
temos muitas mulheres jogando muito duro! Só para citar um exemplo,
pesquisem sobre Emily Chen [2] e vejam como ela fez o GNOME explodir
na Ásia [3].

[1] http://live.gnome.org/GnomeWomen/OutreachProgram2010
[2] http://live.gnome.org/EmilyChen
[3] http://www.gnome.asia/

Grande abraço!

Bruno Boaventura
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico João Paulo
Diego, mesmo você tentando ajudar, eu acho que você foi preconceituoso em
alguns (vários) pontos na sua argumentação.

Sério, ser pró ou contra ações desse tipo não implicam em preconceito para o
público-alvo da ação. Eu acho a segregação em grupos muito mais excludente
do que a tentativa de inserção de um grupo que é minoria (por motivos que
não vem ao caso), num grupo de maioria.


2010/9/30 Diego Corrêa diegosi...@dcc.ufba.br

 Vi que o assunto está ficando serio decide dar uma opinião de quem está
 iniciando nesse mundo agora, e já vê muitas coisas...

 Eu apoio a iniciativa ...
 sabemos que realmente é difícil para uma mulher trabalhar no meio de muitos
 homens, ainda mais em uma profissão que exige um pouco mais como a área de
 exatas.
 Muitas após terminar a graduação migram para outras áreas, por N motivos,
 acredito que um desses motivos seja exatamente a falta de companheiras,
 durante o processo de formação e durante o trabalho ... e todos sabem que na
 maioria das vezes um ambiente fica bem melhor com uma mistura dos sexos, as
 conversas sempre são mais produtivas, homens falam menos de futebol, games,
 carros,pois tem piadas, palavrões, coisas sem noção e algoritmos e elas
 falam menos de novelas, produtos de beleza e demais coisas de mulheres, uma
 maior gama de idéias aparecem durante todo esse processo, e ainda mais, as
 pessoas aprendem a conviver com as diferenças de varias formas, ... e
 proporcionar um ambiente para elas acredito que possa incentivar que mais
 mulheres entrem na área de computação e continuem trabalhando na áreas, pois
 não existe apenas programação e engenharia de software(ser líder da
 equipe) em computação, nesse programa mesmo tem diversas como: Marketing,
 Documentação ...

 Posso ter cutucado os dois lados da moeda, mas vejo aqui no meu curso
 varias coisas, como 10 homens cercando apenas uma mulher como se fosse
 devorá-lá com os olhos ... isso as vezes me deixe incomodado pois se
 continuar assim nunca iremos retirar o estigma que tem encima da computação
 e cada vez menos mulheres entram na área, afinal no semestre que eu entrei
 na universidade entraram 5 mulheres e 40 homens sendo que uma dessa desistiu
 para fazer psicologia, pois é mais leve que computação, fora que ela me
 contou que não aguenta mais ser olhada como um pedaço de carne andante ...


-- 
Joao Paulo
Make things as simple as possible but no simpler.
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Bruno Boaventura
2010/9/30 João Paulo joaopa...@ya.ru:
 Sério, ser pró ou contra ações desse tipo não implicam em preconceito para o
 público-alvo da ação. Eu acho a segregação em grupos muito mais excludente
 do que a tentativa de inserção de um grupo que é minoria (por motivos que
 não vem ao caso), num grupo de maioria.

Realmente, João Paulo. Acho que as intenções e resultados dessas ações
devem ser analizadas antes de se criar uma opinão a favor ou contra.

Bruno Boaventura
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Fabiana goa
Em 30 de setembro de 2010 10:03, Gilmar Santos Jr jga...@gmail.comescreveu:

 Em 30 de setembro de 2010 09:36, Fabiana goa fabiana@gmail.com
 escreveu:
 
  Será que vcs não percebem que esses comentários são um retrocesso?

 Sua opinião. Discordo, mas respeito.

  Reflexão: como seria a reação geral (de homens e mulheres) no caso de
  um evento/programa de TI só para homens?
 
  Putz, quantos eventos (de TI) eu já fui que só tinha homem?

 E só tinha homem pq as mulheres eram proibidas de ir ou por outro motivo?
 (E sendo matematicamente chato... se vc estava no evento, ele não
 tinha somente homens :p)


heheh tem razão, na frente dos meus olhos só tinha homens melhorou?



   No mínimo seria de repúdio, tal ato seria considerado machista.
  IMHO, um somente para mulheres é tão excludente e ruim quanto um
  somente para homens.
 
  Excludente não, esse é o problema, medidas reparatórias são criadas para
  equalizar e não para excluir. Criar um espaço para que as mulheres sejam
  introduzidas em ambientes tipicamente masculinizados não é excluir, é
  agregar.

 Eu disse que *eu* acho excludente. Se você acha diferente, sem problemas.
 ;)

  Provavelmente minha opinião é essa porque eu nunca presenciei uma cena
  de discriminação contra uma mulher em TI, o que me leva a supor que o
  motivo principal para a baixa participação não é esse.
 
  Bom, se você não presenciou então sugiro prestar mais atenção nas
 mulheres
  que estão a seu redor. Converse com elas, pergunte o que incomoda, preste
  atenção nas suas próprias falas, nas piadas, no ambiente que as mulheres
  acabam frequentando no cotidiano. A violência é silenciosa meu amigo, mas
 é
  tão brutal quanto um soco no olho

 Já fiz isso e continuo afirmando que *eu* nunca presenciei. Isso não
 quer dizer que não existe, apenas que não tem uma frequência tão alta
 (posso falar isso baseado na minha amostragem, mas para afirmar isso
 como fato ao invés de opinião teria que fazer uma pesquisa, que não
 fiz nem tenho curiosidade de fazer).

 
  Meu palpite é
  questão de afinidade: estatisticamente elas preferem ouros mundos.
 
  Nem vou comentar tá brother? Só acho bem legal a gente pensar antes de
  falar, senão continua reproduzindo besteira. Estatisticamente? Quem
 disse, o
  IBGE garante que as muié gostam mais de fazer feijão pro marido?

 Eu prefiro acreditar que você não pensou *bem* nisso que você disse,
 pois creio que não dei motivos pare receber um ataque pessoal tão
 agressivo. E quanto ao estatisticamente eu proponho o seguinte: faça
 uma pesquisa entre suas amigas, parentes, etc para mapear as
 afinidades e tire suas conclusões (ok se vc já fez). Eu já fiz isso e
 tenho as minhas (novamente, exponho aqui como *opinião* e não como
 fato. Peço desculpas, se minha opinião te ofende).


é querido, o lance é que essas suas amostragens e estatísticas não tem
nenhum valor real porque são quase que percepções pessoais. Ou pessoais ou
que a gente vê na grande mídia. Mapear minhas amigas, minhas parentes ou
tirar minhas conclusões não soma argumento nessa discussão né não?

Ofende não,  eu que te ofendi heheh foi maus :-)


 Os demais ataques desconsidero, visto que não contribuem com a
 discussão. (Novamente, na minha opinião).

 [ ]'s
 Gilmar - minha última mensagem nessa thread. Nos vemos no ENSL ;)
 ___


As meninas do PSL mulheres (que não tem só meninas) tão querendo fazer uma
roda de papo no ENSL - eu não posso ir por causa do trabalho (eu acho) mas
fica ai um convite.

-- 
---
fabiana goa
---
omnia sunt communia

La Danza :
http://fabiana.juntadados.org
http://blogs.metareciclagem.org/fabi/
http://flickr.com/photos/femmedanza

O passado... mesmo que você o esqueça, ele continuará mexendo seus
pauzinhos.
J. Constantine
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Fabiana goa
Sim galera

Essa é uma situação que deve ser analizada com muita seriedade, claro que o
que o Diego falou realmente acontece, apesar de ter sido uma visão masculina
e simplista.

A violência sofrida pela mulher é uma coisa séria, não é só caso de olho
roxo, maria da penha e delegacia, muitas vezes as mulheres sofrem violência
silenciosa e perversa em espaços como este aqui, com pessoas que defendem
solidariedade, liberdade e etc.

Criar espaço seguros para promover integração de pessoas em ambientes pré
dispostos é um ato louvável, pense se você fosse um deficiente físico e
entrasse num espaço confortável e adequado, como se sentiria? Eu com
certeza me sentiria muito mas confiante para contribuir.

Eu venho a muitos anos nesse movimento de mulheres e tecnologia e já ouvi
muitas dessas estatísticas que as mulheres preferem as artes, o romance, a
panela...

Eu ouço muito pouco é gente argumentando que nem o Bruno:

-- Eu, que estou envolvido com o GNOME desde 2005 posso dizer que todas
as atividades relativas ao GNOME Women causou grande impacto e
crescimento espetacular do projeto. Basta vocês analizarem a
quantidade de mulheres envolvidas no projeto de 2006 para cá. Hoje
temos muitas mulheres jogando muito duro! Só para citar um exemplo,
pesquisem sobre Emily Chen [2] e vejam como ela fez o GNOME explodir
na Ásia [3].

[1] http://live.gnome.org/GnomeWomen/OutreachProgram2010
[2] http://live.gnome.org/EmilyChen
[3] http://www.gnome.asia/


E se isso não soma algo para a comunidade então eu vou ali pular da ponte e
já volto...

goa
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico monicap...@gmail.com
Sobre o ENSL (minha sardinha puxada) já temos como sempre um espaço
para ciberfemismo, como costumamos chamar.
Ano passados tivemos a contribuição da Goa, palestra muito bem
concorrida e no próximo teremos a Célia de PE.
Estão todas e todos convidada/os.

(se eu tivesse espaço transformava em mesa com maior espaço, mas não
posso prometer :-( )

bjs

2010/9/30 Fabiana goa fabiana@gmail.com:


 Em 30 de setembro de 2010 10:03, Gilmar Santos Jr jga...@gmail.com
 escreveu:

 Em 30 de setembro de 2010 09:36, Fabiana goa fabiana@gmail.com
 escreveu:
 
  Será que vcs não percebem que esses comentários são um retrocesso?

 Sua opinião. Discordo, mas respeito.

  Reflexão: como seria a reação geral (de homens e mulheres) no caso de
  um evento/programa de TI só para homens?
 
  Putz, quantos eventos (de TI) eu já fui que só tinha homem?

 E só tinha homem pq as mulheres eram proibidas de ir ou por outro motivo?
 (E sendo matematicamente chato... se vc estava no evento, ele não
 tinha somente homens :p)


 heheh tem razão, na frente dos meus olhos só tinha homens melhorou?



  No mínimo seria de repúdio, tal ato seria considerado machista.
  IMHO, um somente para mulheres é tão excludente e ruim quanto um
  somente para homens.
 
  Excludente não, esse é o problema, medidas reparatórias são criadas para
  equalizar e não para excluir. Criar um espaço para que as mulheres sejam
  introduzidas em ambientes tipicamente masculinizados não é excluir, é
  agregar.

 Eu disse que *eu* acho excludente. Se você acha diferente, sem problemas.
 ;)

  Provavelmente minha opinião é essa porque eu nunca presenciei uma cena
  de discriminação contra uma mulher em TI, o que me leva a supor que o
  motivo principal para a baixa participação não é esse.
 
  Bom, se você não presenciou então sugiro prestar mais atenção nas
  mulheres
  que estão a seu redor. Converse com elas, pergunte o que incomoda,
  preste
  atenção nas suas próprias falas, nas piadas, no ambiente que as mulheres
  acabam frequentando no cotidiano. A violência é silenciosa meu amigo,
  mas é
  tão brutal quanto um soco no olho

 Já fiz isso e continuo afirmando que *eu* nunca presenciei. Isso não
 quer dizer que não existe, apenas que não tem uma frequência tão alta
 (posso falar isso baseado na minha amostragem, mas para afirmar isso
 como fato ao invés de opinião teria que fazer uma pesquisa, que não
 fiz nem tenho curiosidade de fazer).

 
  Meu palpite é
  questão de afinidade: estatisticamente elas preferem ouros mundos.
 
  Nem vou comentar tá brother? Só acho bem legal a gente pensar antes de
  falar, senão continua reproduzindo besteira. Estatisticamente? Quem
  disse, o
  IBGE garante que as muié gostam mais de fazer feijão pro marido?

 Eu prefiro acreditar que você não pensou *bem* nisso que você disse,
 pois creio que não dei motivos pare receber um ataque pessoal tão
 agressivo. E quanto ao estatisticamente eu proponho o seguinte: faça
 uma pesquisa entre suas amigas, parentes, etc para mapear as
 afinidades e tire suas conclusões (ok se vc já fez). Eu já fiz isso e
 tenho as minhas (novamente, exponho aqui como *opinião* e não como
 fato. Peço desculpas, se minha opinião te ofende).

 é querido, o lance é que essas suas amostragens e estatísticas não tem
 nenhum valor real porque são quase que percepções pessoais. Ou pessoais ou
 que a gente vê na grande mídia. Mapear minhas amigas, minhas parentes ou
 tirar minhas conclusões não soma argumento nessa discussão né não?

 Ofende não,  eu que te ofendi heheh foi maus :-)

 Os demais ataques desconsidero, visto que não contribuem com a
 discussão. (Novamente, na minha opinião).

 [ ]'s
 Gilmar - minha última mensagem nessa thread. Nos vemos no ENSL ;)
 ___

 As meninas do PSL mulheres (que não tem só meninas) tão querendo fazer uma
 roda de papo no ENSL - eu não posso ir por causa do trabalho (eu acho) mas
 fica ai um convite.

 --
 ---
 fabiana goa
 ---
 omnia sunt communia

 La Danza :
 http://fabiana.juntadados.org
 http://blogs.metareciclagem.org/fabi/
 http://flickr.com/photos/femmedanza

 O passado... mesmo que você o esqueça, ele continuará mexendo seus
 pauzinhos.
 J. Constantine



 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




-- 
Mônica Paz
Mestre em Cibercultura - UFBA
http://softwarelivre.org/monicapazz
http://twitter.com/monicapazz

IV ENSL / IV EPSL - http://www.ensl.org.br
Natal/Rio Grande do Norte, 05 e 06 de Novembro/2010
http://identi.ca/ensl  http://twitter.com/ensl_oficial
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Lucas Prado Melo
2010/9/30 Fabiana goa fabiana@gmail.com:
 oi thiago

 Você mesmo já respondeu porque seu comentário não faz nenhum sentido.

 Claro que você acha tosco né.. menos uma possibilidade de estar num espaço
 onde os machos se destacam. Aposto que vc tb é contra cota pros negros né?
 Assim a universidade fica cheia de branco.

 é cada uma que se ouve...

 #fail
Eu apoio o Outreach Program for Women Internships do GNOME pq é
sempre bom estimular a produção de SL por mulheres (já que nossa área
é tão carente de membros do sexo feminino), mas eu sou contra as cotas
pra negros hehehe

*** Aviso de off-topic ***
Deixa eu me explicar melhor antes de me crucificarem.
A cor de pele não importa em nada! Seria mais oportuno se houvesse
cotas para pessoas de baixa renda. Isso beneficiaria muito os negros
já que eles compõem, por motivos históricos, a maior parcela da
população de baixa renda no Brasil. Na verdade, a composição
demográfica da parcela pobre não importa em nada para avaliar o mérito
das cotas para pessoas de baixa renda. Se os negros não forem os mais
pobres do Brasil, então as cotas para pessoas de baixa renda não
iriam criar a injustiça que as cotas para negros criariam neste
cenário: a população brasileira não seria discriminada pela cor da
pele de modo que os negros se beneficiassem no processo seletivo das
faculdades. Isso já seria um ponto a mais em prol desta idéia e a
tornaria válida em quaisquer cenários futuros e distribuições
demográficas que o Brasil fosse assumir no futuro.

O que falta só é mostrar pq tais cotas seriam benéficas por si só. E
eu imagino que o argumento para isto seria justamente que ajudariam a
eliminar as distorções sociais históricas (do período de escravatura)
diminuindo os contrastes socioeconômicos do Brasil.

-- 
[]'s
Lucas
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Lucas Prado Melo
2010/9/30 Fabiana goa fabiana@gmail.com:
 E se isso não soma algo para a comunidade então eu vou ali pular da ponte e
 já volto...

Pois é.
Este negócio homens participarem em projetos de SL mais que mulheres é
um fenômeno cultural. E nada melhor que programas do tipo para
empolgar as mulheres a participar. :)
Estes programas ajudam a trazer de uma só vez uma grande quantidade de
mulheres ao SL, criando momento para que outras venham também (sem se
sentirem constrangidas por serem as únicas mulheres).
E quem sabe elas passem isso para as gerações futuras? Assim teremos
uma comunidade de SL bem distribuída entre homens e mulheres, né? Isso
dá até mais legitimidade ao movimento e dá a impressão que o SL é um
movimento de toda a humanidade e não somente da sua parcela masculina.

-- 
[]'s
Lucas
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Caio Tiago Oliveira
2010/9/30 João Paulo joaopa...@ya.ru:
 Diego, mesmo você tentando ajudar, eu acho que você foi preconceituoso em
 alguns (vários) pontos na sua argumentação.

 Sério, ser pró ou contra ações desse tipo não implicam em preconceito para o
 público-alvo da ação. Eu acho a segregação em grupos muito mais excludente
 do que a tentativa de inserção de um grupo que é minoria (por motivos que
 não vem ao caso), num grupo de maioria.

Concordo com João Paulo e sigo mais adiante ainda.
Diego, mesmo concordando, mostrou uma faceta à qual as mulheres são
expostas, mesmo que não sofram com atos explicitos contra a sua moral
ou competência.

Homens falam de ..., ..., algoritmos, ..., mulheres falam de
novela, coisas de mulher?
Quem trabalha em documentação ou marketing é porque isso é mais leve e
não aguenta o tranco pra ser programador, analista ou engenheiro de
software?

Não existe um só falei o que vejo por aí. Se propaga essas idéias já
é uma discriminação contra as mulheres na área e é um pedaço pequeno
do que se vê por aí.

Um dos fatores de ter menos mulheres nessa área é justo esse
pré-conceito. Documentação, marketing, são necessidades dos projetos e
podem ser feitos por quem gosta disso e/ou não tem muita experiência
com programação. Leia-se: pessoas sem experiência com programação,
novatos nos cursos ou de cursos de comunicação e afins.
É um ótimo gancho para as pessoas se envolverem e contribuirem em
outras áreas dos projetos.

Dizer que é bom pra mulher porque tem documentação e marketing é
desprezar a capacidade que elas tem.

Olhem esse post antigo (2007):
http://googlesummerofcode.blogspot.com/2007/05/women-in-google-summer-of-code.html

2% dos participantes em projetos open source eram mulheres e 4% de
quem aplicou ao google summer of code era mulher. Tudo bem que
mulheres são minoria, mas 2% é demais. Principalmente quando muitas
usam os programas, possuem afinidade e por vários motivos não
participam.

Esse programa do GNOME não é como uma cota pra retirar igualdade de
condições em disputas em projetos como o GSoC, é pra incentivar
mulheres a participar deles.
Um número maior de pessoas concorrendo, ganhando ou não, deve
participar do GSoC logo em seguida.

É mais uma oportunidade a quem não costuma participar disso que uma
cota ou exclusão dos homens.

Uma parte das mulheres pode se sentir incentivada a participar por ser
algo especifico para mulheres, além do fato de pessoas doarem dinheiro
a ser usado em projetos como esse pelo fato de apoiarem a
participação.

Se você tivesse vinte mil dólares pra incentivar mulheres a
participarem de projetos open source, o que faria?


-- 
Caio Tiago Oliveira
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Raul Libório
Nos projetos relacionados ao FOSS, eu vejo uma forte participação
feminina, aqui dentro do Brasil talvez nem tanto, mas é uma realidade
que está mudando aos poucos. É fato que o número é bem reduzido porém
isso não implica na qualidade - elas são hyper³ dedicadas - FATO!

(E pegando essa ponga)

Às interessadas, temos no projeto openSUSE um grupo específico para
Mulheres[1], que basicamente é um grupo de ajuda e suporte de mulheres
para mulheres, pra reduzir(ou acabar) com essa timidez que a Mônica
Paz um dia teve (e pelo jeito que conheço a Goa, acho que ela nunca
teve isso não :D ).
As interessadas podem se inscrever na mailing list[2], creio que deve
ser pouco movimentada no momento, já que a idéia é nova, surgiu na
LinuxTag2010[3].

Abraços e que apareçam cada vez mais mulheres nessa área (pq aonde tem
uma mulher, o ambiente fica mais agradável)

[1] http://en.opensuse.org//openSUSE:Women#Women_of_openSUSE
[2] opensuse-women+subscr...@opensuse.org  - em inglês
[3] http://www.linuxtag.org/2010/en.html

2010/9/30 monicap...@gmail.com monicap...@gmail.com:
 Sobre o ENSL (minha sardinha puxada) já temos como sempre um espaço
 para ciberfemismo, como costumamos chamar.
 Ano passados tivemos a contribuição da Goa, palestra muito bem
 concorrida e no próximo teremos a Célia de PE.
 Estão todas e todos convidada/os.

 (se eu tivesse espaço transformava em mesa com maior espaço, mas não
 posso prometer :-( )

 bjs

 2010/9/30 Fabiana goa fabiana@gmail.com:


 Em 30 de setembro de 2010 10:03, Gilmar Santos Jr jga...@gmail.com
 escreveu:

 Em 30 de setembro de 2010 09:36, Fabiana goa fabiana@gmail.com
 escreveu:
 
  Será que vcs não percebem que esses comentários são um retrocesso?

 Sua opinião. Discordo, mas respeito.

  Reflexão: como seria a reação geral (de homens e mulheres) no caso de
  um evento/programa de TI só para homens?
 
  Putz, quantos eventos (de TI) eu já fui que só tinha homem?

 E só tinha homem pq as mulheres eram proibidas de ir ou por outro motivo?
 (E sendo matematicamente chato... se vc estava no evento, ele não
 tinha somente homens :p)


 heheh tem razão, na frente dos meus olhos só tinha homens melhorou?



  No mínimo seria de repúdio, tal ato seria considerado machista.
  IMHO, um somente para mulheres é tão excludente e ruim quanto um
  somente para homens.
 
  Excludente não, esse é o problema, medidas reparatórias são criadas para
  equalizar e não para excluir. Criar um espaço para que as mulheres sejam
  introduzidas em ambientes tipicamente masculinizados não é excluir, é
  agregar.

 Eu disse que *eu* acho excludente. Se você acha diferente, sem problemas.
 ;)

  Provavelmente minha opinião é essa porque eu nunca presenciei uma cena
  de discriminação contra uma mulher em TI, o que me leva a supor que o
  motivo principal para a baixa participação não é esse.
 
  Bom, se você não presenciou então sugiro prestar mais atenção nas
  mulheres
  que estão a seu redor. Converse com elas, pergunte o que incomoda,
  preste
  atenção nas suas próprias falas, nas piadas, no ambiente que as mulheres
  acabam frequentando no cotidiano. A violência é silenciosa meu amigo,
  mas é
  tão brutal quanto um soco no olho

 Já fiz isso e continuo afirmando que *eu* nunca presenciei. Isso não
 quer dizer que não existe, apenas que não tem uma frequência tão alta
 (posso falar isso baseado na minha amostragem, mas para afirmar isso
 como fato ao invés de opinião teria que fazer uma pesquisa, que não
 fiz nem tenho curiosidade de fazer).

 
  Meu palpite é
  questão de afinidade: estatisticamente elas preferem ouros mundos.
 
  Nem vou comentar tá brother? Só acho bem legal a gente pensar antes de
  falar, senão continua reproduzindo besteira. Estatisticamente? Quem
  disse, o
  IBGE garante que as muié gostam mais de fazer feijão pro marido?

 Eu prefiro acreditar que você não pensou *bem* nisso que você disse,
 pois creio que não dei motivos pare receber um ataque pessoal tão
 agressivo. E quanto ao estatisticamente eu proponho o seguinte: faça
 uma pesquisa entre suas amigas, parentes, etc para mapear as
 afinidades e tire suas conclusões (ok se vc já fez). Eu já fiz isso e
 tenho as minhas (novamente, exponho aqui como *opinião* e não como
 fato. Peço desculpas, se minha opinião te ofende).

 é querido, o lance é que essas suas amostragens e estatísticas não tem
 nenhum valor real porque são quase que percepções pessoais. Ou pessoais ou
 que a gente vê na grande mídia. Mapear minhas amigas, minhas parentes ou
 tirar minhas conclusões não soma argumento nessa discussão né não?

 Ofende não,  eu que te ofendi heheh foi maus :-)

 Os demais ataques desconsidero, visto que não contribuem com a
 discussão. (Novamente, na minha opinião).

 [ ]'s
 Gilmar - minha última mensagem nessa thread. Nos vemos no ENSL ;)
 ___

 As meninas do PSL mulheres (que não tem só meninas) tão querendo fazer uma
 roda de papo no ENSL - eu não posso ir por causa do 

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Diego Corrêa
Acredito que devido a o meu olhar está preso a uma universidade e eu ainda
ser um adolescente, não vejo todo os tipos de discriminação que as mulheres
sofrem na nossa área. Mas o que eu falei é o que eu vejo, realmente deve
existir varias outras formas.
E sobre Market e Documentação, e homens falarem de algoritmo, foi devido a
duas coisas:

1- conheço mulheres dá área de computação que não gostam de programar tanto
assim, preferem coisas que não envolvem tanto algoritmos(logo como eu disse
antes meu olhando ainda é pequeno) ... porem conheci também mulheres que
gostavam mais de mexer com a parte de interface, e realmente um jeito
feminino na interface fica *na minha opinião* melhor do que as que apenas
homens fazem ... devido a própria percepção das mulheres a deixar as coisas
mais bonitas e arrumadas ... mas como a maioria dos casos tem uma exceção
também conheci mulheres que realmente gostam de virar noites programando ou
jogando ...

2- tem mulheres que depois que terminam a graduação vão para outras áreas ou
se envolvem mais com a parte ética, social e educacional dá
computação(maioria das que eu conheço) ...

No final as mulheres migram de área porque *eu acho* que elas apenas querem
aplicar o conhecimento que tem e realmente se sentirem confortáveis e úteis
de certa forma.

Mas temos que pensar é como igualar as coisas, como fazer todos ficarem
motivados a fazer e a descobrir novas coisas ... se é com programas como
esse que vamos trazer mais toque feminino ao Gnome e ao SL em geral, sim
temos que fazer esses programas cada vez mais até tudo ficar igual ...
depois começamos a juntar tudo e todos em um único evento.

E respondendo a pergunta de Patrick, conversando com algumas mulheres elas
falaram, que é chato para elas virarem noites programando para no final
bugar e o ficar semanas procurando para achar o bug, e nesse meio tempo
(olhem bem o que eu disse umas delas já comentaram isso comigo) elas não vão
ao salão ou vão pouco, diminuem o nível de preocupação com elas mesmas ...
(como eu disse eu converso com elas, tanto as do curso da minha universidade
quanto de outras e outras universidades)...

Não me entendam errado!!! Eu realmente já tive a curiosidade de saber pq de
poucas mulheres na área de computação logo quando entrei nessa área,
procurei, procurei e cheguei a essas e outras conclusões ... :D
-- 
Diego Corrêa da Silva
Universidade Federal da Bahia
https://wiki.dcc.ufba.br/Main/DiegoCorrea
GNU/Linux Registered User #508221
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Daniela Feitosa
Oi,

2010/9/30 Diego Corrêa diegosi...@dcc.ufba.br

 Acredito que devido a o meu olhar está preso a uma universidade e eu ainda
 ser um adolescente, não vejo todo os tipos de discriminação que as mulheres
 sofrem na nossa área. Mas o que eu falei é o que eu vejo, realmente deve
 existir varias outras formas.
 E sobre Market e Documentação, e homens falarem de algoritmo, foi devido a
 duas coisas:


Acho que você tem uma visão um pouco preconceituosa sobre as mulheres na
área de TI.. :(

1- conheço mulheres dá área de computação que não gostam de programar tanto
 assim, preferem coisas que não envolvem tanto algoritmos(logo como eu disse
 antes meu olhando ainda é pequeno) ... porem conheci também mulheres que
 gostavam mais de mexer com a parte de interface, e realmente um jeito
 feminino na interface fica *na minha opinião* melhor do que as que apenas
 homens fazem ... devido a própria percepção das mulheres a deixar as coisas
 mais bonitas e arrumadas ... mas como a maioria dos casos tem uma exceção
 também conheci mulheres que realmente gostam de virar noites programando ou
 jogando ...


Isso não depende do sexo da pessoas.. Da mesma forma, tem muitos homens que
não gostam de programar ou que preferem mexer com interface.


 2- tem mulheres que depois que terminam a graduação vão para outras áreas
 ou se envolvem mais com a parte ética, social e educacional dá
 computação(maioria das que eu conheço) ...


Tb tem homens que mudam de área tb :)
6 das 7 meninas que entraram na faculdade comigo terminaram a graduação e
estão hoje na área técnica.



  No final as mulheres migram de área porque *eu acho* que elas apenas
 querem aplicar o conhecimento que tem e realmente se sentirem confortáveis e
 úteis de certa forma.


Acho que tanto as mulheres como os homens quando mudam de área é pq percebem
que estavam na área errada.. E isso acontece em todas as áreas, não só em
computação... :)


 Mas temos que pensar é como igualar as coisas, como fazer todos ficarem
 motivados a fazer e a descobrir novas coisas ... se é com programas como
 esse que vamos trazer mais toque feminino ao Gnome e ao SL em geral, sim
 temos que fazer esses programas cada vez mais até tudo ficar igual ...
 depois começamos a juntar tudo e todos em um único evento.


Concordo.. Se algumas mulheres se sentem intimidadas a contribuir com um SL
por causa dos homens e esse tipo de evento incentiva a contribuição delas,
acho que deve ter mais eventos desse tipo.
E quando perceberem que não precisam ficar intimidadas, junta tudo numa
coisa só.



 E respondendo a pergunta de Patrick, conversando com algumas mulheres elas
 falaram, que é chato para elas virarem noites programando para no final
 bugar e o ficar semanas procurando para achar o bug, e nesse meio tempo
 (olhem bem o que eu disse umas delas já comentaram isso comigo) elas não vão
 ao salão ou vão pouco, diminuem o nível de preocupação com elas mesmas ...
 (como eu disse eu converso com elas, tanto as do curso da minha universidade
 quanto de outras e outras universidades)...


Acredito que essas mulheres com quem vc conversou estão na área errada, ou
se planejam errado ou elas não gostam do que fazem e inventam desculpas ...



 Não me entendam errado!!! Eu realmente já tive a curiosidade de saber pq de
 poucas mulheres na área de computação logo quando entrei nessa área,
 procurei, procurei e cheguei a essas e outras conclusões ... :D
 --
 Diego Corrêa da Silva
 Universidade Federal da Bahia
 https://wiki.dcc.ufba.br/Main/DiegoCorrea
 GNU/Linux Registered User #508221


 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




-- 
Daniela Soares Feitosa
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Diego Corrêa
Apesar das brigas que teve antes, essa thread me ajudou a entender mais
sobre algumas coisas ... :) ... principalmente no e-mail das mulheres, já
que é difícil ver elas opinando ou conversando em uma lista abertamente
assim ... irei reconstruir algumas opiniões ...

Em 30 de setembro de 2010 13:43, Daniela Feitosa
danielafeit...@gmail.comescreveu:

 Oi,

 2010/9/30 Diego Corrêa diegosi...@dcc.ufba.br

 Acredito que devido a o meu olhar está preso a uma universidade e eu ainda
 ser um adolescente, não vejo todo os tipos de discriminação que as mulheres
 sofrem na nossa área. Mas o que eu falei é o que eu vejo, realmente deve
 existir varias outras formas.
 E sobre Market e Documentação, e homens falarem de algoritmo, foi devido a
 duas coisas:


 Acho que você tem uma visão um pouco preconceituosa sobre as mulheres na
 área de TI.. :(

Calma Daniela, eu não quis ser machista mas expor as informações que eu
juntei com o tempo. :) ... e é normal que as pessoas tenha visões
diferentes, mas realmente eu não fui machista ... pq eu acredito nesse tipo
de eventos...


 1- conheço mulheres dá área de computação que não gostam de programar tanto
 assim, preferem coisas que não envolvem tanto algoritmos(logo como eu disse
 antes meu olhando ainda é pequeno) ... porem conheci também mulheres que
 gostavam mais de mexer com a parte de interface, e realmente um jeito
 feminino na interface fica *na minha opinião* melhor do que as que apenas
 homens fazem ... devido a própria percepção das mulheres a deixar as coisas
 mais bonitas e arrumadas ... mas como a maioria dos casos tem uma exceção
 também conheci mulheres que realmente gostam de virar noites programando ou
 jogando ...


 Isso não depende do sexo da pessoas.. Da mesma forma, tem muitos homens que
 não gostam de programar ou que preferem mexer com interface.

isso é verdade, mas existe a proporção ...



 2- tem mulheres que depois que terminam a graduação vão para outras áreas
 ou se envolvem mais com a parte ética, social e educacional dá
 computação(maioria das que eu conheço) ...


 Tb tem homens que mudam de área tb :)
 6 das 7 meninas que entraram na faculdade comigo terminaram a graduação e
 estão hoje na área técnica.

Por isso eu disse que é a maioria que eu conheço, e fora que sempre existem
as exceções.




  No final as mulheres migram de área porque *eu acho* que elas apenas
 querem aplicar o conhecimento que tem e realmente se sentirem confortáveis e
 úteis de certa forma.


 Acho que tanto as mulheres como os homens quando mudam de área é pq
 percebem que estavam na área errada.. E isso acontece em todas as áreas, não
 só em computação... :)

isso é, eu já vi uma pessoa desistir dá universidade para ser caminhoneiro,
para alguns isso chegar a ser absurdo mas para ele foi a melhor idéia, faz
tempo que eu o vi, mas provavelmente hj ele é feliz com a profissão dele.




 Mas temos que pensar é como igualar as coisas, como fazer todos ficarem
 motivados a fazer e a descobrir novas coisas ... se é com programas como
 esse que vamos trazer mais toque feminino ao Gnome e ao SL em geral, sim
 temos que fazer esses programas cada vez mais até tudo ficar igual ...
 depois começamos a juntar tudo e todos em um único evento.


 Concordo.. Se algumas mulheres se sentem intimidadas a contribuir com um SL
 por causa dos homens e esse tipo de evento incentiva a contribuição delas,
 acho que deve ter mais eventos desse tipo.
 E quando perceberem que não precisam ficar intimidadas, junta tudo numa
 coisa só.



 E respondendo a pergunta de Patrick, conversando com algumas mulheres elas
 falaram, que é chato para elas virarem noites programando para no final
 bugar e o ficar semanas procurando para achar o bug, e nesse meio tempo
 (olhem bem o que eu disse umas delas já comentaram isso comigo) elas não vão
 ao salão ou vão pouco, diminuem o nível de preocupação com elas mesmas ...
 (como eu disse eu converso com elas, tanto as do curso da minha universidade
 quanto de outras e outras universidades)...


 Acredito que essas mulheres com quem vc conversou estão na área errada, ou
 se planejam errado ou elas não gostam do que fazem e inventam desculpas ...

como eu disse as pessoas tem opiniões diferentes e talvez eu tenha
exatamente achado a tribo das que não se organizam ...




 Não me entendam errado!!! Eu realmente já tive a curiosidade de saber pq
 de poucas mulheres na área de computação logo quando entrei nessa área,
 procurei, procurei e cheguei a essas e outras conclusões ... :D
 --
 Diego Corrêa da Silva
 Universidade Federal da Bahia
 https://wiki.dcc.ufba.br/Main/DiegoCorrea
 GNU/Linux Registered User #508221


 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




 --
 Daniela Soares Feitosa

 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




-- 
Diego 

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Fabiana goa
pois eh, a politica de cotas é fail né? Eu acho tb, mas defendo as cotas
porque quando entro na universidade não tem nenhum negro.

É tão visível a discrepância do negócio que precisam de medidas extremas pra
tentar minimizar as diferenças. Só assim, as lutas se tornam mais justas e o
discurso passa a ser se acumulação e não afnti-separatista apenas sacou?

A cota não é pra ser benéfica nem bonita, imagina o estado social precário
que precisa estar instaurado pra se ter justificativa pra uma política de
cota.

E o pior é que a gente, viciado em políticas populistas deixa essa inclusão
a cargo do governo. Tudo é papel do governo, essas poucas e pequenas medidas
que impactam nossa sociedade seria muito mais legal se praticadas por
t...@spor isso eu acho ainda mais legal, incluir !

beijos

Em 30 de setembro de 2010 11:39, Lucas Prado Melo
lucaspradom...@gmail.comescreveu:

 2010/9/30 Fabiana goa fabiana@gmail.com:
  oi thiago
 
  Você mesmo já respondeu porque seu comentário não faz nenhum sentido.
 
  Claro que você acha tosco né.. menos uma possibilidade de estar num
 espaço
  onde os machos se destacam. Aposto que vc tb é contra cota pros negros
 né?
  Assim a universidade fica cheia de branco.
 
  é cada uma que se ouve...
 
  #fail
 Eu apoio o Outreach Program for Women Internships do GNOME pq é
 sempre bom estimular a produção de SL por mulheres (já que nossa área
 é tão carente de membros do sexo feminino), mas eu sou contra as cotas
 pra negros hehehe

 *** Aviso de off-topic ***
 Deixa eu me explicar melhor antes de me crucificarem.
 A cor de pele não importa em nada! Seria mais oportuno se houvesse
 cotas para pessoas de baixa renda. Isso beneficiaria muito os negros
 já que eles compõem, por motivos históricos, a maior parcela da
 população de baixa renda no Brasil. Na verdade, a composição
 demográfica da parcela pobre não importa em nada para avaliar o mérito
 das cotas para pessoas de baixa renda. Se os negros não forem os mais
 pobres do Brasil, então as cotas para pessoas de baixa renda não
 iriam criar a injustiça que as cotas para negros criariam neste
 cenário: a população brasileira não seria discriminada pela cor da
 pele de modo que os negros se beneficiassem no processo seletivo das
 faculdades. Isso já seria um ponto a mais em prol desta idéia e a
 tornaria válida em quaisquer cenários futuros e distribuições
 demográficas que o Brasil fosse assumir no futuro.

 O que falta só é mostrar pq tais cotas seriam benéficas por si só. E
 eu imagino que o argumento para isto seria justamente que ajudariam a
 eliminar as distorções sociais históricas (do período de escravatura)
 diminuindo os contrastes socioeconômicos do Brasil.

 --
 []'s
 Lucas
 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




-- 
---
fabiana goa
---
omnia sunt communia

La Danza :
http://fabiana.juntadados.org
http://blogs.metareciclagem.org/fabi/
http://flickr.com/photos/femmedanza

O passado... mesmo que você o esqueça, ele continuará mexendo seus
pauzinhos.
J. Constantine
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Caio Tiago Oliveira
2010/9/30 Daniela Feitosa danielafeit...@gmail.com:
 Concordo.. Se algumas mulheres se sentem intimidadas a contribuir com um SL
 por causa dos homens e esse tipo de evento incentiva a contribuição delas,
 acho que deve ter mais eventos desse tipo.
 E quando perceberem que não precisam ficar intimidadas, junta tudo numa
 coisa só.

Como no próprio site do evento cita que se a pessoa não puder
participar ou não conseguir, pode tentar no google summer of code que
acontece pouco depois do final desse projeto, já estão no caminho
certo.
Principalmente porque mesmo as que consigam participar desse podem
participar do GSoC, desde que tenham tempo livre (assumindo que
priorizam as férias pra participar disso).

Se a participação feminina no GSoC subir bastante, podem até pensar em
retirar esse programa, principalmente porque não há marketing melhor
que mostrar que muitas participam tranquilamente. Só que estamos longe
de ter um percentual razoável de participação feminina no GSoC.
Concordo que deveriamos ter mais eventos do tipo, não necessariamente
relacionados ao GNOME (o GNOME é ótimo, mas podem gostar de outras
áreas).

-- 
Caio Tiago Oliveira
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Fabiana goa
Cara, as mulheres sofrem onde há reprodução de uma mentalidade violenta, de
preconceito ou de resgate cultural do patriarcalismo.

Ano passado, mônica, fiz mesmo uma palestra sobre mulheres e tecnologia,
comecei justamente mostrando o forum do gnome sobre o gnome women porque um
monte de pateta fez comentários bizarros lá lembra...surreal.  Depois fiz um
comparativo de propagandas as que tinham imagens masculinas e as imagens
femininas -- bizarro (quem quiser me fala que eu mando a palestra)

Dizer que estatísticas ou impressões pessoais demonstram que as mulheres não
curtem tecnologia, ou que estão felizes da vida é muito surreal, até porque
as mulheres tem se expressado menos que os homens -- cadê as mulheres nessa
trédi por exemplo?

Homens cadê a sensibilidade de vocês?
Vamos acordar para que suas companheiras tenham espaço justo e seguro num
mundo agressivo, ou vocês tão felizes de ver as meninas sofrendo violência,
aliás, é verdade, pelo menos por aqui ninguém viu nada.

Ajudem a divulgar essas ações, lembrem-se que elas podem trazer  um lindo e
amigável ambiente gráfico para o desktop das gerações futuras.

é isso

goa







Em 30 de setembro de 2010 14:06, Diego Corrêa diegosi...@dcc.ufba.brescreveu:

 Apesar das brigas que teve antes, essa thread me ajudou a entender mais
 sobre algumas coisas ... :) ... principalmente no e-mail das mulheres, já
 que é difícil ver elas opinando ou conversando em uma lista abertamente
 assim ... irei reconstruir algumas opiniões ...

 Em 30 de setembro de 2010 13:43, Daniela Feitosa danielafeit...@gmail.com
  escreveu:

 Oi,

 2010/9/30 Diego Corrêa diegosi...@dcc.ufba.br

 Acredito que devido a o meu olhar está preso a uma universidade e eu ainda
 ser um adolescente, não vejo todo os tipos de discriminação que as mulheres
 sofrem na nossa área. Mas o que eu falei é o que eu vejo, realmente deve
 existir varias outras formas.
 E sobre Market e Documentação, e homens falarem de algoritmo, foi devido
 a duas coisas:


 Acho que você tem uma visão um pouco preconceituosa sobre as mulheres na
 área de TI.. :(

 Calma Daniela, eu não quis ser machista mas expor as informações que eu
 juntei com o tempo. :) ... e é normal que as pessoas tenha visões
 diferentes, mas realmente eu não fui machista ... pq eu acredito nesse tipo
 de eventos...


 1- conheço mulheres dá área de computação que não gostam de programar
 tanto assim, preferem coisas que não envolvem tanto algoritmos(logo como eu
 disse antes meu olhando ainda é pequeno) ... porem conheci também mulheres
 que gostavam mais de mexer com a parte de interface, e realmente um jeito
 feminino na interface fica *na minha opinião* melhor do que as que apenas
 homens fazem ... devido a própria percepção das mulheres a deixar as coisas
 mais bonitas e arrumadas ... mas como a maioria dos casos tem uma exceção
 também conheci mulheres que realmente gostam de virar noites programando ou
 jogando ...


 Isso não depende do sexo da pessoas.. Da mesma forma, tem muitos homens
 que não gostam de programar ou que preferem mexer com interface.

 isso é verdade, mas existe a proporção ...



 2- tem mulheres que depois que terminam a graduação vão para outras áreas
 ou se envolvem mais com a parte ética, social e educacional dá
 computação(maioria das que eu conheço) ...


 Tb tem homens que mudam de área tb :)
 6 das 7 meninas que entraram na faculdade comigo terminaram a graduação e
 estão hoje na área técnica.

 Por isso eu disse que é a maioria que eu conheço, e fora que sempre existem
 as exceções.




  No final as mulheres migram de área porque *eu acho* que elas apenas
 querem aplicar o conhecimento que tem e realmente se sentirem confortáveis e
 úteis de certa forma.


 Acho que tanto as mulheres como os homens quando mudam de área é pq
 percebem que estavam na área errada.. E isso acontece em todas as áreas, não
 só em computação... :)

 isso é, eu já vi uma pessoa desistir dá universidade para ser caminhoneiro,
 para alguns isso chegar a ser absurdo mas para ele foi a melhor idéia, faz
 tempo que eu o vi, mas provavelmente hj ele é feliz com a profissão dele.




 Mas temos que pensar é como igualar as coisas, como fazer todos ficarem
 motivados a fazer e a descobrir novas coisas ... se é com programas como
 esse que vamos trazer mais toque feminino ao Gnome e ao SL em geral, sim
 temos que fazer esses programas cada vez mais até tudo ficar igual ...
 depois começamos a juntar tudo e todos em um único evento.


 Concordo.. Se algumas mulheres se sentem intimidadas a contribuir com um
 SL por causa dos homens e esse tipo de evento incentiva a contribuição
 delas, acho que deve ter mais eventos desse tipo.
 E quando perceberem que não precisam ficar intimidadas, junta tudo numa
 coisa só.



 E respondendo a pergunta de Patrick, conversando com algumas mulheres
 elas falaram, que é chato para elas virarem noites programando para no final
 bugar e o ficar semanas procurando para achar o bug, e nesse meio tempo
 (olhem bem 

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Pjota
Oi,

Bom... eu não acompanhei tudo... mas vi umas troca de farpas aí ... e
então resolvi dar a minha opinião..

Eu não acho que esse tipo evento 'feminista' vá melhorar a
participação feminina na área de TI, pois se queixam tanto de serem
excluídas e não é reproduzindo a mesma atitude que conseguiram
equalizar essa desigualdade gritante

Acho que cabem mais a vocês mulheres da área de TI sempre divulgarem
tudo o que for relativo a participação feminina tanto na área de TI
como no ambiente acadêmico e profissional, tenho professoras da área
de Computação e conheço poucas meninas que se destacam nessa área
(infelizmente, talvez tenham mais eu não saiba tb), mas desde que
iniciei a minha graduação nunca vi uma professora sequer falar de
algum destaque feminino na área de Computação, 'EU NÃO ACREDITO' que
não deva existir uma mulher que tenha se destacado em Computação ou em
outras correlatas... Também nunca vi uma menina ou professora
despertar interesse nessas coisas... fazer esse tipo de
questionamento... Ou seja será que o problema são:

* só os homens...
* o mundo 'MACHISTA ou 'FEMINISTA'...???

Eu mesmo trabalho na área de suporte e nunca vi uma menina que tivesse
brilho no olho com relação a hardware nem em conversa... Se tem mulher
motorista de ônibus, astronauta, presidente não é possível que não
tenha uma de suporte... :'(. Pq vc não questionam esse tipo de
coisa... pq é assim?

Eu acho que quando o 'ISTA' for de 'HUMANISTA' ao invés de 'MACHISTA'
e 'FEMINISTA' as coisas se encaminharão para algo mais produtivo do
que essas discussões 'de quem cuspir no chão primeiro ganha'... pq
essas conversas só são arrodeios... arrodeios... parecendo cachorro
quando quer cagar

Sds
-- 
|  .''`.
| : :'  : Pee Jay - http://wiki.dcc.ufba.br/~PeeJay
| `. `'`
|   `- Bow before me for I am root!
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Fabiana goa
 Acho que cabem mais a vocês mulheres da área de TI sempre divulgarem
 tudo o que for relativo a participação feminina tanto na área de TI
 como no ambiente acadêmico e profissional, tenho professoras da área
 de Computação e conheço poucas meninas que se destacam nessa área
 (infelizmente, talvez tenham mais eu não saiba tb), mas desde que
 iniciei a minha graduação nunca vi uma professora sequer falar de
 algum destaque feminino na área de Computação, 'EU NÃO ACREDITO' que
 não deva existir uma mulher que tenha se destacado em Computação ou em
 outras correlatas... Também nunca vi uma menina ou professora
 despertar interesse nessas coisas... fazer esse tipo de
 questionamento... Ou seja será que o problema são:



vc tá na faculdade de computação e não conhece nenhuma mulher que tenha
feito algo ou se destacado...

#FAIL

nem li o resto...
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico João Paulo
Ada Byron mandaria um oi. :)

Há uma lista legal pra citar, mas deixa quieto.

2010/9/30 Pjota pjotam...@gmail.com


 Acho que cabem mais a vocês mulheres da área de TI sempre divulgarem
 tudo o que for relativo a participação feminina tanto na área de TI
 como no ambiente acadêmico e profissional, tenho professoras da área
 de Computação e conheço poucas meninas que se destacam nessa área
 (infelizmente, talvez tenham mais eu não saiba tb), mas desde que
 iniciei a minha graduação nunca vi uma professora sequer falar de
 algum destaque feminino na área de Computação, 'EU NÃO ACREDITO' que
 não deva existir uma mulher que tenha se destacado em Computação ou em
 outras correlatas... Também nunca vi uma menina ou professora
 despertar interesse nessas coisas... fazer esse tipo de
 questionamento... Ou seja será que o problema são:


-- 
Joao Paulo
Make things as simple as possible but no simpler.
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Pjota
Oi,


 vc tá na faculdade de computação e não conhece nenhuma mulher que tenha
 feito algo ou se destacado...

 #FAIL

 nem li o resto...


Sim estou e qual é problema..?. Continuo e repito nunca ouvi nenhuma
professora falar e nem colegas de área sobre isso qual é a minha culpa
nisso???... mas só agora depois dessa sua atitude vou procurar por
fora...vc tem idéia de como são ministradas as aulas nas graduações de
áreas relacionadas a Computação???

Ah e valeu joão paulo...

Ah quando estiveres mais calma leia a msg toda... pq não tenho
interesse em 'flames', mas esses seus #FAIL aí não vai contribuir em
nada para melhorar a situação... discurso 'retórico' de ser dono da
verdade é muito fácil ainda mais em época de eleições é muito
contagioso rs só perde mesmo para o de vitima pq pertence ao sexo
frágil...

e João vc ouviu falar de Ada Byron aonde? Cite o local, professor ok?

Vc nobre colega poderia perdeste uma oportunidade citar mais mulheres
colaborando com cultura... mas tudo bem me viro com o google... mas
garanto que se partisse de vc teria mais prestígio já que defendes a
bandeira com tanto clamor


Sds
-- 
|  .''`.
| : :'  : Pee Jay - http://wiki.dcc.ufba.br/~PeeJay
| `. `'`
|   `- Bow before me for I am root!
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Krishnamurti L. L. V. Nunes
Por absoluta coincidência, segui um link no twitter que me levou a um
texto na Superinteressante:

http://super.abril.com.br/ciencia/homens-mulheres-quem-menos-burro-447713.shtml

O texto diz que mulheres gostam mais de pessoas, e homens gostam mais
de coisas e tomam isso como argumento para o fato de haver mais
homens nas áreas de ciências exatas, e mais mulheres nas áreas de
saúde.

Não segui todos os links, nem conferi se o texto da matéria era
condizente com as conclusões das pesquisas usadas como fontes, mas
está aí para quem quiser pesquisar.



Em 30 de setembro de 2010 16:23, Pjota pjotam...@gmail.com escreveu:
 Oi,


 vc tá na faculdade de computação e não conhece nenhuma mulher que tenha
 feito algo ou se destacado...

 #FAIL

 nem li o resto...


 Sim estou e qual é problema..?. Continuo e repito nunca ouvi nenhuma
 professora falar e nem colegas de área sobre isso qual é a minha culpa
 nisso???... mas só agora depois dessa sua atitude vou procurar por
 fora...vc tem idéia de como são ministradas as aulas nas graduações de
 áreas relacionadas a Computação???

 Ah e valeu joão paulo...

 Ah quando estiveres mais calma leia a msg toda... pq não tenho
 interesse em 'flames', mas esses seus #FAIL aí não vai contribuir em
 nada para melhorar a situação... discurso 'retórico' de ser dono da
 verdade é muito fácil ainda mais em época de eleições é muito
 contagioso rs só perde mesmo para o de vitima pq pertence ao sexo
 frágil...

 e João vc ouviu falar de Ada Byron aonde? Cite o local, professor ok?

 Vc nobre colega poderia perdeste uma oportunidade citar mais mulheres
 colaborando com cultura... mas tudo bem me viro com o google... mas
 garanto que se partisse de vc teria mais prestígio já que defendes a
 bandeira com tanto clamor


 Sds
 --
 |  .''`.
 | : :'  : Pee Jay - http://wiki.dcc.ufba.br/~PeeJay
 | `. `'`
 |   `- Bow before me for I am root!
 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




-- 
Krishnamurti Lelis Lima Vieira Nunes
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico João Paulo
2010/9/30 Pjota pjotam...@gmail.com


 e João vc ouviu falar de Ada Byron aonde? Cite o local, professor ok?


Frieda, George, Luciano, Aline. Acho que mais um ou dois professores. UFBA.


 Vc nobre colega poderia perdeste uma oportunidade citar mais mulheres
 colaborando com cultura... mas tudo bem me viro com o google... mas
 garanto que se partisse de vc teria mais prestígio já que defendes a
 bandeira com tanto clamor


[troll] http://lmgtfy.com/?q=mulheres+na+computa%C3%A7%C3%A3o [/troll]

Vê se ajuda :)


-- 
Joao Paulo
Make things as simple as possible but no simpler.
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Fabricio Santana
oi colegas,

No decorrer de nossa história geral brasileira ninguém nunca afirmou que
brancos serão escravos, que homens devem ir para a cozinha e eu os
heteros são pecadores... no entanto, durante séculos afirmaram e
praticaram a escravidão para os pretos, reservaram a cozinha e o papel de
dona de casa às mulheres e demonizaram os gays...

conclusão: qualquer evento de reparação voltado à estes três segmentos seja
em qual área for estará dando um grande contribuição na mudança estrutural
de nosso país, pq estes preconceitos são generalizados seja dentro de casa,
seja no trabalho e seja na Academia.

Naomar era contra as cotas, hoje é parcialmente a favor pois há dados muito
positivo para os cotistas, não somente os pobres, mas sim para os pretos,
pois na minha opinião, o branco é pobre por falta de oportunidade, enquanto
o preto é pobre pq é preto.

abs

Fabricio - graduado em Computação (UFBA) - não gosta da área técnica, mas
sim da estritamente socioeducacional.

Em 30 de setembro de 2010 16:23, Pjota pjotam...@gmail.com escreveu:

 Oi,

 
  vc tá na faculdade de computação e não conhece nenhuma mulher que tenha
  feito algo ou se destacado...
 
  #FAIL
 
  nem li o resto...
 

 Sim estou e qual é problema..?. Continuo e repito nunca ouvi nenhuma
 professora falar e nem colegas de área sobre isso qual é a minha culpa
 nisso???... mas só agora depois dessa sua atitude vou procurar por
 fora...vc tem idéia de como são ministradas as aulas nas graduações de
 áreas relacionadas a Computação???

 Ah e valeu joão paulo...

 Ah quando estiveres mais calma leia a msg toda... pq não tenho
 interesse em 'flames', mas esses seus #FAIL aí não vai contribuir em
 nada para melhorar a situação... discurso 'retórico' de ser dono da
 verdade é muito fácil ainda mais em época de eleições é muito
 contagioso rs só perde mesmo para o de vitima pq pertence ao sexo
 frágil...

 e João vc ouviu falar de Ada Byron aonde? Cite o local, professor ok?

 Vc nobre colega poderia perdeste uma oportunidade citar mais mulheres
 colaborando com cultura... mas tudo bem me viro com o google... mas
 garanto que se partisse de vc teria mais prestígio já que defendes a
 bandeira com tanto clamor


 Sds
 --
 |  .''`.
 | : :'  : Pee Jay - 
 http://wiki.dcc.ufba.br/~PeeJayhttp://wiki.dcc.ufba.br/%7EPeeJay
 | `. `'`
 |   `- Bow before me for I am root!
 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




-- 
Fabricio A Santana
http://www.formspring.me/fabriciusantana
https://twitter.com/fabriciusantana
(74) 9995 - 1355
(71) 9618 - 1819
(71) 3014 - 0450

*PARA A BAHIA E O BRASIL SEGUIREM MUDANDO*
*
*
*PELLEGRINO 1346 - DEP. FEDERAL*
*www.pelegrino1346.com.br*
**
*LÍDICE 400 - SENADORA*
*lidice400.com.br* http://lidice400.com.br/

*PINHEIRO 130 - SENADOR *
*www.senadorpinheiro130.com.br* http://www.senadorpinheiro130.com.br/
**
*WAGNER 13 - GOVERNADOR*
*www.souwagner13.com.br* http://www.souwagner13.com.br/
**
*DILMA 13 - PRESIDENTA*
*www.dilma13.com.br* http://www.dilma13.com.br/

Conhecimento não compartilhado, é conhecimento perdido - Livro dos Vedas

O grande castigo de quem não gosta de política é ser governado pelos que
gostam
Arnold Toymbé - Historiador Inglês
**
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Pjota
Oi,

Em 30/09/10, João Paulojoaopa...@ya.ru escreveu:
 2010/9/30 Pjota pjotam...@gmail.com


 e João vc ouviu falar de Ada Byron aonde? Cite o local, professor ok?


 Frieda, George, Luciano, Aline. Acho que mais um ou dois professores. UFBA.

HUmm, engraçado nossa com a exceção de George que ainda não fui
aluno... todos esses daí já assisti aula e nunca nenhum deles
mencionaram nada a respeito e olhe que eu vou para as aulas... é
verdade que as vezes cochilo mas vou ;)


 Vc nobre colega poderia perdeste uma oportunidade citar mais mulheres
 colaborando com cultura... mas tudo bem me viro com o google... mas
 garanto que se partisse de vc teria mais prestígio já que defendes a
 bandeira com tanto clamor


 [troll] http://lmgtfy.com/?q=mulheres+na+computa%C3%A7%C3%A3o [/troll]

 Vê se ajuda :)

Bom gostei da ferramenta... mas a busca que eu iria fazer é as
'maiores contribuições históricas de cientistas femininas' seria mais
refinada que a sua string de busca... mas mesmo assim nesse besteirol
pelo aprendi esse a usar link...kkk muito bom...kkk

Valeu pela colaboração...

Minha última msg :'(

Saudações Humanistas
-- 
|  .''`.
| : :'  : Pee Jay - http://wiki.dcc.ufba.br/~PeeJay
| `. `'`
|   `- Bow before me for I am root!
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Helton Dória
PJota,

Ada Byron (Ou Ada Lovelace, como também ficou conhecida) simplesmente é
considerada a primeira programadora da história e quando eu digo primeira,
não me refiro à primeira mulher a fazer um programa para um computador, mas
sim o primeiro ser humano a escrever um código para um computador ( no caso,
a máquina analítica de Charles Babage). E o melhor de tudo, ela fez isso no
século 19. Você vai encontrar toneladas de artigos sobre ela simplesmente
colocando o nome dela no Google.

Abraço,

Helton

Em 30 de setembro de 2010 16:23, Pjota pjotam...@gmail.com escreveu:

 Oi,

 
  vc tá na faculdade de computação e não conhece nenhuma mulher que tenha
  feito algo ou se destacado...
 
  #FAIL
 
  nem li o resto...
 

 Sim estou e qual é problema..?. Continuo e repito nunca ouvi nenhuma
 professora falar e nem colegas de área sobre isso qual é a minha culpa
 nisso???... mas só agora depois dessa sua atitude vou procurar por
 fora...vc tem idéia de como são ministradas as aulas nas graduações de
 áreas relacionadas a Computação???

 Ah e valeu joão paulo...

 Ah quando estiveres mais calma leia a msg toda... pq não tenho
 interesse em 'flames', mas esses seus #FAIL aí não vai contribuir em
 nada para melhorar a situação... discurso 'retórico' de ser dono da
 verdade é muito fácil ainda mais em época de eleições é muito
 contagioso rs só perde mesmo para o de vitima pq pertence ao sexo
 frágil...

 e João vc ouviu falar de Ada Byron aonde? Cite o local, professor ok?

 Vc nobre colega poderia perdeste uma oportunidade citar mais mulheres
 colaborando com cultura... mas tudo bem me viro com o google... mas
 garanto que se partisse de vc teria mais prestígio já que defendes a
 bandeira com tanto clamor


 Sds
 --
 |  .''`.
 | : :'  : Pee Jay - 
 http://wiki.dcc.ufba.br/~PeeJayhttp://wiki.dcc.ufba.br/%7EPeeJay
 | `. `'`
 |   `- Bow before me for I am root!
 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Marlo Souza
Ada Byron (Ou Ada Lovelace, como também ficou conhecida) simplesmente é
 considerada a primeira programadora da história e quando eu digo primeira,
 não me refiro à primeira mulher a fazer um programa para um computador, mas
 sim o primeiro ser humano a escrever um código para um computador ( no caso,
 a máquina analítica de Charles Babage). E o melhor de tudo, ela fez isso no
 século 19. Você vai encontrar toneladas de artigos sobre ela simplesmente
 colocando o nome dela no Google.


Sem contar que ela foi quem inventou o salto condicional (comando if), coisa
que o babage não tinha pensado.


Marlo Souza
Mestrando em Ciência da Computação
Grupo de Processamento de Linguagem Natural - PLN
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Thiago Freire
Um comentário antes: eu falei sobre iniciativas women-only, mas não disse
que é na área de TI. Em alguns outros casos acho muito válido.

2010/9/30 Fabiana goa fabiana@gmail.com

 Claro que você acha tosco né.. menos uma possibilidade de estar num espaço
 onde os machos se destacam.


Não, não vejo porque isso seria bom.

Aposto que vc tb é contra cota pros negros né? Assim a universidade fica
 cheia de branco.


Não, sou totalmente a favor.

Como eu insinuei (dizendo que a realidade é mais profunda), a razão de
exisitirem poucas mulheres em TI é bem complicada de determinar. Existem
algumas pesquisas sobre isso, e algumas apontam pra uma afinidade intrínseca
da mulher, não biológica, mas por uma combinação social que cai naquilo que
Krishna citou (homens gostam de coisas, mulheres de pessoas). Outras
pesquisas apontam simplesmente pra uma escolha da profissão mesmo, que não
combina com o perfil da maioria das mulheres. Pessoalmente, não tenho
nenhuma base pra achar que uma teoria está mais certa que a outra. Pode ser
até que as duas estejam erradas.

Mas o mais importante é tentar mudar isso. Fabiana, eu achava que o objetivo
das mulheres de TI em fazer coisas women-only era aumentar o número de
mulheres na área. Eu não vejo como o Outreach ou eventos de TI women-only
vão fazer isso, são eventos pra quem já está na área! A melhor maneira de
aumentar o número de mulheres é aumentá-lo na graduação, no mestrado, no
doutorado. Outra boa campanha é tentar acabar com o preconceito no trabalho
e na faculdade, que já deu pra ver por aqui que existe.

O que o Outreach faz é aumentar o número de mulheres em projetos open source
(sim, isso deve acontecer). Mas será que se você aumentar 10% de mulheres na
área, não teríamos 10% a mais de mulheres no GSoC? Claro que cai na questão
do longo prazo. Mas enfim, o que estou querendo dizer é: o Outreach pega
mulheres que já estão na área, fazendo outras coisas (ou até mesmo software
livre), e aumenta a participação delas no SL. Simplesmente não resolve o
problema.

Agora, se as mulheres vêem esses eventos como oportunidades de se sentir
bem, têm meu apoio. Eu só não sabia que era isso. E não me entendam mal
aqui, não estou falando que só assim elas conseguem se destacar ou algo do
tipo, falo da oportunidade de não serem atingidas pelo preconceito.

-- 
Thiago Freire
+55.71.91654384
Twitter: http://twitter.com/freireag
Facebook: http://facebook.com/freireag
LinkedIn: http://www.linkedin.com/in/freireag
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Thiago Freire
2010/9/30 Caio Tiago Oliveira c...@dcc.ufba.br

 Bem, Freire. No mundo há estatisticas que falam da presença das
 mulheres na área de TI em cerca de 20%.


É, minha realidade é diferente desse 20%. Na UFBA com certeza é menos.


 Participação de 2% em comunidades open source (estatistica de 2004),
 4% no GSoC em 2007 e 6,5% no GSoC em 2010 (

 http://googleblog.blogspot.com/2010/08/sixth-annual-summer-of-code-flexes-some.html
 )

 Será que é porque elas não se interessam por ajudar software livre?
 Não dizem que elas se interessam por pessoas? Conheço mulheres grandes
 entusiastas do software livre.
 Porém proporcionalmente isso é inconsistente, já que ao se interessar
 mais pelas pessoas que pelas coisas elas deveriam ter um percentual
 interno de participação em projetos que os homens.


Pois é, não sabia desses dados, por isso fiz a pergunta.


 Repare na questão do enfoque. Teu enfoque foi na quantidade de
 mulheres na área, o enfoque do programa é outro.
 O principal é que mais mulheres colaborem com o GNOME e atraiam a
 participação de mais mulheres. Dentre os objetivos secundários há o
 incentivo para que elas criem projetos open source ou participem de
 outros.


Sim, é verdade.


 Por fim, como já mencionei. A maioria da verba é de doações de pessoas
 que apoiem a iniciativa de mulheres trabalhando com o GNOME. Não são
 cotas no GSoC ou algo assim.


Eu nunca nem insinuei que eram cotas pro GSoC (e não lembro de alguém ter
dito).

É válido que um número maior de mulheres na área reflita um número
 maior de mulheres em projetos open source, mas aumentar o percentual
 de participação delas, mesmo que ocasional, também é válido. Até
 porque a relação entre mulheres em TI e mulheres participando de
 projetos de software livre é pior que a relação entre homens e
 mulheres em TI.


OK, mas ainda acho que esse dinheiro poderia ter ido pra um objetivo mais
geral (aumentar número de mulheres na área). Mas enfim, é dinheiro da GNOME
Foundation, natural que eles invistam em algo que traga benefício direto pro
GNOME.

-- 
Thiago Freire
+55.71.91654384
Twitter: http://twitter.com/freireag
Facebook: http://facebook.com/freireag
LinkedIn: http://www.linkedin.com/in/freireag
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Pjota
Oi,

Em 30/09/10, Marlo Souzamarlo...@gmail.com escreveu:
 meus únicos dois centavos, só pq PJota falou algo muito besta, na minha
 opinião:

Velho é incrível como as pessoas só querem entender as coisas da pior
forma... eu quis dizer que não se é comentado durante o ensino da
graduação nas aulas sobre as mulheres que fizeram parte da história da
computação a exemplo de Ada e até mesmo em Matemática também,
sinceramente eu não tinha ouvido falar e gostaria de conhecer mais
exemplo historicos... SÓ ISSO...

Eu falei isso em relação a infeliz brincadeira de seu colega de curso
fazendo por uma pesquisa genérica... agora se vcs querem entender
errado problema de vcs... mesmo assim valeu pelas explicações sobre
Ada.

Eu acho que esse bla-bla todo não vai adiantar de nada se as próprias
mulheres não divulgarem a participação historica delas, pelo menos nas
disciplinas introdutórias de cursos correlacionados na áera de TI.

Sds
-- 
|  .''`.
| : :'  : Pee Jay - http://wiki.dcc.ufba.br/~PeeJay
| `. `'`
|   `- Bow before me for I am root!
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba


Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico João Paulo
A questão é que no curso de Ciência da Computação, não é explicado muito
questões históricas. Professores citam questões históricas se houver
motivação proveniente da turma. O curso que eu e você fazemos (e que outros
dessa lista também), é muito mais técnico, com pouco espaço para esse tipo
de argumentação historica, infelizmente. :/

2010/9/30 Pjota pjotam...@gmail.com

 Oi,

 Em 30/09/10, Marlo Souzamarlo...@gmail.com escreveu:
  meus únicos dois centavos, só pq PJota falou algo muito besta, na minha
  opinião:

 Velho é incrível como as pessoas só querem entender as coisas da pior
 forma... eu quis dizer que não se é comentado durante o ensino da
 graduação nas aulas sobre as mulheres que fizeram parte da história da
 computação a exemplo de Ada e até mesmo em Matemática também,
 sinceramente eu não tinha ouvido falar e gostaria de conhecer mais
 exemplo historicos... SÓ ISSO...

 Eu falei isso em relação a infeliz brincadeira de seu colega de curso
 fazendo por uma pesquisa genérica... agora se vcs querem entender
 errado problema de vcs... mesmo assim valeu pelas explicações sobre
 Ada.

 Eu acho que esse bla-bla todo não vai adiantar de nada se as próprias
 mulheres não divulgarem a participação historica delas, pelo menos nas
 disciplinas introdutórias de cursos correlacionados na áera de TI.

 Sds
 --
 |  .''`.
 | : :'  : Pee Jay - http://wiki.dcc.ufba.br/~PeeJay
 | `. `'`
 |   `- Bow before me for I am root!
 ___
 PSL-BA mailing list
 PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
 https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba




-- 
Joao Paulo
Make things as simple as possible but no simpler.
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Thiago Freire
2010/9/30 João Paulo joaopa...@ya.ru

 A questão é que no curso de Ciência da Computação, não é explicado muito
 questões históricas. Professores citam questões históricas se houver
 motivação proveniente da turma. O curso que eu e você fazemos (e que outros
 dessa lista também), é muito mais técnico, com pouco espaço para esse tipo
 de argumentação historica, infelizmente. :/


É verdade, a única disciplina que fala um pouco do histórico é Seminários
(ISC/SIC). E lembro de Frieda falando de Ada. Você deve ter faltado a aula
PJ :P

-- 
Thiago Freire
+55.71.91654384
Twitter: http://twitter.com/freireag
Facebook: http://facebook.com/freireag
LinkedIn: http://www.linkedin.com/in/freireag
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Ana Paula Gomes
Olá pessoal,

Bom, eu discordo quanto a este número (20%).
Na minha sala, 50% são mulheres. Faço Análise de Sistemas.

Em 30 de setembro de 2010 22:00, psl-ba-requ...@listas.dcc.ufba.brescreveu:

 Enviar submissões para a lista de discussão PSL-BA para
psl-ba@listas.dcc.ufba.br

 Para se cadastrar ou descadastrar via WWW, visite o endereço
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba
 ou, via email, envie uma mensagem com a palavra 'help' no assunto ou
 corpo da mensagem para
psl-ba-requ...@listas.dcc.ufba.br

 Você poderá entrar em contato com a pessoa que gerencia a lista pelo
 endereço
psl-ba-ow...@listas.dcc.ufba.br

 Quando responder, por favor edite sua linha Assunto assim ela será
 mais específica que Re: Contents of PSL-BA digest...


 Tópicos de Hoje:

   1. Re: Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar
  com GNOME e Software Livre (Thiago Freire)
   2. Re: Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar
  com GNOME e Software Livre (Pjota)
   3. Re: Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar
  com GNOME e Software Livre (João Paulo)
   4. Re: Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar
  com GNOME e Software Livre (Thiago Freire)


 --

 Message: 1
 Date: Thu, 30 Sep 2010 21:35:00 -0300
 From: Thiago Freire freir...@gmail.com
 To: Integração do Projeto Software Livre Bahia
psl-ba@listas.dcc.ufba.br
 Subject: Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino:
Trabalhar com GNOME e Software Livre
 Message-ID:

 aanlkti=tydyfnmcf6+pu6tqtrnjuh7d1o+lbhhych...@mail.gmail.comtydyfnmcf6%2bpu6tqtrnjuh7d1o%2blbhhych...@mail.gmail.com
 
 Content-Type: text/plain; charset=utf-8

 2010/9/30 Caio Tiago Oliveira c...@dcc.ufba.br

  Bem, Freire. No mundo há estatisticas que falam da presença das
  mulheres na área de TI em cerca de 20%.
 

 É, minha realidade é diferente desse 20%. Na UFBA com certeza é menos.


  Participação de 2% em comunidades open source (estatistica de 2004),
  4% no GSoC em 2007 e 6,5% no GSoC em 2010 (
 
 
 http://googleblog.blogspot.com/2010/08/sixth-annual-summer-of-code-flexes-some.html
  )
 
  Será que é porque elas não se interessam por ajudar software livre?
  Não dizem que elas se interessam por pessoas? Conheço mulheres grandes
  entusiastas do software livre.
  Porém proporcionalmente isso é inconsistente, já que ao se interessar
  mais pelas pessoas que pelas coisas elas deveriam ter um percentual
  interno de participação em projetos que os homens.
 

 Pois é, não sabia desses dados, por isso fiz a pergunta.


  Repare na questão do enfoque. Teu enfoque foi na quantidade de
  mulheres na área, o enfoque do programa é outro.
  O principal é que mais mulheres colaborem com o GNOME e atraiam a
  participação de mais mulheres. Dentre os objetivos secundários há o
  incentivo para que elas criem projetos open source ou participem de
  outros.
 

 Sim, é verdade.


  Por fim, como já mencionei. A maioria da verba é de doações de pessoas
  que apoiem a iniciativa de mulheres trabalhando com o GNOME. Não são
  cotas no GSoC ou algo assim.
 

 Eu nunca nem insinuei que eram cotas pro GSoC (e não lembro de alguém ter
 dito).

 É válido que um número maior de mulheres na área reflita um número
  maior de mulheres em projetos open source, mas aumentar o percentual
  de participação delas, mesmo que ocasional, também é válido. Até
  porque a relação entre mulheres em TI e mulheres participando de
  projetos de software livre é pior que a relação entre homens e
  mulheres em TI.
 

 OK, mas ainda acho que esse dinheiro poderia ter ido pra um objetivo mais
 geral (aumentar número de mulheres na área). Mas enfim, é dinheiro da GNOME
 Foundation, natural que eles invistam em algo que traga benefício direto
 pro
 GNOME.

 --
 Thiago Freire
 +55.71.91654384
 Twitter: http://twitter.com/freireag
 Facebook: http://facebook.com/freireag
 LinkedIn: http://www.linkedin.com/in/freireag
 -- Próxima Parte --
 Um anexo em HTML foi limpo...
 URL: 
 http://listas.dcc.ufba.br/pipermail/psl-ba/attachments/20100930/9d3d22d0/attachment-0001.htm
 

 --

 Message: 2
 Date: Thu, 30 Sep 2010 21:49:45 -0300
 From: Pjota pjotam...@gmail.com
 To: Integração do Projeto Software Livre Bahia
psl-ba@listas.dcc.ufba.br
 Subject: Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino:
Trabalhar com GNOME e Software Livre
 Message-ID:

 aanlktik7prknsl3vwffzwyepaoccf+fnvs9zh=urz...@mail.gmail.comurzu2...@mail.gmail.com
 
 Content-Type: text/plain; charset=ISO-8859-1

 Oi,

 Em 30/09/10, Marlo Souzamarlo...@gmail.com escreveu:
  meus únicos dois centavos, só pq PJota falou algo muito besta, na minha
  opinião:

 Velho é incrível como as pessoas só querem entender as coisas da pior
 forma... eu quis dizer que não se é comentado durante o ensino da

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico Marlo Souza
 Bom, eu discordo quanto a este número (20%).
 Na minha sala, 50% são mulheres. Faço Análise de Sistemas.

 creio que seja algo pontual. Na minha turma foi cerca de 8% (das que
entraram, as que concluíram é outra história)


-- 
Marlo Souza
Mestrando em Ciência da Computação
Grupo de Processamento de Linguagem Natural - PLN
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Re: [PSL-BA] Oportunidade para estudantes do sexo feminino: Trabalhar com GNOME e Software Livre

2010-09-30 Por tôpico João Paulo
Minha turma tinham 3 matriculadas de 35. Cursam 2, já que uma nunca
apareceu. Preguiça de calcular percentual agora :)

Seu caso é pontual, não?

2010/9/30 Ana Paula Gomes apgome...@gmail.com

 Olá pessoal,

 Bom, eu discordo quanto a este número (20%).
 Na minha sala, 50% são mulheres. Faço Análise de Sistemas.


-- 
Joao Paulo
Make things as simple as possible but no simpler.
___
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba