Re: [Wikimedia Brasil] Relatório de atividades do Grupo de Usuários

2015-02-26 Por tôpico Raylton P. Sousa
Verdade. Mó climão. Credo!





*Q: Why is this email five
sentences or less?A: http://five.sentenc.es http://five.sentenc.es*

Em 26 de fevereiro de 2015 04:13, Oona Castro oonacas...@gmail.com
escreveu:

 Ah, e parabéns pelo esforço do relato!
 No q puder ajudar, estou por aí.

 Mas estamos ainda precisando dar uma melhorada nesse clima e ambiente,
 não?

 Sei que é difícil,  há muitos sentimentos envolvidos, mas somos capazes de
 fazer melhor q isso.

 Em 26/02/2015 04:08, Oona Castro oonacas...@gmail.com escreveu:

 
  Caros,
  Tenho tentado olhar pra frente e deixar a poeira pra trás.  Mas às vezes
 me parece ainda necessário trazer outras luzes pra história,  pois algumas
 narrativas,  de tanto que são repetidas,  vão se tornando únicas.
 
  Então vamos lá: nem tanto ao céu,  nem tão ao mar. Obviamente o
 catalisador não deixou de existir por causa do gu,  tampouco essa narrativa
 do custo/benefício simples responde por que o catalisador deixou de existir
 
  Apenas pra registro,  a resposta pública da wmf/asaf bartov dá conta de
 que um conjunto de fatores levou a isso (sendo o + importante talvez q o q
 se vislumbrou como resultado pudesse ser uma tarefa impossível de se
 realizar, nas condições de então). Pra quem não leu,
 
 
 http://pt.m.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:Esplanada/geral/Sobre_a_parceria_entre_a_A%C3%A7%C3%A3o_Educativa_e_Wikimedia_Foundation_(27ago2014)
 
  Todos os itens são importantes,  mas pra sair do jogo de culpas, vale
 ressaltar:
 
  3. While the catalyst program clearly did not achieve all its stated
 goals, it is important to take a nuanced view when assessing it as a
 failure. First of all, it was an experiment: at the time it began, nobody
 had ever tried to catalyze Wikimedia communities in such a way, and there
 was no received wisdom or best practice on the matter. Experiments do
 not always succeed.
  But anyway, the catalyst has done much for the community, and attempted
 to do even more. We have seen, yesterday, how many things will now need to
 either be undertaken by the community or not done, as we were discussing
 the transition, and we heard some community members praise the catalyst and
 point out what they will miss, with its end. The picture is not all black,
 just as it is also not a resounding success.
 
  4. To the extent that it is a failure, I would like to clearly say the
 responsibility for that lies with WMF: In the way the catalyst program was
 setup up originally, in the kind of ambition and engagement it chose, and
 what it did not do (e.g. community capacity building and organizing), and
 in transitioning to a partnership grant in 2013 as part of a broad internal
 WMF strategic change (no more direct program work; an exclusive focus on
 Engineering and Grantmaking) and not necessarily in the best interest of
 the work already begun in Brazil or of the community (and to her
 credit, Oona told us so, at the time).
  It is in this context that Açao was selected as a partner, and whereas
 Açao has turned down grants before, it took this one because it truly saw
 potential in promoting Wikimedia and a good overlap between their mission
 and ours. Indeed, I do think there was much potential benefit for the
 community to be gotten from Açao's expertise and background. Through no
 fault of Açao, it seems to me, the conditions were just not there for the
 partnership to truly succeed and reach the stated goals, and neither,
 perhaps, for the community to recognize the potential benefits of the
 partnership.
 
  6. Likewise, I think there is little to blame the catalyst team for. It
 was doing its best, in earnest, in very difficult conditions they had no
 control over (both from WMF and from the community). The team, too, was
 perhaps given an impossible task, and they have done what WMF has asked
 them to do, even when they disagreed.
 
  8. So, in summary, from WMF's perspective, we consider most of what has
 not worked with the catalyst effort, in its different forms, to be due to
 inadequate foresight and community understanding in early stages of WMF's
 planning. It also didn't help that there were many personnel changes and
 strategy changes at WMF itself. We do not think the team or Açao did a bad
 job.
 
  Em 25/02/2015 23:34, Lucas Teles telesw...@gmail.com escreveu:
 
  Acho que você quem não entendeu, pois não me referi a você nesse ponto.
 Não é obrigado a ler, nem sinalizar se leu ou não.
 
  Em 25 de fevereiro de 2015 23:31, Luiz Augusto lugu...@gmail.com
 escreveu:
 
  Parei de ler quando mais uma vez falaram que comparei com o
 catalisador (e pelo visto foi bom, porque vi mais pra frente a expressão
 nada foi feito). Se não leu ou não entendeu naquela mensagem, não será
 nessa.
 
  Em 25/02/2015 23:21, Lucas Teles telesw...@gmail.com escreveu:
 
  Existe grande diferença entre discordância e insulto. A primeira
 requer respeito. Chamar de gentalha e puxa-saco é insulto - parece
 necessário 

Re: [Wikimedia Brasil] Relatório de atividades do Grupo de Usuários

2015-02-25 Por tôpico Lucas Teles
Existe grande diferença entre discordância e insulto. A primeira requer
respeito. Chamar de gentalha e puxa-saco é insulto - parece necessário
dizer.

O report talvez sirva mais para quem disse que 'nada' foi feito. Comparar
com o catalisador não é justo pelo que o Vini já citou. O trabalho listado
foi o único voluntário entre os dois. Inclusive, dizer que os voluntários
são os que querem tirar algum proveito vindo de quem apenas fez trabalho
pago (ou de quem não fez nada) é um tiro no pé. A diferença evidente é que
os voluntários não foram pagos. Todo respeito a quem foi pago e
honestamente tentou cumprir seu papel; também não acuso estes de terem
tirado proveito. Também não concordo com a ideia de que aparecem apenas em
eventos de viagens. Alguns dos eventos foram criados pelos próprios
voluntários, ás vezes em suas próprias cidades, tirando dinheiro do próprio
bolso para locomoção, alimentação, etc e sem nem pensar em pedir reembolso.
O próprio Raylton que comentou aqui faz isso muito bem e eu como membro do
grupo procuro ajudar um pouco quando posso, algo que sei que outros fariam
se estivessem próximos.

Padula, não apenas eu discordo de você com relação a fazer parecer que o
catalisador foi esse sucesso todo. Acho que a ideia do catalisador foi boa
no início e apenas não mudaram os rumos quando viram que as coisas não iam
bem. Não foi o grupo que limou o catalisador; foi a falta de resultados
esperados para o investimento que houve. Isso foi percebido pela fundação
antes mesmo que falássemos a nossa opinião. O próprio Asav deixou bem claro
que viu pontos positivos no catalisador (eu vi também) e que respeita o
trabalho que foi feito, mas que a falta de resultado está óbvia nos números
e continuaria óbvia, mesmo que o grupo falasse bem dele.

Se tem voz no grupo, não precisa espernear, perder o controle, levar a bola
pra casa e dizer que não vai mais jogar o jogo pra ser ouvido e recorrer à
ofensa para chamar atenção... a ofensa demonstra fragilidade na comunicação
do emissor apenas. É demonstrar maturidade dizer sua opinião, sem insulto,
visando melhorar. Se tem respeito, será ouvido.

O grupo é novo e tem perdido tempo com brigas internas. Ninguém nunca disse
que o grupo é perfeito e que está isento de melhoria. Ninguém mais sabe dos
defeitos do grupo que os próprios membros. Estamos aqui pra ouvir críticas
construtivas e ser melhores, mas muitas vezes discussões infantis geram
mais quórum do que qualquer outra. Aliás, quem insulta hoje já criticou
insultos de outro no passado e já insultou atuais aliados. Perde-se o
sentido e até mesmo a raiva que às vezes é necessária e banalizada. Que
venham os insultos se é esta sua melhor forma de contribuição. Estamos
acostumados com eles desde a infância.

*Quando perceber que o adversário é superior e a partida está perdida,
seja ultrajante e ofensivo. Uma só grosseria supera qualquer argumento.*

A. Schopenhauer.

Em 25 de fevereiro de 2015 22:31, Raylton P. Sousa raylton.so...@gmail.com
escreveu:

 Luiz... Eu acho isso bom cara (sendo briga ou não) fiquei feliz de ver um
 bate papo longo novamente na lista. Só não respondi pq faltava tempo mesmo!
 E eu tenho um filtro que coloca emails muito longos em uma etiqueta meio
 abandonada. Pra ler depois (gestão de tempo).




 *Q: Why is this email five
 sentences or less?A: http://five.sentenc.es http://five.sentenc.es*

 Em 25 de fevereiro de 2015 22:22, Luiz Augusto lugu...@gmail.com
 escreveu:


 2015-02-25 22:12 GMT-03:00 Raylton P. Sousa raylton.so...@gmail.com:

 Não li a outra thread da gringa pq não tinha tempo (parecia briga e
 tinha emails longos demais). [...] Só que é difícil mesmo trabalhar
 coletivamente, não só na wiki.


 Basicamente é esse o problema. Quando questionamentos são encarados como
 briga a ponto de acabarem virando briga de verdade =/

 ___
 WikimediaBR-l mailing list
 WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
 https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l



 ___
 WikimediaBR-l mailing list
 WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
 https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l




-- 

*Lucas Teles*

*Steward at Wikimedia Foundation. Administrator *
*at Portuguese Wikipedia.*https://meta.wikimedia.org/wiki/User:Teles
Contact me:
[image: Facebook] http://www.facebook.com/telesr 
https://www.facebook.com/telesr http://www.facebook.com/telesr 
[image: Twitter] http://www.twitter.com/Lucas_Teles 
https://twitter.com/Lucas_Teles 
[image: Skype]  lucastelesr 
Mobile:  55 71 9374 2725 
I am a Wikimedia volunteer.
Wikimedia Foundation can not be held responsible for my actions.
___
WikimediaBR-l mailing list
WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l


Re: [Wikimedia Brasil] Relatório de atividades do Grupo de Usuários

2015-02-25 Por tôpico Luiz Augusto
Parei de ler quando mais uma vez falaram que comparei com o catalisador (e
pelo visto foi bom, porque vi mais pra frente a expressão nada foi
feito). Se não leu ou não entendeu naquela mensagem, não será nessa.
Em 25/02/2015 23:21, Lucas Teles telesw...@gmail.com escreveu:

 Existe grande diferença entre discordância e insulto. A primeira requer
 respeito. Chamar de gentalha e puxa-saco é insulto - parece necessário
 dizer.

 O report talvez sirva mais para quem disse que 'nada' foi feito. Comparar
 com o catalisador não é justo pelo que o Vini já citou. O trabalho listado
 foi o único voluntário entre os dois. Inclusive, dizer que os voluntários
 são os que querem tirar algum proveito vindo de quem apenas fez trabalho
 pago (ou de quem não fez nada) é um tiro no pé. A diferença evidente é que
 os voluntários não foram pagos. Todo respeito a quem foi pago e
 honestamente tentou cumprir seu papel; também não acuso estes de terem
 tirado proveito. Também não concordo com a ideia de que aparecem apenas em
 eventos de viagens. Alguns dos eventos foram criados pelos próprios
 voluntários, ás vezes em suas próprias cidades, tirando dinheiro do próprio
 bolso para locomoção, alimentação, etc e sem nem pensar em pedir reembolso.
 O próprio Raylton que comentou aqui faz isso muito bem e eu como membro do
 grupo procuro ajudar um pouco quando posso, algo que sei que outros fariam
 se estivessem próximos.

 Padula, não apenas eu discordo de você com relação a fazer parecer que o
 catalisador foi esse sucesso todo. Acho que a ideia do catalisador foi boa
 no início e apenas não mudaram os rumos quando viram que as coisas não iam
 bem. Não foi o grupo que limou o catalisador; foi a falta de resultados
 esperados para o investimento que houve. Isso foi percebido pela fundação
 antes mesmo que falássemos a nossa opinião. O próprio Asav deixou bem claro
 que viu pontos positivos no catalisador (eu vi também) e que respeita o
 trabalho que foi feito, mas que a falta de resultado está óbvia nos números
 e continuaria óbvia, mesmo que o grupo falasse bem dele.

 Se tem voz no grupo, não precisa espernear, perder o controle, levar a
 bola pra casa e dizer que não vai mais jogar o jogo pra ser ouvido e
 recorrer à ofensa para chamar atenção... a ofensa demonstra fragilidade na
 comunicação do emissor apenas. É demonstrar maturidade dizer sua opinião,
 sem insulto, visando melhorar. Se tem respeito, será ouvido.

 O grupo é novo e tem perdido tempo com brigas internas. Ninguém nunca
 disse que o grupo é perfeito e que está isento de melhoria. Ninguém mais
 sabe dos defeitos do grupo que os próprios membros. Estamos aqui pra ouvir
 críticas construtivas e ser melhores, mas muitas vezes discussões infantis
 geram mais quórum do que qualquer outra. Aliás, quem insulta hoje já
 criticou insultos de outro no passado e já insultou atuais aliados.
 Perde-se o sentido e até mesmo a raiva que às vezes é necessária e
 banalizada. Que venham os insultos se é esta sua melhor forma de
 contribuição. Estamos acostumados com eles desde a infância.

 *Quando perceber que o adversário é superior e a partida está perdida,
 seja ultrajante e ofensivo. Uma só grosseria supera qualquer argumento.*

 A. Schopenhauer.

 Em 25 de fevereiro de 2015 22:31, Raylton P. Sousa 
 raylton.so...@gmail.com escreveu:

 Luiz... Eu acho isso bom cara (sendo briga ou não) fiquei feliz de ver um
 bate papo longo novamente na lista. Só não respondi pq faltava tempo mesmo!
 E eu tenho um filtro que coloca emails muito longos em uma etiqueta meio
 abandonada. Pra ler depois (gestão de tempo).




 *Q: Why is this email five
 sentences or less?A: http://five.sentenc.es http://five.sentenc.es*

 Em 25 de fevereiro de 2015 22:22, Luiz Augusto lugu...@gmail.com
 escreveu:


 2015-02-25 22:12 GMT-03:00 Raylton P. Sousa raylton.so...@gmail.com:

 Não li a outra thread da gringa pq não tinha tempo (parecia briga e
 tinha emails longos demais). [...] Só que é difícil mesmo trabalhar
 coletivamente, não só na wiki.


 Basicamente é esse o problema. Quando questionamentos são encarados como
 briga a ponto de acabarem virando briga de verdade =/

 ___
 WikimediaBR-l mailing list
 WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
 https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l



 ___
 WikimediaBR-l mailing list
 WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
 https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l




 --

 *Lucas Teles*

 *Steward at Wikimedia Foundation. Administrator *
 *at Portuguese Wikipedia.*https://meta.wikimedia.org/wiki/User:Teles
 Contact me:
 [image: Facebook] http://www.facebook.com/telesr 
 https://www.facebook.com/telesr http://www.facebook.com/telesr 
 [image: Twitter] http://www.twitter.com/Lucas_Teles 
 https://twitter.com/Lucas_Teles 
 [image: Skype]  lucastelesr 
 Mobile:  55 71 9374 2725 
 I am a Wikimedia volunteer.
 

Re: [Wikimedia Brasil] Relatório de atividades do Grupo de Usuários

2015-02-25 Por tôpico Vinicius Siqueira
Raylton: Você tem razão. Um passo importante para o Grupo é criar um
mecanismo de integração dos diversos 'grupos' no Brasil, onde temos esse
desafio das distâncias geográficas.

Lugusto: Questionamentos são mesmo diferentes de ataques, mas se havia
questionamentos pertinentes em todas aquelas mensagens, foram expressamente
encobertos pelos ataques deliberados (os quais não vou retroalimentar). A
mim, inclusive, foram até surpreendentes, por receber palavras tão ásperas
de uma pessoa com quem sempre tive excelente relação. Duvidar das minhas
intenções e questionar a minha moral não é justo. Mas mesmo assim eu não
vou pessoalizar essa discussão, eu vou mantê-lo na mesma conta em que tinha
antes.

Padula: Comece por moderar o seu próprio discurso. Não promovi nenhum
ataque aqui, nem debochei do trabalho de outros voluntários. Não promovi
acusações infundadas, nem disseminei a discórdia.

Att,
Vinicius

2015-02-26 0:12 GMT-03:00 Lucas Teles telesw...@gmail.com:

 Concordo com parte do que diz. Certamente, o catalisador catalisou algumas
 coisas. Respeito muito os membros dele.

 Apenas acho que o peso que deu ao trabalho do catalisador fez parecer com
 que algumas críticas - que não são apenas dos brasileiros, nem só do grupo
 - não fossem merecidas. Não concordo com os extremos;  nem com quem diz que
 não serviu pra nada, nem com quem diz que foi um sucesso.

 Obrigado por esclarecer de qualquer forma.

 Em 25 de fevereiro de 2015 23:51, Rodrigo Padula rodrigopad...@gmail.com
 escreveu:

 Apenas respondendo a parte que me cabe, creio que me interpretou mal Teles.

 Eu não disse que o catalisador foi um suucesso, inclusive sempre
 achei o modelo pouco sustentável e arriscado, mesmo fazendo parte dele em
 tempo parcial(isso mesmo, boa parte do tempo que gastei aqui tb era
 voluntário como o de vocês).

 O que eu disse foi que é achei interessante notar que boa parte das
 atividades colocadas no relatório vieram de apoio e articulação do
 catalisador ou contatos repassados/apresentados pela Oona em seu papel de
 diretora do Programa Catalisador Brasileiro, ou seja, com suas limitações e
 problemas, o catalisador realmente catalisou. Talvez o custo/benefício não
 tenha valído a pena(essa é uma outra discussão), mas que o programa
 catalisou... sim, catalisou :-)

 Creio que podemos tentar ser um pouco mais cordiais uns com os outros
 daqui pra frente. Por mais que aparentemente somente 5 ou 6 discutam o tema
 aqui, há um numero grande de interessados no movimento, que acabam sendo
 repelidos pelo tom das acusações e ofensas.

 Ja recebi pelo menos uns 5 emails em privado de pessoas que entraram aqui
 a meu convite e estão ficando espantados com o tom das acusações e brigas.

 Essa lista é aberta e possui um público variado, que vai de jovens
 entusiastas a jornalistas, professores, pesquisadores, coordenadores de
 projetos e pessoas de deptos do governo que ao longo dos anos convidamos ou
 se juntaram a nós por interesse em contribuir.

 So, keep calm and keep editing!!!


 *Não existe trabalho ruim o ruim é ter que trabalhar- Seu Madruga*

  Atenciosamente

 Rodrigo Padula

 Em 25 de fevereiro de 2015 23:21, Lucas Teles telesw...@gmail.com
 escreveu:

 Existe grande diferença entre discordância e insulto. A primeira requer
 respeito. Chamar de gentalha e puxa-saco é insulto - parece necessário
 dizer.

 O report talvez sirva mais para quem disse que 'nada' foi feito.
 Comparar com o catalisador não é justo pelo que o Vini já citou. O trabalho
 listado foi o único voluntário entre os dois. Inclusive, dizer que os
 voluntários são os que querem tirar algum proveito vindo de quem apenas fez
 trabalho pago (ou de quem não fez nada) é um tiro no pé. A diferença
 evidente é que os voluntários não foram pagos. Todo respeito a quem foi
 pago e honestamente tentou cumprir seu papel; também não acuso estes de
 terem tirado proveito. Também não concordo com a ideia de que aparecem
 apenas em eventos de viagens. Alguns dos eventos foram criados pelos
 próprios voluntários, ás vezes em suas próprias cidades, tirando dinheiro
 do próprio bolso para locomoção, alimentação, etc e sem nem pensar em pedir
 reembolso. O próprio Raylton que comentou aqui faz isso muito bem e eu como
 membro do grupo procuro ajudar um pouco quando posso, algo que sei que
 outros fariam se estivessem próximos.

 Padula, não apenas eu discordo de você com relação a fazer parecer que o
 catalisador foi esse sucesso todo. Acho que a ideia do catalisador foi boa
 no início e apenas não mudaram os rumos quando viram que as coisas não iam
 bem. Não foi o grupo que limou o catalisador; foi a falta de resultados
 esperados para o investimento que houve. Isso foi percebido pela fundação
 antes mesmo que falássemos a nossa opinião. O próprio Asav deixou bem claro
 que viu pontos positivos no catalisador (eu vi também) e que respeita o
 trabalho que foi feito, mas que a falta de resultado está óbvia nos números
 e continuaria óbvia, mesmo que o grupo 

Re: [Wikimedia Brasil] Relatório de atividades do Grupo de Usuários

2015-02-25 Por tôpico Lucas Teles
Acho que você quem não entendeu, pois não me referi a você nesse ponto. Não
é obrigado a ler, nem sinalizar se leu ou não.

Em 25 de fevereiro de 2015 23:31, Luiz Augusto lugu...@gmail.com escreveu:

 Parei de ler quando mais uma vez falaram que comparei com o catalisador (e
 pelo visto foi bom, porque vi mais pra frente a expressão nada foi
 feito). Se não leu ou não entendeu naquela mensagem, não será nessa.
 Em 25/02/2015 23:21, Lucas Teles telesw...@gmail.com escreveu:

 Existe grande diferença entre discordância e insulto. A primeira requer
 respeito. Chamar de gentalha e puxa-saco é insulto - parece necessário
 dizer.

 O report talvez sirva mais para quem disse que 'nada' foi feito. Comparar
 com o catalisador não é justo pelo que o Vini já citou. O trabalho listado
 foi o único voluntário entre os dois. Inclusive, dizer que os voluntários
 são os que querem tirar algum proveito vindo de quem apenas fez trabalho
 pago (ou de quem não fez nada) é um tiro no pé. A diferença evidente é que
 os voluntários não foram pagos. Todo respeito a quem foi pago e
 honestamente tentou cumprir seu papel; também não acuso estes de terem
 tirado proveito. Também não concordo com a ideia de que aparecem apenas em
 eventos de viagens. Alguns dos eventos foram criados pelos próprios
 voluntários, ás vezes em suas próprias cidades, tirando dinheiro do próprio
 bolso para locomoção, alimentação, etc e sem nem pensar em pedir reembolso.
 O próprio Raylton que comentou aqui faz isso muito bem e eu como membro do
 grupo procuro ajudar um pouco quando posso, algo que sei que outros fariam
 se estivessem próximos.

 Padula, não apenas eu discordo de você com relação a fazer parecer que o
 catalisador foi esse sucesso todo. Acho que a ideia do catalisador foi boa
 no início e apenas não mudaram os rumos quando viram que as coisas não iam
 bem. Não foi o grupo que limou o catalisador; foi a falta de resultados
 esperados para o investimento que houve. Isso foi percebido pela fundação
 antes mesmo que falássemos a nossa opinião. O próprio Asav deixou bem claro
 que viu pontos positivos no catalisador (eu vi também) e que respeita o
 trabalho que foi feito, mas que a falta de resultado está óbvia nos números
 e continuaria óbvia, mesmo que o grupo falasse bem dele.

 Se tem voz no grupo, não precisa espernear, perder o controle, levar a
 bola pra casa e dizer que não vai mais jogar o jogo pra ser ouvido e
 recorrer à ofensa para chamar atenção... a ofensa demonstra fragilidade na
 comunicação do emissor apenas. É demonstrar maturidade dizer sua opinião,
 sem insulto, visando melhorar. Se tem respeito, será ouvido.

 O grupo é novo e tem perdido tempo com brigas internas. Ninguém nunca
 disse que o grupo é perfeito e que está isento de melhoria. Ninguém mais
 sabe dos defeitos do grupo que os próprios membros. Estamos aqui pra ouvir
 críticas construtivas e ser melhores, mas muitas vezes discussões infantis
 geram mais quórum do que qualquer outra. Aliás, quem insulta hoje já
 criticou insultos de outro no passado e já insultou atuais aliados.
 Perde-se o sentido e até mesmo a raiva que às vezes é necessária e
 banalizada. Que venham os insultos se é esta sua melhor forma de
 contribuição. Estamos acostumados com eles desde a infância.

 *Quando perceber que o adversário é superior e a partida está perdida,
 seja ultrajante e ofensivo. Uma só grosseria supera qualquer argumento.*

 A. Schopenhauer.

 Em 25 de fevereiro de 2015 22:31, Raylton P. Sousa 
 raylton.so...@gmail.com escreveu:

 Luiz... Eu acho isso bom cara (sendo briga ou não) fiquei feliz de ver
 um bate papo longo novamente na lista. Só não respondi pq faltava tempo
 mesmo! E eu tenho um filtro que coloca emails muito longos em uma etiqueta
 meio abandonada. Pra ler depois (gestão de tempo).




 *Q: Why is this email five
 sentences or less?A: http://five.sentenc.es http://five.sentenc.es*

 Em 25 de fevereiro de 2015 22:22, Luiz Augusto lugu...@gmail.com
 escreveu:


 2015-02-25 22:12 GMT-03:00 Raylton P. Sousa raylton.so...@gmail.com:

 Não li a outra thread da gringa pq não tinha tempo (parecia briga e
 tinha emails longos demais). [...] Só que é difícil mesmo trabalhar
 coletivamente, não só na wiki.


 Basicamente é esse o problema. Quando questionamentos são encarados
 como briga a ponto de acabarem virando briga de verdade =/

 ___
 WikimediaBR-l mailing list
 WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
 https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l



 ___
 WikimediaBR-l mailing list
 WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
 https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l




 --

 *Lucas Teles*

 *Steward at Wikimedia Foundation. Administrator *
 *at Portuguese Wikipedia.*https://meta.wikimedia.org/wiki/User:Teles
 Contact me:
 [image: Facebook] http://www.facebook.com/telesr 
 https://www.facebook.com/telesr 

Re: [Wikimedia Brasil] Relatório de atividades do Grupo de Usuários

2015-02-25 Por tôpico Rodrigo Padula
Apenas respondendo a parte que me cabe, creio que me interpretou mal Teles.

Eu não disse que o catalisador foi um suucesso, inclusive sempre achei
o modelo pouco sustentável e arriscado, mesmo fazendo parte dele em tempo
parcial(isso mesmo, boa parte do tempo que gastei aqui tb era voluntário
como o de vocês).

O que eu disse foi que é achei interessante notar que boa parte das
atividades colocadas no relatório vieram de apoio e articulação do
catalisador ou contatos repassados/apresentados pela Oona em seu papel de
diretora do Programa Catalisador Brasileiro, ou seja, com suas limitações e
problemas, o catalisador realmente catalisou. Talvez o custo/benefício não
tenha valído a pena(essa é uma outra discussão), mas que o programa
catalisou... sim, catalisou :-)

Creio que podemos tentar ser um pouco mais cordiais uns com os outros daqui
pra frente. Por mais que aparentemente somente 5 ou 6 discutam o tema aqui,
há um numero grande de interessados no movimento, que acabam sendo
repelidos pelo tom das acusações e ofensas.

Ja recebi pelo menos uns 5 emails em privado de pessoas que entraram aqui a
meu convite e estão ficando espantados com o tom das acusações e brigas.

Essa lista é aberta e possui um público variado, que vai de jovens
entusiastas a jornalistas, professores, pesquisadores, coordenadores de
projetos e pessoas de deptos do governo que ao longo dos anos convidamos ou
se juntaram a nós por interesse em contribuir.

So, keep calm and keep editing!!!


*Não existe trabalho ruim o ruim é ter que trabalhar- Seu Madruga*

 Atenciosamente

Rodrigo Padula

Em 25 de fevereiro de 2015 23:21, Lucas Teles telesw...@gmail.com
escreveu:

 Existe grande diferença entre discordância e insulto. A primeira requer
 respeito. Chamar de gentalha e puxa-saco é insulto - parece necessário
 dizer.

 O report talvez sirva mais para quem disse que 'nada' foi feito. Comparar
 com o catalisador não é justo pelo que o Vini já citou. O trabalho listado
 foi o único voluntário entre os dois. Inclusive, dizer que os voluntários
 são os que querem tirar algum proveito vindo de quem apenas fez trabalho
 pago (ou de quem não fez nada) é um tiro no pé. A diferença evidente é que
 os voluntários não foram pagos. Todo respeito a quem foi pago e
 honestamente tentou cumprir seu papel; também não acuso estes de terem
 tirado proveito. Também não concordo com a ideia de que aparecem apenas em
 eventos de viagens. Alguns dos eventos foram criados pelos próprios
 voluntários, ás vezes em suas próprias cidades, tirando dinheiro do próprio
 bolso para locomoção, alimentação, etc e sem nem pensar em pedir reembolso.
 O próprio Raylton que comentou aqui faz isso muito bem e eu como membro do
 grupo procuro ajudar um pouco quando posso, algo que sei que outros fariam
 se estivessem próximos.

 Padula, não apenas eu discordo de você com relação a fazer parecer que o
 catalisador foi esse sucesso todo. Acho que a ideia do catalisador foi boa
 no início e apenas não mudaram os rumos quando viram que as coisas não iam
 bem. Não foi o grupo que limou o catalisador; foi a falta de resultados
 esperados para o investimento que houve. Isso foi percebido pela fundação
 antes mesmo que falássemos a nossa opinião. O próprio Asav deixou bem claro
 que viu pontos positivos no catalisador (eu vi também) e que respeita o
 trabalho que foi feito, mas que a falta de resultado está óbvia nos números
 e continuaria óbvia, mesmo que o grupo falasse bem dele.

 Se tem voz no grupo, não precisa espernear, perder o controle, levar a
 bola pra casa e dizer que não vai mais jogar o jogo pra ser ouvido e
 recorrer à ofensa para chamar atenção... a ofensa demonstra fragilidade na
 comunicação do emissor apenas. É demonstrar maturidade dizer sua opinião,
 sem insulto, visando melhorar. Se tem respeito, será ouvido.

 O grupo é novo e tem perdido tempo com brigas internas. Ninguém nunca
 disse que o grupo é perfeito e que está isento de melhoria. Ninguém mais
 sabe dos defeitos do grupo que os próprios membros. Estamos aqui pra ouvir
 críticas construtivas e ser melhores, mas muitas vezes discussões infantis
 geram mais quórum do que qualquer outra. Aliás, quem insulta hoje já
 criticou insultos de outro no passado e já insultou atuais aliados.
 Perde-se o sentido e até mesmo a raiva que às vezes é necessária e
 banalizada. Que venham os insultos se é esta sua melhor forma de
 contribuição. Estamos acostumados com eles desde a infância.

 *Quando perceber que o adversário é superior e a partida está perdida,
 seja ultrajante e ofensivo. Uma só grosseria supera qualquer argumento.*

 A. Schopenhauer.

 Em 25 de fevereiro de 2015 22:31, Raylton P. Sousa 
 raylton.so...@gmail.com escreveu:

 Luiz... Eu acho isso bom cara (sendo briga ou não) fiquei feliz de ver um
 bate papo longo novamente na lista. Só não respondi pq faltava tempo mesmo!
 E eu tenho um filtro que coloca emails muito longos em uma etiqueta meio
 abandonada. Pra ler depois (gestão de tempo).




 

Re: [Wikimedia Brasil] Relatório de atividades do Grupo de Usuários

2015-02-25 Por tôpico Lucas Teles
Concordo com parte do que diz. Certamente, o catalisador catalisou algumas
coisas. Respeito muito os membros dele.

Apenas acho que o peso que deu ao trabalho do catalisador fez parecer com
que algumas críticas - que não são apenas dos brasileiros, nem só do grupo
- não fossem merecidas. Não concordo com os extremos;  nem com quem diz que
não serviu pra nada, nem com quem diz que foi um sucesso.

Obrigado por esclarecer de qualquer forma.

Em 25 de fevereiro de 2015 23:51, Rodrigo Padula rodrigopad...@gmail.com
escreveu:

 Apenas respondendo a parte que me cabe, creio que me interpretou mal Teles.

 Eu não disse que o catalisador foi um suucesso, inclusive sempre achei
 o modelo pouco sustentável e arriscado, mesmo fazendo parte dele em tempo
 parcial(isso mesmo, boa parte do tempo que gastei aqui tb era voluntário
 como o de vocês).

 O que eu disse foi que é achei interessante notar que boa parte das
 atividades colocadas no relatório vieram de apoio e articulação do
 catalisador ou contatos repassados/apresentados pela Oona em seu papel de
 diretora do Programa Catalisador Brasileiro, ou seja, com suas limitações e
 problemas, o catalisador realmente catalisou. Talvez o custo/benefício não
 tenha valído a pena(essa é uma outra discussão), mas que o programa
 catalisou... sim, catalisou :-)

 Creio que podemos tentar ser um pouco mais cordiais uns com os outros
 daqui pra frente. Por mais que aparentemente somente 5 ou 6 discutam o tema
 aqui, há um numero grande de interessados no movimento, que acabam sendo
 repelidos pelo tom das acusações e ofensas.

 Ja recebi pelo menos uns 5 emails em privado de pessoas que entraram aqui
 a meu convite e estão ficando espantados com o tom das acusações e brigas.

 Essa lista é aberta e possui um público variado, que vai de jovens
 entusiastas a jornalistas, professores, pesquisadores, coordenadores de
 projetos e pessoas de deptos do governo que ao longo dos anos convidamos ou
 se juntaram a nós por interesse em contribuir.

 So, keep calm and keep editing!!!


 *Não existe trabalho ruim o ruim é ter que trabalhar- Seu Madruga*

  Atenciosamente

 Rodrigo Padula

 Em 25 de fevereiro de 2015 23:21, Lucas Teles telesw...@gmail.com
 escreveu:

 Existe grande diferença entre discordância e insulto. A primeira requer
 respeito. Chamar de gentalha e puxa-saco é insulto - parece necessário
 dizer.

 O report talvez sirva mais para quem disse que 'nada' foi feito. Comparar
 com o catalisador não é justo pelo que o Vini já citou. O trabalho listado
 foi o único voluntário entre os dois. Inclusive, dizer que os voluntários
 são os que querem tirar algum proveito vindo de quem apenas fez trabalho
 pago (ou de quem não fez nada) é um tiro no pé. A diferença evidente é que
 os voluntários não foram pagos. Todo respeito a quem foi pago e
 honestamente tentou cumprir seu papel; também não acuso estes de terem
 tirado proveito. Também não concordo com a ideia de que aparecem apenas em
 eventos de viagens. Alguns dos eventos foram criados pelos próprios
 voluntários, ás vezes em suas próprias cidades, tirando dinheiro do próprio
 bolso para locomoção, alimentação, etc e sem nem pensar em pedir reembolso.
 O próprio Raylton que comentou aqui faz isso muito bem e eu como membro do
 grupo procuro ajudar um pouco quando posso, algo que sei que outros fariam
 se estivessem próximos.

 Padula, não apenas eu discordo de você com relação a fazer parecer que o
 catalisador foi esse sucesso todo. Acho que a ideia do catalisador foi boa
 no início e apenas não mudaram os rumos quando viram que as coisas não iam
 bem. Não foi o grupo que limou o catalisador; foi a falta de resultados
 esperados para o investimento que houve. Isso foi percebido pela fundação
 antes mesmo que falássemos a nossa opinião. O próprio Asav deixou bem claro
 que viu pontos positivos no catalisador (eu vi também) e que respeita o
 trabalho que foi feito, mas que a falta de resultado está óbvia nos números
 e continuaria óbvia, mesmo que o grupo falasse bem dele.

 Se tem voz no grupo, não precisa espernear, perder o controle, levar a
 bola pra casa e dizer que não vai mais jogar o jogo pra ser ouvido e
 recorrer à ofensa para chamar atenção... a ofensa demonstra fragilidade na
 comunicação do emissor apenas. É demonstrar maturidade dizer sua opinião,
 sem insulto, visando melhorar. Se tem respeito, será ouvido.

 O grupo é novo e tem perdido tempo com brigas internas. Ninguém nunca
 disse que o grupo é perfeito e que está isento de melhoria. Ninguém mais
 sabe dos defeitos do grupo que os próprios membros. Estamos aqui pra ouvir
 críticas construtivas e ser melhores, mas muitas vezes discussões infantis
 geram mais quórum do que qualquer outra. Aliás, quem insulta hoje já
 criticou insultos de outro no passado e já insultou atuais aliados.
 Perde-se o sentido e até mesmo a raiva que às vezes é necessária e
 banalizada. Que venham os insultos se é esta sua melhor forma de
 contribuição. Estamos acostumados com 

Re: [Wikimedia Brasil] Relatório de atividades do Grupo de Usuários

2015-02-25 Por tôpico Rodrigo Padula
http://migre.me/oLW0y

Em 25 de fevereiro de 2015 21:19, Vinicius Siqueira
vinicius.sme...@gmail.com escreveu:
 O Grupo de Usuários da Comunidade Wikimedia no Brasil acaba de publicar seu
 relatório descritivo de atividades realizadas desde janeiro de 2014.

 Este relatório resume as atividades desenvolvidas como parte do esforço pela
 consolidação do Grupo no Brasil e pelo fortalecimento dos projetos Wikimedia
 no país.

 Link:
 https://meta.wikimedia.org/wiki/Wikimedia_Community_User_Group_Brasil/Report/2014/pt

 Att,
 Vinicius Siqueira

 ___
 WikimediaBR-l mailing list
 WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
 https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l


___
WikimediaBR-l mailing list
WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l


Re: [Wikimedia Brasil] Relatório de atividades do Grupo de Usuários

2015-02-25 Por tôpico Raylton P. Sousa
Não li a outra thread da gringa pq não tinha tempo (parecia briga e tinha
emails longos demais).

As ações parecem (salvo exceções) ser mais de pequenos grupos dentro do
grupo comunitário de usuários.

Não estou dizendo que isso é bom ou ruim. Só que é difícil mesmo trabalhar
coletivamente, não só na wiki.

Mas estou feliz pelo relatório otimista.

Carinho a todos!






*Q: Why is this email five
sentences or less?A: http://five.sentenc.es http://five.sentenc.es*

Em 25 de fevereiro de 2015 22:01, Rodrigo Padula rodrigopad...@gmail.com
escreveu:

 http://migre.me/oLW0y

 Em 25 de fevereiro de 2015 21:19, Vinicius Siqueira
 vinicius.sme...@gmail.com escreveu:
  O Grupo de Usuários da Comunidade Wikimedia no Brasil acaba de publicar
 seu
  relatório descritivo de atividades realizadas desde janeiro de 2014.
 
  Este relatório resume as atividades desenvolvidas como parte do esforço
 pela
  consolidação do Grupo no Brasil e pelo fortalecimento dos projetos
 Wikimedia
  no país.
 
  Link:
 
 https://meta.wikimedia.org/wiki/Wikimedia_Community_User_Group_Brasil/Report/2014/pt
 
  Att,
  Vinicius Siqueira
 
  ___
  WikimediaBR-l mailing list
  WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
  https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
 

 ___
 WikimediaBR-l mailing list
 WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
 https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l

___
WikimediaBR-l mailing list
WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l


Re: [Wikimedia Brasil] Relatório de atividades do Grupo de Usuários

2015-02-25 Por tôpico Raylton P. Sousa
Luiz... Eu acho isso bom cara (sendo briga ou não) fiquei feliz de ver um
bate papo longo novamente na lista. Só não respondi pq faltava tempo mesmo!
E eu tenho um filtro que coloca emails muito longos em uma etiqueta meio
abandonada. Pra ler depois (gestão de tempo).




*Q: Why is this email five
sentences or less?A: http://five.sentenc.es http://five.sentenc.es*

Em 25 de fevereiro de 2015 22:22, Luiz Augusto lugu...@gmail.com escreveu:


 2015-02-25 22:12 GMT-03:00 Raylton P. Sousa raylton.so...@gmail.com:

 Não li a outra thread da gringa pq não tinha tempo (parecia briga e tinha
 emails longos demais). [...] Só que é difícil mesmo trabalhar
 coletivamente, não só na wiki.


 Basicamente é esse o problema. Quando questionamentos são encarados como
 briga a ponto de acabarem virando briga de verdade =/

 ___
 WikimediaBR-l mailing list
 WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
 https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l


___
WikimediaBR-l mailing list
WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l


Re: [Wikimedia Brasil] Relatório de atividades do Grupo de Usuários

2015-02-25 Por tôpico Luiz Augusto
2015-02-25 22:12 GMT-03:00 Raylton P. Sousa raylton.so...@gmail.com:

 Não li a outra thread da gringa pq não tinha tempo (parecia briga e tinha
 emails longos demais). [...] Só que é difícil mesmo trabalhar
 coletivamente, não só na wiki.


Basicamente é esse o problema. Quando questionamentos são encarados como
briga a ponto de acabarem virando briga de verdade =/
___
WikimediaBR-l mailing list
WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l


Re: [Wikimedia Brasil] Relatório de atividades do Grupo de Usuários

2015-02-25 Por tôpico Oona Castro
Caros,
Tenho tentado olhar pra frente e deixar a poeira pra trás.  Mas às vezes me
parece ainda necessário trazer outras luzes pra história,  pois algumas
narrativas,  de tanto que são repetidas,  vão se tornando únicas.

Então vamos lá: nem tanto ao céu,  nem tão ao mar. Obviamente o catalisador
não deixou de existir por causa do gu,  tampouco essa narrativa do
custo/benefício simples responde por que o catalisador deixou de existir

Apenas pra registro,  a resposta pública da wmf/asaf bartov dá conta de que
um conjunto de fatores levou a isso (sendo o + importante talvez q o q se
vislumbrou como resultado pudesse ser uma tarefa impossível de se realizar,
nas condições de então). Pra quem não leu,

http://pt.m.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:Esplanada/geral/Sobre_a_parceria_entre_a_A%C3%A7%C3%A3o_Educativa_e_Wikimedia_Foundation_(27ago2014)

Todos os itens são importantes,  mas pra sair do jogo de culpas, vale
ressaltar:

3. While the catalyst program clearly did not achieve all its stated goals,
it is important to take a nuanced view when assessing it as a failure.
First of all, it was an experiment: at the time it began, nobody had ever
tried to catalyze Wikimedia communities in such a way, and there was no
received wisdom or best practice on the matter. Experiments do not
always succeed.
But anyway, the catalyst has done much for the community, and attempted to
do even more. We have seen, yesterday, how many things will now need to
either be undertaken by the community or not done, as we were discussing
the transition, and we heard some community members praise the catalyst and
point out what they will miss, with its end. The picture is not all black,
just as it is also not a resounding success.

4. To the extent that it is a failure, I would like to clearly say the
responsibility for that lies with WMF: In the way the catalyst program was
setup up originally, in the kind of ambition and engagement it chose, and
what it did not do (e.g. community capacity building and organizing), and
in transitioning to a partnership grant in 2013 as part of a broad internal
WMF strategic change (no more direct program work; an exclusive focus on
Engineering and Grantmaking) and not necessarily in the best interest of
the work already begun in Brazil or of the community (and to her
credit, Oona told us so, at the time).
It is in this context that Açao was selected as a partner, and whereas Açao
has turned down grants before, it took this one because it truly saw
potential in promoting Wikimedia and a good overlap between their mission
and ours. Indeed, I do think there was much potential benefit for the
community to be gotten from Açao's expertise and background. Through no
fault of Açao, it seems to me, the conditions were just not there for the
partnership to truly succeed and reach the stated goals, and neither,
perhaps, for the community to recognize the potential benefits of the
partnership.

6. Likewise, I think there is little to blame the catalyst team for. It was
doing its best, in earnest, in very difficult conditions they had no
control over (both from WMF and from the community). The team, too, was
perhaps given an impossible task, and they have done what WMF has asked
them to do, even when they disagreed.

8. So, in summary, from WMF's perspective, we consider most of what has not
worked with the catalyst effort, in its different forms, to be due to
inadequate foresight and community understanding in early stages of WMF's
planning. It also didn't help that there were many personnel changes and
strategy changes at WMF itself. We do not think the team or Açao did a bad
job.
Em 25/02/2015 23:34, Lucas Teles telesw...@gmail.com escreveu:

 Acho que você quem não entendeu, pois não me referi a você nesse ponto.
 Não é obrigado a ler, nem sinalizar se leu ou não.

 Em 25 de fevereiro de 2015 23:31, Luiz Augusto lugu...@gmail.com
 escreveu:

 Parei de ler quando mais uma vez falaram que comparei com o catalisador
 (e pelo visto foi bom, porque vi mais pra frente a expressão nada foi
 feito). Se não leu ou não entendeu naquela mensagem, não será nessa.
 Em 25/02/2015 23:21, Lucas Teles telesw...@gmail.com escreveu:

 Existe grande diferença entre discordância e insulto. A primeira requer
 respeito. Chamar de gentalha e puxa-saco é insulto - parece necessário
 dizer.

 O report talvez sirva mais para quem disse que 'nada' foi feito.
 Comparar com o catalisador não é justo pelo que o Vini já citou. O trabalho
 listado foi o único voluntário entre os dois. Inclusive, dizer que os
 voluntários são os que querem tirar algum proveito vindo de quem apenas fez
 trabalho pago (ou de quem não fez nada) é um tiro no pé. A diferença
 evidente é que os voluntários não foram pagos. Todo respeito a quem foi
 pago e honestamente tentou cumprir seu papel; também não acuso estes de
 terem tirado proveito. Também não concordo com a ideia de que aparecem
 apenas em eventos de viagens. Alguns dos eventos foram criados pelos
 

Re: [Wikimedia Brasil] Relatório de atividades do Grupo de Usuários

2015-02-25 Por tôpico Oona Castro
Ah, e parabéns pelo esforço do relato!
No q puder ajudar, estou por aí.

Mas estamos ainda precisando dar uma melhorada nesse clima e ambiente,  não?

Sei que é difícil,  há muitos sentimentos envolvidos, mas somos capazes de
fazer melhor q isso.

Em 26/02/2015 04:08, Oona Castro oonacas...@gmail.com escreveu:

 Caros,
 Tenho tentado olhar pra frente e deixar a poeira pra trás.  Mas às vezes
me parece ainda necessário trazer outras luzes pra história,  pois algumas
narrativas,  de tanto que são repetidas,  vão se tornando únicas.

 Então vamos lá: nem tanto ao céu,  nem tão ao mar. Obviamente o
catalisador não deixou de existir por causa do gu,  tampouco essa narrativa
do custo/benefício simples responde por que o catalisador deixou de existir

 Apenas pra registro,  a resposta pública da wmf/asaf bartov dá conta de
que um conjunto de fatores levou a isso (sendo o + importante talvez q o q
se vislumbrou como resultado pudesse ser uma tarefa impossível de se
realizar, nas condições de então). Pra quem não leu,


http://pt.m.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:Esplanada/geral/Sobre_a_parceria_entre_a_A%C3%A7%C3%A3o_Educativa_e_Wikimedia_Foundation_(27ago2014)

 Todos os itens são importantes,  mas pra sair do jogo de culpas, vale
ressaltar:

 3. While the catalyst program clearly did not achieve all its stated
goals, it is important to take a nuanced view when assessing it as a
failure. First of all, it was an experiment: at the time it began, nobody
had ever tried to catalyze Wikimedia communities in such a way, and there
was no received wisdom or best practice on the matter. Experiments do
not always succeed.
 But anyway, the catalyst has done much for the community, and attempted
to do even more. We have seen, yesterday, how many things will now need to
either be undertaken by the community or not done, as we were discussing
the transition, and we heard some community members praise the catalyst and
point out what they will miss, with its end. The picture is not all black,
just as it is also not a resounding success.

 4. To the extent that it is a failure, I would like to clearly say the
responsibility for that lies with WMF: In the way the catalyst program was
setup up originally, in the kind of ambition and engagement it chose, and
what it did not do (e.g. community capacity building and organizing), and
in transitioning to a partnership grant in 2013 as part of a broad internal
WMF strategic change (no more direct program work; an exclusive focus on
Engineering and Grantmaking) and not necessarily in the best interest of
the work already begun in Brazil or of the community (and to her
credit, Oona told us so, at the time).
 It is in this context that Açao was selected as a partner, and whereas
Açao has turned down grants before, it took this one because it truly saw
potential in promoting Wikimedia and a good overlap between their mission
and ours. Indeed, I do think there was much potential benefit for the
community to be gotten from Açao's expertise and background. Through no
fault of Açao, it seems to me, the conditions were just not there for the
partnership to truly succeed and reach the stated goals, and neither,
perhaps, for the community to recognize the potential benefits of the
partnership.

 6. Likewise, I think there is little to blame the catalyst team for. It
was doing its best, in earnest, in very difficult conditions they had no
control over (both from WMF and from the community). The team, too, was
perhaps given an impossible task, and they have done what WMF has asked
them to do, even when they disagreed.

 8. So, in summary, from WMF's perspective, we consider most of what has
not worked with the catalyst effort, in its different forms, to be due to
inadequate foresight and community understanding in early stages of WMF's
planning. It also didn't help that there were many personnel changes and
strategy changes at WMF itself. We do not think the team or Açao did a bad
job.

 Em 25/02/2015 23:34, Lucas Teles telesw...@gmail.com escreveu:

 Acho que você quem não entendeu, pois não me referi a você nesse ponto.
Não é obrigado a ler, nem sinalizar se leu ou não.

 Em 25 de fevereiro de 2015 23:31, Luiz Augusto lugu...@gmail.com
escreveu:

 Parei de ler quando mais uma vez falaram que comparei com o catalisador
(e pelo visto foi bom, porque vi mais pra frente a expressão nada foi
feito). Se não leu ou não entendeu naquela mensagem, não será nessa.

 Em 25/02/2015 23:21, Lucas Teles telesw...@gmail.com escreveu:

 Existe grande diferença entre discordância e insulto. A primeira
requer respeito. Chamar de gentalha e puxa-saco é insulto - parece
necessário dizer.

 O report talvez sirva mais para quem disse que 'nada' foi feito.
Comparar com o catalisador não é justo pelo que o Vini já citou. O trabalho
listado foi o único voluntário entre os dois. Inclusive, dizer que os
voluntários são os que querem tirar algum proveito vindo de quem apenas fez
trabalho pago (ou de quem não fez nada) é um