Me parece menos complicado que eu estava imaginando, Castelo.

Obrigado pela detalha explicação. O evento pareceu bem legal e podemos
tentar melhorá-lo.

Por mim de boa. : )

Em 25 de novembro de 2011 23:25, Castelo
<michelcastelobra...@gmail.com> escreveu:
>
> On 25-11-2011 22:32, Everton Zanella Alvarenga wrote:
>> O que, então é um evento de 20 pessoas, no máximo 30? Ou temos
>> pretensões de fazer algo maior? Talvez um máximo de 50? Se for um
>> evento com esse número de pessoas me parece mais razoável. Da forma
>> como eu estava vendo parecia um mega evento. E começar pequeno para
>> nossa pouca experiência me parece sensato. Alguém poderia relatar um
>> pouquinho como foram as atividades do evento anterior? Apenas
>> apresentações? Quantos dias foram?
> Sim, é um evento pequeno, sem nenhuma extravagância. Uma reunião de
> trabalho.
>
> A primeira edição foi assim:
>
> Todos ficamos em um mesmo hotel simples, equivalente a 2 ou 3 estrelas,
> bem localizado e do qual íamos à pé para o evento, em uma sala do
> departamento de pós-graduação da Universidad de la Plata. O depto não
> fica no campus, é um pequeno sobrado ao lado de outros, não relacionados
> à universidade. Usamos uma sala não muito grande (nada de auditório),
> como uma sala de aula comum. As mesas foram dispostas em U, o que
> favorece o diálogo demais. No centro do U, foram colocados filtros de
> linha (extensões, réguas, como prefiram) para ligar os computadores.
> Cada um trouxe um notebook, netbook ou tablet. O lugar tinha uma rede
> wifi estável e que serviu muito bem. Tínhamos um projetor, e na
> extremidade aberta do U, ficava quem estava apresentando alguma coisa,
> em pé. Tínhamos um programa, com várias apresentações, e alguns momentos
> sem apresentação, destinados a debates do grupo.
>
> A sala tinha uma ante-sala, na qual ficavam outros voluntários
> argentinos, além dos dois delegados de lá. Isso é importante, na minha
> opinião. Éramos dois de cada país, se o país-sede tivesse 20 pessoas na
> mesa, poderia acontecer de as discussões concentrarem-se em temas de
> relevância para os argentinos. Mas com esse espaço para os demais
> voluntários, eles não interferiam nas discussões, ouviam tudo e
> comentavam em determinados momentos abertos para isso, garantindo a
> representatividade dos convidados. Também sua entrada e saída na sala
> era livre, sem interromper as discussões em andamento.
>
> Nesta foto, acho que dá para entender melhor:
> http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Pano_Iberocoop_03.jpg
>
> Vejam que não é nada demais, em termos de estrutura. Mas foi o evento
> mais rico que participei relacionado à WMF. Em nenhuma das duas
> Wikimanias que fui, achei algo do tipo, quase que só tinham palestras,
> de produtividade quase zero.
>
> Além do evento, almoçamos e jantamos juntos em locais simples, como
> pizzarias ou restaurantes comuns. Na noite anterior ao evento, houve um
> jantar mais incrementado, em uma churrascaria. E no almoço de
> encerramento, fomos a uma pizzaria mais sofisticada. Todas as noites,
> fazíamos algum programa cultural, com os argentinos nos guiando por
> ônibus ou à pé. Nada demais: uma apresentação de tango na rua, um
> passeio no shopping, um passeio no rio da Prata, visitas a alguns
> monumentos (o Obelisco, uma escultura de livros, etc).
>
> Jantar de recepção na quinta, evento na sexta e no sábado durante dia
> inteiro (e foi bem puxado!), e também no domingo pela manhã e, após o
> almoço, viagem de volta.
>
> Vejam que é tudo muito simples. O mais caro é passagem e hospedagem. E
> algo que pode complicar é o transporte de ~20 forasteiros entre
> aeroporto, hotel e local do evento. Resolvidas essas 3 coisas, o resto é
> lucro. Para o programa, seria importante contar com algumas
> apresentações de nossas atividades, para completar os debates. Juliana,
> poderia falar sobre o programa de educação? Os embaixadores de campus ou
> online também? Voluntários das demais atividades, estão disponíveis?
> Podemos também incrementar um pouquinho a parte cultural e turística,
> soltem a imaginação. Mas essa parte não é essencial, talvez nem precise
> de uma viagem para o litoral.
>
> É mais ou menos isso. Acho que é uma boa oportunidade de divulgação, e
> de ensaiarmos a organização de eventos.
>
> Vamos construir a resposta?
>
> CB
>
>
> _______________________________________________
> WikimediaBR-l mailing list
> WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
> https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
>

_______________________________________________
WikimediaBR-l mailing list
WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l

Responder a