Pois é... é exatamente por causa da Positivo que o GP existe - prazos e
tudo. Eles vão pegar esse conteúdo livre e embutir como diferencial no
preço cobrado por aparelho, mesmo que não consigamos distinguir o valor no
preço final. A Positivo pretende lucrar com a Wikipédia Offline, caso
contrário nem entrariam na jogada.

Endosso totalmente a preocupação com o tópico 1 levantado pelo Alexandre (e
conheço também as suspeitas em relação ao 2...).

Juliana.



2011/12/26 Alexandre Hannud Abdo <a...@member.fsf.org>

> Ni!
>
> Galera, eu estive afastado da história do GP porque acho essa coisa de
> Wikipédia Offline sem sal pro meu paladar, mas veio à minha atenção um
> fato preocupante.
>
> Hoje o blog do estadão publicou uma matéria sobre o GP:
>
>
> http://blogs.estadao.com.br/link/positivo-quer-wikipedia-offline-em-computadores/
>
> Como podem ver, a "notícia" que se desprendeu foi ligada à marca
> Positivo, no título até mais do que ao Movimento Wikimedia.
>
> Isso decorre diretamente do nosso post no blog da Wikimedia, que eu
> tomei conhecimento a partir disso, onde o mesmo destaque é dado à marca
> Positivo.
>
> No primeiro parágrafo do post a nótícia não é o GP, mas a Positivo:
>
>
> http://blog.wikimedia.org/2011/12/21/grand-prix-wikimedia-brazil-racing-towards-a-better-wikipedia/
>
> Precisamos saber focar nossa divulgação no que é importante e essencial.
>
> E não nos deixar distrair por factóides como o dessa marca.
>
> Vejam, a Positivo manifestou interesse informal em embarcar a wikipédia
> offline em alguma linha de computadores no futuro. Ela não deu nenhuma
> garantia e nenhum suporte, apoio ou incentivo ao GP.
>
> Essa mesma manifestação poderia ser obtida de qualquer empresa com a
> qual nos déssemos ao trabalho de ir dar um alô na porta - que foi mesmo
> o que aconteceu nesse caso.
>
> Não há motivo nenhum para fazermos propaganda desse jeito.
>
> Vale mencionar a intenção deles, como uma mão estendida em boa fé?
>
> Vale, mas não formando nossa própria notícia para que ela diga respeito
> primariamente à propaganda daquela marca!
>
> Para piorar, estamos falando dum grupo empresarial que:
>
> 1) é um dos maiores vendedores de sistemas de ensino fechados, com todos
> os direitos reservados, para escolas da rede pública brasileira,
> portanto em conflito direto de interesse com o movimento de Recursos
> Educacionais Abertos, dos quais somos parte.
>
> 2) suspeita-se (ok, sabe-se, só não se formaram "provas documentais")
> que esse grupo participou de lobbismo no governo e táticas comerciais
> abusivas para matar o projeto One Laptop Per Child (OLPC) no Brasil,
> projeto com o qual o Movimento Wikimedia tem uma relação histórica e
> profunda.
>
> Assim, vamos ficar MAIS ESPERTOS quando colocamos o nome de uma empresa
> numa divulgação nossa.
>
> Vamos fazer divulgação nossa, e não da empresa, por favor! =D
>
> Abraço,
> l
> e   Ni!
>
> _______________________________________________
> WikimediaBR-l mailing list
> WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
> https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
>
_______________________________________________
WikimediaBR-l mailing list
WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l

Responder a