Tom,

acho que todas essas questões são mensuráveis e daria um bom estudo.
Posso ajudar com os códigos... mas precisariamos pensar melhor na hipótese.
Será que Abdo topa ajudar?

abs,
Pedro Markun
ps: Na contramão, fiquei aqui pensando que com isso da pra descobrir quanto
tempo/pessoas é preciso para colocar um artigo na wikipedia. i.e. qual a
energia necessária pra ultrapassar a barreira delecionista?

2012/4/10 Everton Zanella Alvarenga <ezalvare...@wikimedia.org>

> Bravo!
>
> Em 9 de abril de 2012 23:33, Vinicius Siqueira <vini_...@hotmail.com>
> escreveu:
> > Eu nem pretendia comentar, mas como hoje me deparei com uma discussão de
> um
> > assunto semelhante na Wikipédia, com um enfoque comparável àquele
> levantado
> > por essa discussão na lista, resolvi me manifestar, assim como fiz por
> lá.
> >
> > Na Wikipédia lusófona (digo porque não conheço a situação das outras) o
> > panorama do projeto colaborativo tem se invertido. Hoje (e já há bastante
> > tempo), ao invés de os usuários colaborarem com o acervo da Wikipédia,
> são
> > os editores mais assíduos que colaboram (ou não) com essas pessoas. Se o
> > artigo que você criou não for eliminado sob um daqueles critérios
> > interessantemente arbitrários e não verificáveis (como se preconiza seja
> o
> > conteúdo), é você que tem de estar agradecido por isso não ter ocorrido.
> Na
> > verdade, a filosofia da construção colaborativa do conhecimento ficou
> > totalmente esquecida nessa história. O que há é uma construção e uma
> > patrulha organizada, capaz de definir o que serve e o que não serve,
> > viabilizando tanto a construção quanto à destruição, ao seu prazer. Eu me
> > pergunto como esses critérios são definidos. Ora, se grandes estudiosos
> têm
> > dificuldades de definir o que não é importante em sua ciência, quem somos
> > nós para querer deliberar sobre todas as ciências que compõem "a soma do
> > conhecimento humano"?
> >
> > Tenho dificuldades em reconhecer comentários como "começou a editar pelo
> > lugar errado". Não consigo conceber a ideia de que exista um caminho das
> > pedras para editar a Wikipédia e ser bem-sucedido. É um projeto
> voluntário e
> > o indivíduo é livre para começar por onde quiser e parar onde julgar
> > adequado. Afinal, eu desconheço completamente quais são as intenções
> daquela
> > pessoa ao buscar editar a Wikipédia. Se hoje temos um grupo interessado
> em
> > melhorar os artigos de determinados departamentos da USP, maravilha! Não
> > importa se o artigo da USP ou da Engenharia Naval não prestam... Não é
> razão
> > para desmerecer o trabalho deles, naquela altura. Pode ser que demore
> anos
> > para outras pessoas pensarem em elevar a qualidade de tais artigos.
> Então é
> > melhor garantir agora. Todos devem ter boas experiências na Wikipédia,
> mesmo
> > que criem um artigo realmente passível de eliminação, como um currículo,
> por
> > exemplo. E para isso é preciso estar aberto à conversa, o que não tem
> sido
> > corrente atualmente.
> >
> > Existe um excesso de zelo pela Wikipédia. O que eu, particularmente, acho
> > lindo. São pessoas devotadas ao projeto, de verdade. Investem um tempo
> > fenomenal nos assuntos da Wikipédia, tempo esse que poderia ser desviado
> > para atividades muito mais prazerosas e/ou lucrativas. Ocorre, porém, que
> > muitos de nós esquecemos, no afã de servir, da base sobre a qual o
> projeto
> > se sustenta, que é, justamente, o colaboracionismo. Não existe aquela
> > cooperação na Wikipédia prevista quando de sua concepção. Há um jogo de
> > vaidades, egos distorcidos, ânimos permanentemente exaltados,
> intolerância
> > deliberada... Ah! Mas não são os 50% do total de editores. Não mesmo...
> São
> > uns poucos 2% que berram como se fossem 90. Talvez seja a hora de
> iniciar um
> > movimento de contra-corrente, para mostrar que é possível ser produtivo
> sem
> > ser arrogante, sem ignorar a discussão, trabalhando em conjunto etc.
> >
> > Eu não falo isso do alto de minha sabedoria e experiência, porque elas
> não
> > existem. Essas conclusões são decorrentes de uma análise que eu tenho
> feito
> > desde que me afastei um pouco da edição contínua e maciça no projeto, a
> qual
> > eu praticava antes. Realmente é difícil lidar com a enormidade de
> > vandalismos que nós recebemos todos os dias. Os números são
> verdadeiramente
> > altos, o que pode ter gerado essa atitude defensiva dos editores mais
> > vigilitantes. Mas, eu me pergunto, se, na verdade, essa atitude não teria
> > sido a real motivadora para o número aberrante de vandalismos que
> recebemos?
> > Não teríamos caído no descrédito do povo, que vê a Wikipédia como um
> > joguete? Se conseguíssemos passar seriedade e comprometimento para
> aquelas
> > pessoas que se utilizam do nosso acervo, certamente elas seriam mais
> > conscientes da importância de mantê-lo em ordem.
> >
> > Vinicius
> >
> > _______________________________________________
> > WikimediaBR-l mailing list
> > WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
> > https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
> >
>
> _______________________________________________
> WikimediaBR-l mailing list
> WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
> https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
>
_______________________________________________
WikimediaBR-l mailing list
WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l

Responder a