A Wikipédia está crescendo em acesso no Brasil e já é o 12º site, segundo o
Alexa, e usando seu próprio raciocínio, não é à toa que está crescendo e
não é à toa que é o único site sem fins lucrativos entre os 20 mais
acessados. Eu realmente não vejo problema com um monte de digimons, desde
que tenham qualidade. Não tenho competência para julgar o que é necessário
ou não, e o próprio conceito de necessidade é subjetivo. Para mim, carro,
telefone celular e televisão não são necessários, mas tem gente que não
vive sem eles. Se uma galera se mobilizou para destacar tantos artigos
deste tema, isso mostra que o tema é extremamente importante para eles, e
deve ser importante para outros também, então o mínimo que podemos fazer é
incluir estes artigos. E se não for interessante, basta ao usuário não ler.
Ninguém será obrigado a ler todos os artigos da versão offline, não vai
cair na prova, e não vai ser cobrado pelo chefe. Já tive várias
enciclopédias de papel ou CD, e todas elas tinham páginas de coisas que não
me interessavam, mas que deviam interessar a outras pessoas. Isso nunca foi
problema, era só passar a página e ir para algo mais legal.

Concordo com você em incluir a lista no programa educacional, um dos
subconjuntos inclusive é de artigos relacionados ao conteúdo escolar do
Ensino Médio. Essa é uma sugestão prática e perfeitamente viável. Também
concordo com a ideia do Névio, só não sei como faria para selecionar o
conteúdo geral (não-educacional). Já o conjunto educacional, acho que dá
para implantar facilmente. Planos de trabalho, mutirões de avaliação são
boas ideias, mas acho que podemos discuti-las quando houver algo mais
concreto. Você acha fácil, eu acho difícil, então be bold, monte os grupos
e me faça quebrar a cara. Aliás, pelo regulamento que fizemos, a avaliação
manual prevalece sobre a avaliação automática. Ou seja, nem precisaria
alterar nada, é só colocar a mão na massa. Sobre o grant, pergunte ao
Mateus.

Mas posso perguntar o motivo da ansiedade em resolver isso tudo agora?
Parece-me que há coisas mais urgentes, com data acertada inclusive.

CB

Em 1 de julho de 2012 10:45, Rodrigo Tetsuo Argenton <
rodrigo.argen...@gmail.com> escreveu:

> Então a seu ver se eu fizer 3 mil artigos de pokemon e digimon de
> qualidade 5 ou 6, tudo bem a gente faz isso?
>
> A meu ver tem que selecionar 5 mil necessários, se eles tem qualidade ou
> não, ai é um problema nosso e da Wikimedia Portugal. Em verdade, se nem
> temos 5 mil artigos de qualidade, e dentro da temática que buscamos, como
> poderíamos avançar com programas de divulgação da Wikipedia, ou incentivo a
> seu uso, ou angariar novos voluntários? Não é a toa que a Wikipedia é o 17°
> site no país em comparação a ser o 6° no mundo, atrás basicamente dos
> buscadores, que no Brasil há só dois... ela não tem conteúdo de qualidade
> para oferecer. Selecionar 5 mil só por que têm qualidade técnica não é
> razão.
>
> Acho que temos que selecionar 5 mil e fazer vários trabalhos para que eles
> sejam exemplos. Criar um plano de trabalho com a Wikimedia PT e com a
> WP-pt, para que daqui 6 meses/1 ano, eles, 5 mil, estejam em qualidade 5 ou
> 6, para daí pensar em uma Wikipedia lusófona. E desses 5 mil, uns 1 mil
> dedicado ao Brasil ou 1 mil dedicado a Portugal, ou seja, 4 mil comuns aos
> dois, e 1 mil para o país em questão. Uma coisa que o Névio levanta e eu
> acho salutar, é perguntar para fora, e isso a WMPt e a WMBr seriam
> responsáveis, não sei como, nem quanto demoraria ou custaria, mas podemos
> pensar, certo?
>
> Alias eu só inclui eles, mas esse é um trabalho que a WMF tem que ter
> muito interesse, pois o foco deles é claramente a Wikipedia, então acho que
> poderíamos incluir ai também a WMF, e propor também para que o Programa
> Educacional (esqueci de novo o nome) deles foquem em parte desses 5 mil.
> Alias, eles quem trouxeram essa ideia, e têm os contatos. Nada mais justo
> chamá-los para o bolo.
>
> E eu entendo Castelo, não foi sustentável, mas também não foi ouvido
> muitos, e tudo bem na época havia uma necessidade de fazer as coisas com
> velocidade, agora não é o caso. Podemos pensar em mutirões de avaliação,
> não penso em uma equipe fixa, mas várias atividades de avaliação. Acho até
> legal convidar aquelas pessoas que são anti-wikipedia, para sentarem o ca
> nos artigos e depois de arrumado teria um trabalho de divulgar que os erros
> que eles levantaram, ou eles estavam errados, ou foram corrigidos...
>
> Normalmente eu não acho necessário programar algo, ainda mais com
> voluntários que o comprometimento é baixo, sim isso é verdade, mas não
> custa tentar. E essa é uma das reclamações que eu mais ouço, de que nós não
> somos organizados, eu não acho isso, eu acho que nosso caos é bem
> organizado, mas como vamos trabalhar com outros grupos, que não trabalham
> nessa lógica, vamos facilitar o convívio. Beleza?
>
>
> A propósito, como ficou o grant? (sem surtar CB)
>
>
> ----
>
> E alias, não teríamos problemas de thread se essa discussão estivesse aqui:
>
> http://br.wikimedia.org/wiki/Discuss%C3%A3o:Wikip%C3%A9dia_Offline
>
>
>
> --
> Rodrigo Tetsuo Argenton
> rodrigo.argen...@gmail.com
> +55 11 7971-8884
>
> _______________________________________________
> WikimediaBR-l mailing list
> WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
> https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
>
>
_______________________________________________
WikimediaBR-l mailing list
WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l

Responder a