Ei, pessoal

Sou Laura, participei das primeiras discussões sobre a estruturação de um
capítulo da wikimedia no Brasil há muitos anos atrás. Acho que talvez só
Rodrigo se lembre de mim. Atualmente, trabalho na ARTIGO 19, uma
organização internacional dedicada à defesa da liberdade de expressão.

Por aqui,  ficamos muito alarmados com as notícias sobre o requerimento do
Gilmar Mendes. Para nós, essa é uma ameaça grave à liberdade de expressão,
à livre circulação de informações e ideias e à produção colaborativa de
conhecimento. Não tenho dúvidas que poderosos peçam a remoção de conteúdos
à wikimedia constantemente. Entretanto, ele é o presidente do STF!!!! Não
foi a Wikimedia que produziu o tal conteúdo, só há referências. Além da
infração à esse direito coletivo, tem toda a gravidade de criminalizar uma
atividade na internet. Polícia federal investiga crimes. Ou seja, ele quer
prender alguém, porque não gostou de um link que viu na wikipedia??? Pensem
nas pessoas que vão ser investigadas, as vidas expostas. Isso não é uma
ameaça à apenas um grupo, mas a todos os usuários de internet. Sacam?

Por essas razões, proponho escrevermos um alerta internacional em conjunto
sobre o episódio. Temos que fazer a denúncia, em âmbito internacional e
parceria com outras organizações.

O que vocês acham?
Um grande abraço,
Laura.


Em 6 de agosto de 2012 13:43, Alexandre Hannud Abdo
<a...@member.fsf.org>escreveu:

> Ni!
>
> Tem uma sessão de 'Comunicados' na página [[Imprensa]], começamos um?
>
> Não é difícil publicarmos um comunicado em qualquer mídia, até no
> rádio e na televisão, mas a pergunta mais relevante estrategicamente é
> se, e de que forma, é interessante chamar atenção para isso a essa
> altura.
>
> Abs,
> l
> e
>
> 2012/8/6 Raylton P. Sousa <raylton.so...@gmail.com>:
> > Escreve uma carta e depois põe o link aqui pra todos darem pitaco. Eu me
> > disponho a revisar.
> >
> > Em 6 de agosto de 2012 11:09, Betty Vidigal <vh1...@terra.com.br>
> escreveu:
> >>
> >>  tem mta coisa tendenciosa em diversos verbetes.... pra um lado ou pra
> >> outro.
> >>
> >>
> >> Claro q "a Wikipedia" não está "aparelhada", pois as contribuições são
> >> voluntárias, vindo de editores de todas as ideologias...
> >> "Em tese", toda informação é objetiva e imparcial...
> >>
> >> Qto a dinheiro público usado pra fins anti-governo, tá cheio disso por
> >> aí... a Petrobrás, por exemplo, financia vários projetos culturais q
> metem o
> >> pau no governo. Mas a Wikipedia não tem nadica de nada a ver com isso...
> >>
> >> Betty VH
> >>
> >> Em 6/8/2012 09:38, Carine Roos escreveu:
> >>
> >>> Saiu ontem no Estadão:
> >>>
> >>>
> >>>
> http://blogs.estadao.com.br/joao-bosco/gilmar-mendes-pede-a-pf-investigacao-da-wikipedia-no-brasil/
> >>>
> >>> Gilmar Mendes pede à PF investigação da Wikipédia no Brasil
> >>>
> >>> O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF),
> >>> representou à Polícia Federal pedindo a abertura de investigação
> >>> contra a Wikipédia. O ex-presidente do STF fez gestões junto ao
> >>> conselho editorial da enciclopédia virtual no Brasil para corrigir o
> >>> que avalia estar distorcido em seu verbete , que considerou
> >>> ideológico. Sem êxito junto aos editores, decidiu investir contra o
> >>> produto. Para ele, a Wikipédia está “aparelhada”.
> >>>
> >>> A parte do verbete que deu causa à reação do ministro foi a que
> >>> reproduz denúncia da revista Carta Capital que ele contesta
> >>> judicialmente. Gilmar sustenta que por ser uma enciclopédia, o verbete
> >>> deve ser estritamente informativo sobre o biografado, sem absorver
> >>> avaliações de terceiros ou denúncias jornalísticas. Ele se queixa
> >>> também de o trecho reproduzido da revista ocupar seis parágrafos,
> >>> muito mais que o espaço dispensado à sua carreira, inclusive o mandato
> >>> de presidente do STF, resumido a um parágrafo. A carreira de Gilmar no
> >>> STF completou dez anos.
> >>>
> >>> Paralelamente, Gilmar prepara uma representação ao Procurador-Geral da
> >>> República, Roberto Gurgel, pedindo investigação do uso de recursos
> >>> públicos para financiamento de blogs de conteúdo crítico ao governo e
> >>> instituições do Estado. Ele quer saber quanto as empresas estatais
> >>> destinam de seus orçamentos para esse tipo de publicidade. Gilmar
> >>> argumenta que não se pode confundir a liberdade constitucional de
> >>> expressão com o emprego de dinheiro público para financiar o ataque às
> >>> instituições e seus representantes.
> >>>
> >>> _______________________________________________
> >>> WikimediaBR-l mailing list
> >>> WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
> >>> https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
> >>>
> >>>
> >>
> >>
> >> _______________________________________________
> >> WikimediaBR-l mailing list
> >> WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
> >> https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
> >
> >
> >
> > _______________________________________________
> > WikimediaBR-l mailing list
> > WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
> > https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
> >
>
> _______________________________________________
> WikimediaBR-l mailing list
> WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
> https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
>
_______________________________________________
WikimediaBR-l mailing list
WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l

Responder a