Rodrigo,
entendo o "se tiver quem queira fazer vá lá e faz".
Mas tb entendo que vocês poderiam ter questões em relação à agenda política
do Google sobre esse assunto (muitos grupos têm) e, como coletivo, não
querer participar. Por isso espaço para opinião. Do mesmo jeito que você
opina que acha que não devemos participar do encontro tal, ir ao evento
tal, integrar o grupo tal. Eu poderia só ter colocado "quem quer ir" e ser
criticada por não ter perguntado "se queremos/achamos importante ir".

Você sabe que te respeito, respeito o movimento, respeito as pessoas que
fazem parte dele, seus processos etc.

Agora, não há uma única forma de fazer parte dele, de fazer as coisas, de
ler as coisas, de sugerir as coisas, de falar as coisas. Eu dificilmente
vou fazer as coisas exatamente do seu jeito porque não sou você.

Quando eu acho que você escreve de forma não convidativa, ou meio mandona,
ou de forma que envolve pouco etc. eu não digo que está errado, tem
problema etc., É você que está escrevendo, tem o jeito do Argenton e é isso
aí - com ônus e bônus.

Claro que podemos nos criticar, até pra não envelhecermos sem nos
transformarmos. Mas, assim, cá entre nós, como toda vez tem um problema, eu
confesso que começo a me preocupar menos com as críticas, porque não
importa muito o que faça, a resposta será sempre a crítica - então entra na
normalidade. É como um "oi, tudo bem?" "tudo, você está fazendo errado".
ok, ok. Previsível. Fazer o quê?

As pessoas podem discordar de você e ter razões pra fazer as coisas de
forma diferente. Expus por que perguntei se achavam que deveríamos
participar e perguntei quem queria participar, bem como se gostariam de
sugerir um nome (quantas vezes eu não posso participar de coisas, mas acho
que o grupo - seja ele qual for - deve ir e que há X e Y pessoas que eu
acho que cumpririam bem o papel. Há pessoas que conhecem mais de um
assunto, há pessoas que conhecem melhor de outro. Faz parte revezar, a
quase todo encontro que tenho ido, algum voluntário tem ido junto - o Jonas
foi à Fliporto, o Vini foi à Fiocruz, e temos aprendido juntos, creio).
Quem está puxando as atividades da CP 2013 são Mateus e Jonas. Todos os
voluntários são pessoas com vontades, opiniões, cabeças próprias, ninguém
vai obrigado ou arrastado. Ou se a pessoa vai porque se sente obrigada
pelas indicações, é porque ela acha que vale a pena "cumprir a missão
específica", mesmo que inicialmente preferisse brincar com o cachorro, ir à
praia, ler um livro ou ir à faculdade.

E, sim, é pra todos se sentirem convidados. Se não se sentiram, desculpem.
Se você não se sentiu, mas quer participar, please, be bold. Ponha seu nome
e decidam quem participará (ou mandem mais de um nome e o Google decide,
como acharem melhor).

Abração
Oona


2012/12/14 Everton Zanella Alvarenga <everton...@gmail.com>

>
>
> Em 14 de dezembro de 2012 10:38, Rodrigo Tetsuo Argenton <
> rodrigo.argen...@gmail.com> escreveu:
>
> > Nenhum? Eu falei pelo menos 3, acho que não sabes ler, ou é aquele tipo
> de
> > cego que não quer ver. Puxassaquismo tem limites...
>
> Estupidez não.
>
> _______________________________________________
> WikimediaBR-l mailing list
> WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
> https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
>
>
_______________________________________________
WikimediaBR-l mailing list
WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l

Responder a