Isso é uma dificuldade mesmo!
Quando a gente discute no Meta ou na Wikimedia Brasil, tomamos na cabeça na
Wikipédia ("por que discutiram sobre assunto relacionado à wikipédia - ou
que impacte nela - fora dela?"), quando discutimos na Wikipédia, tomamos na
cabeça aqui.
Então, não tem saída ;-)

Seria tudo simples se assuntos da Wikipédia fossem sempre discutidos na
Wikipédia e assuntos de WMBR só na WMBR e assuntos multiprojetos no meta.
Mas...

nos deparamos volta e meia com discussões que começam com uma coisa e viram
outra ou assuntos que permeiam vários mas afetam muito diretamente e
principalmente a Wikipédia. Então não é tão fácil administrar isso, na
real. Até porque as opiniões sobre isso também são as mais diversas. Há N
casos.

O fato é que não há acordo nem no movimento como um todo pra gente dizer
"ah, tá, então vamos fazer assim". Então, de duas uma: ou tem acordo, ou
resta a nós a avaliação de onde postar a cada vez (com a possibilidade de
errar - ou teremos que sempre perguntar antes: onde postamos isso? mas até
isso eu teria que perguntar na WPPT, na Wikimedia Brasil e no Meta - e
ainda corremos o risco de errar sempre e ouvir depois "não, estava errado,
mas eu não vi a pergunta"). Não temos canal comum nem pra chegar a esse
acordo...

Entro no IRC da WPPT volta e meia, Rodrigo. Não entendi por que disse que
só menciono o canal. Foi isso o que vc disse? OU queria dizer outra coisa?

Algumas discussões estão na WPPT porque 1) dizem respeito a comunidade que
está lá ou impactará diretamente nela; 2) tem mais "massa crítica". Se
mesmo lá às vezes não tem MUITA participação, fora de lá então... aí é que
tem menos ainda. Então, pra debater com mais gente da comunidade do
movimento como um todo, não podemos e acho que não devemos nos furtar de
fazer o debate lá tb (e não devemos separar o movimento Wikimedia da
Wikipédia - isso não existe, o movimento não só inclui a comunidade da
Wikipédia, como ela é forte, e eu ainda discordo que quem faz as coisas
andarem estão necessariamente fora da Wikipédia, como sugere a mensagem).
Aliás, a própria vaga estava no Meta e mandamos o link pra cá. Enfim...

Acho que pode ser bacana fazermos uma pesquisa pra ver: quantos começaram a
editar por quais projetos, que espaços as pessoas lêem, de que tipo de
discussões gostariam de participar etc. E gostaria também de fazer uma
pesquisa pra ouvir a opinião das milhares de pessoas que estão nessa lista
e nos projetos e raramente ou nunca falam alguma coisa.

Abraços
Oona

2013/3/26 Rodrigo Tetsuo Argenton <rodrigo.argen...@gmail.com>

> Vou ser curto, se for grosso pra vcs, sinto muito.
>
> Lugar de organizar coisas, Meta e WMBR, lugar de produzir conteúdo
> enciclopédico WP. Pq as discussões estão dentro de WP-pt? É só para a WP
> que vocês têm trabalhado, então sinceramente, não cabe mais a pessoas de
> outras comunidades se meter entre vocês, fim. Não precisa de mais diálogo,
> vai lá na WP-pt e achem todas as respostas. Agora se quiser opinião de quem
> realmente faz as coisas andarem, desculpe, vão ter que melhorar essa
> comunicação, abrir IRC com a WP-pt (que nem usa IRC direito) e não ao menos
> mencionar para esse canal...
>
> Dificilmente alguém vê as coisas no Meta, principalmente em algum buraco
> da WP-pt, tem uma Wiki que é para o Movimento Wikimedia no Brasil usar,
> vocês não fazem trabalhos para fora do Brasil e são parte do Movimento
> Wikimedia. 1+1=2.
>
> Obs: desde que eu faço trabalho voluntário aqui, o diálogo é esparso,
> principalmente construtivos na WP.
>
> 2013/3/26 Oona Castro <ocas...@wikimedia.org>
>
>> Gente
>> boa noite!
>> Quis separar essa da outra thread sobre a vaga, pra não misturar alhos
>> com bugalhos. Uma coisa é a discussão da vaga em si, a outra refere-se a
>> questões gerais e recorrentes.
>>
>> O que ocorreu hoje não acontece raramente. E quero colocar algumas
>> questões pra reflexão e debate gerais:
>>
>> * Temos feito um debate a cada passo que damos (se não um debate, pelo
>> menos colocado em anúncios em esplanadas, lista, meta etc).
>> * Volta e meia recebo críticas e reclamações quando as coisas começam a
>> andar, porque por vezes as pessoas se dão conta do que está acontecendo só
>> quando vêem a coisa andando. Se remeto ao anúncio do debate ou da questão,
>> por vezes sustentam que é porque "estava no lugar errado", "porque estava
>> muito longo", "porque eu nem sempre olho tudo". Mas se coloquem no nosso
>> lugar: não sabemos quando e se as pessoas não querem comentar, não sabem o
>> que dizer, não estão com tempo, não se interessam. E não há a mínima
>> condição de administrarmos, no detalhe, as idiossincrasias várias e
>> individuais.
>> * Até agora, já fizemos coisas por proposta de voluntários, de
>> professores, nossas mesmas, já deixamos de fazer também por críticas de
>> voluntários, de professores, nossas também.
>> * Publicamos coisas na esplanada da Wikimedia Brasil, poucas respostas
>> (geralmente, só o Rodrigo, quando muito). Publicamos na Wikipédia - depende
>> do assunto, dá bons debates, ou nenhum comentário. Publicamos na lista. E
>> até no malfadado facebook, principalmente quando queremos também envolver
>> pessoas novas.
>> * Estamos debatendo toda sexta às 17h o planejamento dos trabalhos do
>> Henrique e do Jonas no IRC. Está aumentando - a cada sessão, mais um
>> voluntário. Mas no geral, quase sempre os mesmos. De fato temos divulgado
>> na Wikipédia. Podemos passar a divulgar também na Wikimedia Brasil.
>> * Eu adoraria mais participação também. Mas acho um pouco cômoda a
>> postura de dizer que não há participação porque só NÓS erramos. Posso citar
>> N casos em que colocamos pra jogo e não houve participação. Então gostaria
>> que nos responsabilizássemos juntos por isso e dialogássemos mais também.
>> Em vez da relação: quando vc acerta eu fico quieto, quando vc erra dá-lhe
>> porrada.
>> * Erro, não nego. Erramos todos. Podemos ser mais solidários nos acertos
>> e nos erros? Podemos pensar mais coletivamente? Podemos pensar o que
>> queremos obter com nossas críticas ao fazê-las?
>> * Podemos lembrar os princípios do movimento?
>>
>>    1. O sonho de unir precede a iniciativa de afastar;
>>    2. O gesto de compartilhar precede o interesse de apropriar;
>>    3. A liberdade de criar precede a possibilidade de controlar;
>>    4. A vontade de ouvir precede o ato de falar;
>>    5. O desafio de compreender precede a oportunidade de criticar.
>>
>> * Podemos perceber que temos um oceano enorme, um barco grande, com um
>> montão de passageiros, mas poucos marinheiros? E imaginar se vamos ter
>> novos marinheiros se ficarmos à frente do barco dizendo que a culpa é do
>> outro porque ainda não chegamos às Índias?
>>
>> Convido todos a criticar e apontar melhorias aqui também:
>>
>>
>> http://pt.wikipedia.org/wiki/Usu%C3%A1ria:Ocastro/Programa_de_catalisador_do_Brasil/Avalia%C3%A7%C3%A3o_Permanente
>>
>> Mas deixo a mensagem de que construir junto é possível. Mas é difícil. E
>> precisamos querer.
>>
>> Abraços
>>
>> Oona
>>
>> _______________________________________________
>> WikimediaBR-l mailing list
>> WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
>> https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
>>
>>
>
>
> --
> Rodrigo Tetsuo Argenton
> rodrigo.argen...@gmail.com
> +55 11 979 718 884
> _______________________________________________
> WikimediaBR-l mailing list
> WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
> https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
>
>
_______________________________________________
WikimediaBR-l mailing list
WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l

Responder a