Me achei agora no site.

Achei também os metadados providos pelo próprio
sistema<http://www.arca.fiocruz.br/oai/request?verb=ListRecords&metadataPrefix=oai_dc&set=com_icict_7446>que
eles usam. Durante a semana dou uma brincada com eles e ver se eles
ajudariam em eventual importação (ou se, como a maioria dos repositórios
brasileiros baseados em DSpace/SEER, se estão exatamente com a versão que
dá bug nos metadados).

Como os Wikisources se dividem em idiomas, esse título pelo visto
abasteceria mais três wikis além do em português. O que também deixa as
coisas mais complicadas (mesmo tendo entre os voluntários vários
bibliotecários e arquivistas, ainda não se conseguiu convencer as
comunidades da importância de certas padronizações necessárias entre os
wikis, que não significariam perda de autonomia de cada comunidade. Aliás,
parte até mesmo queria voltar no tempo e reverter o bendito momento que
começaram a criar subdomínios para idiomas; nenhuma biblioteca se divide
por idiomas da forma como o Wikisource faz).

Voltando agora à sua primeira mensagem, seria interessante ver com os
editores da revista o que aconteceu para parar de existir a edição
bilíngue. Apenas os cortes de gastos dos órgãos públicos ou falta de
demanda?

Quando li a mensagem ontem pela primeira vez eu fiquei na dúvida se seria
interessante mesmo incentivar traduções a partir de dentro da Wikimedia,
mas pensando melhor, tem lá seus méritos, tais como o de influenciar a
produção científica nacional. Mas, exatamente por esses méritos, acho que
deveria ser uma reunião de esforços (e e$for$o$) não apenas do Brazil
Program e do user group brasileiro, mas também do governo brasileiro e,
quem sabe, até da própria WMF.

De repente a partir disso nasce algum programa de fomento a produções
científicas nacionais em mais áreas e países...

Isso também já responde outra parte da sua pergunta. Não sei até que ponto
existiram voluntários com disponibilidade para traduzir artigos técnicos.
Ia ser preciso muito amor à causa aliado a conhecimento da área para alguma
qualidade, além do domínio de outro idioma.


2014-04-06 17:56 GMT-03:00 Oona Castro <oonacas...@gmail.com>:

> Oi Lugusto,
>
> Sobre as versões em inglês, eu encontrei vários traduzidos - alterando
> "language" no dropbox do lado direito.
> Selecionei inglês --- archives --- e fiz a busca nos números. Do volume 6
> pra baixo, clicando em HTML EN encontrei artigos em língua inglesa (e não
> só os abstracts como dissera na msg anterior - quando provavelmente havia
> clicado só no nome do artigo).
>
> Se não encontrar, me fala.
>
> Sobre a questão do Lévy, posso apurar, não custa. Mas me pareceu escrito
> pra revista mesmo e, se não tiver sido licenciado dessa forma à época, pode
> ter havido cessão total dos direitos, permitindo a eles relicenciaram. Além
> disso, eu me lembro de, há certo tempo, ter sabido que eles estavam
> querendo relicenciar várias coisas e entrando em contato com os autores.
> Não sei se dessa revista ou de outras publicações anteriores a ela. A ver.
>
> Oona
>
>
> 2014-04-06 17:36 GMT-03:00 Luiz Augusto <lugu...@gmail.com>:
>
> Olá, Oona, ótimo achado!
>>
>> Abri aleatoriamente alguns fascículos dos cinco primeiros volumes e, ao
>> menos nesses, todos os textos estavam apenas em português.
>>
>> Exceção aconteceu no n. 4 do v. 6, com alguns artigos em espanhol e em
>> português ao mesmo tempo.
>>
>> Aliás, no n. 1 do v. 1 eu achei um texto do Pierre Lévy e fiquei aqui
>> todo exclamativo. Mas, depois me perguntei... será que ele sabe que uma
>> tradução de um artigo dele está em licença livre? Ele é Wikipedia-friendly
>> (seus livros recentes que o digam) mas, isso não quer dizer exatamente
>> muita coisa na parte de licenciar seus próprios materiais em licenças
>> livres de fato (comunidade REAbr que o diga).
>>
>> De repente, em alguma dessas mudanças editoriais da revista, ela seguia
>> os direitos autorais padrão, alterando para a CC livre em algum momento
>> específico, e nessas a autorização para a (*tradução ou obra original?
>> ele tem perfil no twitter e re-tuíta mensagens inclusive de alunos
>> universitários brasileiros xingando não conseguir entender algum texto
>> dele, ou seja, não dá pra saber se o nível de fluência dele permite
>> identificar o teor das mensagens ou não*) foi dada imaginando-se o
>> cenário anterior, não o atual...
>>
>> É interessante apurar isso, porque ele pode inclusive não ser o único
>> autor estrangeiro com obra traduzida (se for traduzida, vide acima).
>>
>>
>> 2014-04-05 21:24 GMT-03:00 Oona Castro <oonacas...@gmail.com>:
>>
>>>  Pessoal, salve, salve!
>>> Conforme publiquei no 
>>> Wikisource<https://pt.wikisource.org/wiki/Wikisource:Esplanada/Revista_cient%C3%ADfica_da_Fiocruz_em_CC-BY>e
>>>  na página do Wikiprojeto
>>> Saúde<https://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia_Discuss%C3%A3o:Projetos/Sa%C3%BAde#Revista_cient.C3.ADfica_da_Fiocruz_em_CC-BY>,
>>> segue:
>>>
>>> não sei se é do conhecimento de vocês o fato de a revista científica
>>> RECIIS<http://www.reciis.icict.fiocruz.br/index.php/reciis/issue/current>(Revista
>>>  Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde),
>>> editada pelo ICICT (Instituto de Comunicação e Informação Científica e
>>> Tecnológica em Saúde) da Fundação Oswaldo Cruz, estar licenciada em CC-BY.
>>>
>>> Acho que pode dialogar bem como o Wikiprojeto Saúde e com o Wikisource.
>>>
>>> Parece-me (posso obter mais informações com o editor científico da
>>> revista sobre isso) que até o volume 5 a revista era bilíngue. O volume 6
>>> traz os resumos/abstracts traduzidos, mas não os artigos integralmente. Já
>>> o volume 7, me parece, não está traduzido. Eu sabia que eles estavam com
>>> algumas dificuldades pra manter a regularidade das versões da publicação em
>>> inglês e francês, mas não sei qual é a natureza da dificuldade.
>>>
>>> Há interesse em trabalhar com esses recursos? Vocês acham que o pessoal
>>> do Wiki Project Med ou alguma outra trupe teria interesse em algum tipo de
>>> projeto independente ou em parceria para trabalhar nestes conteúdos? O que
>>> pensei: importamos para o Wikisource os artigos em português, inglês e
>>> francês quando houver, ou em português quando não houver as versões
>>> traduzidas. Faria sentido juntar um grupo de tradutores interessados em
>>> ajudar na força-tarefa (voluntariamente? Com algum tipo de apoio? Gostaria
>>> de ouvir a opinião de vocês) e sugerir que eles republiquem com revisões?
>>> Ou outras ideias?
>>> Há interesse em criarmos um projeto específico para irmos em frente com
>>> uma proposta? A Fiocruz é super complexa, já iniciamos diálogos com eles
>>> diversas vezes e, creio, para retomar, é preciso termos muito claro quais
>>> seriam os pontos bem concretos da agenda.
>>>
>>> Saudações!
>>> Oona
>>>
>>> _______________________________________________
>>> WikimediaBR-l mailing list
>>> WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
>>> https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
>>>
>>>
>>
>> _______________________________________________
>> WikimediaBR-l mailing list
>> WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
>> https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
>>
>>
>
> _______________________________________________
> WikimediaBR-l mailing list
> WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
> https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
>
>
_______________________________________________
WikimediaBR-l mailing list
WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l

Responder a