Opa,

> |No final do post, o Matt Nuzum diz que escolheram Drupal para o novo
> |site do Ubuntu, que já está no ar. [2]
> |
> |Peguei a notícia na lista plone-dev, onde o John Stahl (organizador da
> |PloneConf 2006), postou perguntando se alguém sabia o que se passou
> |[3]
> |
> |O Wiggy respondeu dizendo que na época em que ocorreram os problemas o
> |pessoal do Ubuntu disse para ele que simplesmente não tinham nenhum
> |expert em Plone na equipe, e por isso decidiram abandonar a
> |plataforma.
> 
> Bom, li a thread em plone-dev até o ponto em que Justizin foi ameaçado
> de ser banido por uso de linguagem de baixo calão e ataques a Canonical.

hehehe... ele vai ser a primeira figura a ser banida duas vezes das
listas do Plone... :-)

> Segundo o Limi, a escolha do Plone (pela Canonical) sempre foi temporaria.
> Na época serviu para apagar um incêndio usando Plone 2.0 e com a ajuda
> do próprio Limi.

Exato e isso ainda na metade de 2004, pouco antes da Plone Conference
em Viena. Foi um período de 2 ou 3 meses onde o Limi passava 2 semanas
em Londres ajudando a Cononical e um fim de semana em casa...

Logo após a conferência tiramos uns 30 quilos de lixo da sala da casa
dele para podermos fazer um mini-sprint por lá... :-)

> Em suma, aparentemente não houve nenhum demérito específico para o Plone,
> apenas uma decisão estratégica interna da Canonical de escolher ferramentas
> cuja equipe interna já domina.

Vale lembrar também que no anúncio eles falam sobre a troca do Moin
Moin pelo Drupal, afinal o Plone já saiu de lá a muito tempo...

-- 

Dorneles Treméa
X3ng Web Technology

Responder a