Acho que ele quis dizer que usar programas com a cara do Windows/Office
 é uma coisa ruim pois deixa o usuário esperando que o programador se
vire pra seguir o layout que ele usa desde que ele viu um computador
pela primeira vez.

Eu já tive que alterar a aparencia do KDE pra ficar "Windows Like"
porque o usuário achava um absurdo ter uma estrela no lugar do
iniciar... parece piada mas realmente já reclamaram disso.

Particularmente eu prefiro o kupu, mas confesso que o fckeditor tem bem
mais recurso pra usuário leigo do que o kupu.

Essa discussão KUPU x FCKEditor vai acabar ficando igual aquela do ZOPE
2 x ZOPE 3 que teve alguns meses atrás ....

Joao S. O. Bueno escreveu:
> 
> 
> On Friday 21 December 2007 09:16, Pablo Nogueira wrote:
>> Posso estar bastante desatualizado em relação ao Kupu.
>>
>> Mas aqui no MRE (Itamaraty) FCKEditor é quem manda. Muito mais
>> UserFriendly.
>> Tem muito mais funcionalidade que o Kupu. Além disso, desculpem me
>> os radicais linux, ele parece com o Word Microsoft o que facilita
>> muito. Antes que alguem fale alguma coisa sobre software livre, eu
>> esclareço que aqui temos 5 mil usuários que administram conteúdo. O
>> CMS é pra eles e não pra mim.
>>
> 
> De http://www.fckeditor.net/license: <http://www.fckeditor.net/license:>
> "The editor is distributed under the GPL, LGPL and MPL open source
> licenses. "
> 
> Raopaz..que tipo de paranoia é essa comn "software livre" ?
> Libredade do Software é sobre os direitos que se tem de uso,
> redistriuição e alteração do mesmo, não sobre a forma - muito
> menos "ser mais parecido com o word" ou não.
> 
> A licença do FCKEditor é tão livre quanto a do Plone e outros.
> 
> Estou inferindo que você esteja escaldado quanto a forma como alguns
> argumentos incisivos a favor do software livre são colocados - e
> assumo que eu mesmo por vezes escrevo mensagens mais fortes em favor
> do S.L. partindo da premissa de que todos devem saber do que se
> trata.
> 
> KUPU cx FCKeditor pode dar uma boa briga, como existem tantas por ai -
> mas os dois são livres. (Senão, aliás, sequer poderiam ser utilizados
> com o Plone, cuja licença é a GPL v2)
> 
> Os "radicais linux" como você chama, embora por vezes possam não
> explicitar todos os argumentos em favor do software livre, tem suas
> razões para agir assim. É fato de que nem todas as aplicações tem
> equivalentes livres - emtermos de funcionalidades ou por vezes de
> interface - e digo isso com pesar. Eu mesmo não suporto a interface
> do OpenOffice/BROffice (o que reduz meus usos do mesmo há um mínimo,
> mas há outras alternativas de processadores de texto, não só duas no
> mundo todo).
> 
> Em suma - é interessante ter em mente os motivos pelos quais se
> priorizar software livre (ou não), e saber quais são. Os motivos
> passam por dependência de fornecedor, possibilidade de acessar os
> próprios dados (formatos abertos), custos com licença, possibilidade
> de contratar serviços para melhorias no software, software auditável
> entre outros.
> 
> Abraços,
> 
> js
> -><-
> 
> 

Responder a