Olá Luciano, 

    Só uma dúvida, do modo como você explicou, o Page Template iria
perder o contexto e a REQUEST ou estes parâmetros são enviados
implicitamente?

   Na verdade, eu citei o exemplo de setar na request, porque achava
que se passar por parâmetros nomeados eu perderia o contexto e não
poderia fazer chamadas a outros objetos caso precisasse.

Att,
Vinícius Osiro

--- Em zope-pt@yahoogrupos.com.br, "Luciano Ramalho" <[EMAIL PROTECTED]>
escreveu
>
> 2008/6/6 vinicius.osiro <[EMAIL PROTECTED]>:
> >    O Python Script seta a resposta na request, e faz o seguinte
> > retorno, exemplo:
> >
> >    request.set( 'resp', 'aqui vai a resposta' )
> >    return resposta( client=context, REQUEST=request )
> >
> >    Onde "resposta" pode ser algum DTML Method ou Page Template.
> >    Por fim, neste objeto resposta você faz a construção do HTML e
> > imprime a variável "resp" que está na request.
> 
> Se a resposta é um Page Template, existe um jeito melhor do que setar
> variáveis no request, que é passar parâmetros nomeados. A ultima linha
> do script fica assim:
> 
> return resposta(mensagem="Eis a mensagem")
> 
> E no template você escreve algo assim:
> 
> <p tal:content="options/mensagem" />
> 
> 
> A vantagem de usar parâmetros nomeados é evitar o abuso de variáveis
> do request, pois como o request é um objeto global, usa-lo
> desnecessariamente é tão ruim quanto usar variáveis globais: pode
> gerar bugs difíceis de tratar quando diferentes componentes alteram o
> valor global de forma descontrolada.
> 
> [ ]s
> Luciano
>


Responder a