2008/9/23 el_chapelon2000 <[EMAIL PROTECTED]>:
> Olá,
>
>    Meu nome é Mauro Gonçalves e faço parte da equipe de
> desenvolvimento WEB de um órgão federal que está migrando o portal
> Web para a tecnologia Zope/plone, tenho várias dúvidas sobre o Zope e
> principalmente sobre o ZODB e não consigo respostas nem nos sites
> oficiais do produto e nem em comunidades, gostaria de saber se alguém
> sabe me responder as dúvidas abaixo:
>
>
> 1- Como são armazendos os metadados no ZODB?
>
>
> 2- Em quais camadas ficam o Zope, Plone e a CMF??(esquema gráfico)
>
>
> 3- Qual é a razão(tecnicamente falando) pela qual devemos armazenar
> dados pesados como: arquivos operacionais de vídeo, imagem e grandes
> volumes de documentos em SGDB relacional e não no ZODB?
>
>
> agradeço e aguardo por respostas.
>
>
>
> Mauro G. Souza
>

Mauro, bem vindo ao mundo do Zope.  No princípio as coisas parecem
complicadas, mas não se assuste.  Hoje em dia há muito material na web
sobre Zope, CMF e Plone e também há vários livros sobre Zope 3 e
Plone.

A grande referência do Zope 2 é o Zope Book (www.plope.com).  O livro
foi feito para a versão 2.7 mas tem muita coisa válida.

Vou tentar responder suas perguntas de forma simples.  Outras pessoas
da lista poderão fornecer informações mais detalhadas ou você mesmo
pode ampliar seus questionamentos.

1. O ZODB como seu nome já diz, armazena objetos python.  Você não
precisa saber como os objetos e suas propriedades são armazenados.  O
que você precisa conhecer é a API para armazenamento, pesquisa
(Catalog) e recuperação.

2. O Zope é o servidor de aplicações.  O CMF pode ser visto como uma
biblioteca para desenvolvimento de CMS (Sistema de gerenciamento de
conteúdo).  O Plone foi construído sobre o CMF.

3. Teoricamente você pode guardar o que quiser no ZODB.  Mas quando se
trata de conteúdo estático de grande volume o ideal é armazená-lo
preferencialmente no sistema de arquivos ou um SGBDR.  Com isso você
libera o ZODB para armazenar e servir objetos dinâmicos.

Espero ter ajudado,

Zénrique.

Responder a