Rodrigo Castardo wrote:
>  
>
> Fala pessoal.
>
> Bom, o Pablo respondeu mto bem e sobra pouco pra falar.
>
> A nossa visão aqui é não misturar alhos com bugalhos.
>
> Onde alhos e bugalhos seriam respectivamente gerenciamento de conteúdo
> e aplicações. Gerenciamento de conteúdo vai muito bem com ZODB, já
> aplicações nem tanto. Por exemplo, se você for fazer uma aplicação que
> lida com transações financeiras use um banco relacional.
>












Eu acredito que o ZODB, nao tem problemas com armazenamento mesmo pra 
aplicações financeiras prova disso é o [1], basta só planejar 
direitinho, criar mounting points... etc etc.

O grande problema é a buscar dentro de uma base de dados > 10 milhoes de 
objetos por exemplo, ou quando você que fazer uma operaçao que precisa 
de muitos objetos (exemplo calcular a movimentação financeira do ultimo 
ano). Pra resolver esse "pequeno" problema o ERP5 substituiu o ZCatalog 
pelo ZSQLCatalog a anos atrás, mas o BD relacional é usado apenas pra 
catalogação, toda a persistência e armazenamento dos dados ainda 
permanecem no ZODB.

[1] http://www.erp5.com/news-central.bank

[]'s

Rafael


>
> Em casos onde mesmo a informação de conteúdo de um portal é grande,
> você tem artifícios como o FSS[1] e o Catalog mencionado pelo Marinho.
> Como no caso do pessoal da EBC (antiga RADIOBRAS), eles tem as
> notícias todas em ZODB (e estamos falando de uns 10G pelo menos) e os
> infográficos (imagens em alta, vídeos, flash, etc...) estão todos em
> File System (na época somavam 40G).
>
> Com os binários em FS você pode trabalhar mais tranquilo com o ZODB. É
> a mesma coisa que fazemos com streaming por exemplo, os vídeos estão
> em FS e o conteúdo todo em ZODB.
>
> Abraços.
>
> [1] http://plone.org/products/filesystemstorage 
> <http://plone.org/products/filesystemstorage>
>
> 2009/7/31 Luciano Pacheco <lucm...@gmail.com 
> <mailto:lucmult%40gmail.com>>:
> >
> >
> > 2009/7/31 Alexandre Marinho <lyrale...@gmail.com 
> <mailto:lyralemos%40gmail.com>>
> >>
> >>
> >> Acredito que a grande quantidade de dados não seja uma limitação do 
> ZODB,
> >> usando corretamente o catalogo e so "acordando" os objetos quando for
> >> estritamente necessário... o único problema será o tamanho do 
> Data.fs que
> >> realmente pode chegar em gigas.
> >
> > Concordo que podemos ter o ZODB mesmo em casos com muitos dados, as 
> vezes
> > temos que tomar alguns cuidados, mas toda aplicação grande precisa de
> > cuidados, mesmo em base relacional.
> >
> >>
> >> Á unica situação em que usei uma base relacional foi quando precisava
> >> fazer soma e agrupamento de valores. Ai era mais fácil utilizar SQL 
> no lugar
> >> do ZODB.
> >
> > Eu fiz um produto que pode-se utilizar para fazer o agrupamento, ai não
> > precisei usar SQL \o/
> >
> > http://pypi.python.org/pypi/collective.pivottable 
> <http://pypi.python.org/pypi/collective.pivottable>
> >
> > Sobre utilizar o SQL, eu acho tão simples e eficiente utilizar o 
> ZODB que
> > prefiro ficar com ele, eu usava muito SQL em outros tipos de 
> aplicação, mas
> > é tão bom viver sem ele. :-)
> >
> > Até mais,
> > --
> > Luciano Pacheco
> > Simples Consultoria
> > www.simplesconsultoria.com.br
> >
> >
>
> -- 
>
> -- 
> Rodrigo Castardo
> Liberiun
> COO
> rodrigocasta...@liberiun.com <mailto:rodrigocastardo%40liberiun.com>
> +55 61 9123-7847
> +55 61 3468-2662
>
> 

Responder a