Sangue sobre Patópolis - Parte XXII
-----------------------------------

Por P.C.Barreto

LODO, CAOS E ESBÓRNIA - CONTINUAÇÃO


-  Conversa  fiada! E eu que pensei que estava lidando com um inventor
distraído... Já disse: faça os clones. É para ontem!

- Se estiver insatisfeito, vá arranjar outro inventor.

Pãoduro  ficou  catatônico  por  longos dez segundos. O velho mudou de
expressão e caminhou para o canto oposto da oficina:

- Tudo bem. Vou pegar um adiantamento na minha bolsa.

Não havia um centavo na bolsa. Apenas uma pistola com silenciador. Num
movimento rápido e preciso, Pãoduro acertou o peito de pardal. O corpo
semimorto caiu sobre o controle remoto dos clones.

- Vai... se... arre... pen... derrrr... ooooooh...

Pãoduro se postou diante do cadáver.

-  Esse  Pardal  é um perfeito otário. Agora que ele está morto, ainda
posso ter acesso aos seus valiosos planos e...

De repente os clones saíram andando sem controle, derrubando tudo pela
frente,  e  começaram  a  perambular  pela rua. Pãoduro saiu correndo,
tentando detê-los.

- Parem! Parem! Isto é uma ordem!

Os  clones  não  ouviram.  Mas  para os Metralhas das proximidades não
havia diferença entre um Donald falso e um verdadeiro:

- Matar Donald! Matar Donald!

Cinco  ou  seis  Metralhas  abriram  fogo  contra tudo que se mexesse.
Pãoduro sentiu o perigo e grasnou:

- Em mim não, idiotas!

Tarde  demais. Dois clones viraram sucata, mas um tiro atingiu a perna
esquerda  de  Pãoduro.  Sentindo  o  drama do velho pato, os Metralhas
foram socorrê-lo.

- Não faça nenhum movimento brusco! Vamos levá-lo ao hospital!

- Nada disso, seus incompetentes.

- Mas a sua perna...

-  Eu sei do que estou falando. Se for internado aqui, os patopolenses
vão acabar me matando. Tenho que voltar à África do Sul imediatamente.

*****

-  Afinal, tio, explique-nos por que o senhor saiu durante o enterro e
demorou tanto a voltar!

Todos  os  clones  saíram  de  controle.  Em  seu jatinho fretado para
Gansópolis,  os  sobrinhos  logo  descobriram  que  o  Donald  que  os
acompanhava era fajuto.

-  Negativo. Meu nome é Pato Donald, herdeiro de Patinhas McPato, meus
sobrinhos  são Huguinho, Zezinho e Luisinho e eu cedi toda a herança à
minha querida Margarida.

- Mas e daí? - perguntou Zezinho - Que estranho...

- Positivo. Quem são vocês? Meu nome é Pato Donald, herdeiro de...

- Caramba! Esse não é o Donald!

Huguinho  e  Luisinho saltaram e agarraram as pernas do clone enquanto
Zezinho dava uma cabeçada no peito de metal. O clone tombou e a cabeça
saiu do corpo, mostrando os circuitos elétricos.

Diante da perplexidade dos sobrinhos, o clone-comandante se levantou e
saiu da cabine de comando.

- Negativo. Meu nome é Pato Donald, herdeiro de...

- Mais um robô! Pau nele!

O clone deu um soco em Huguinho, que caiu nocauteado. Luisinho, porém,
pensou  rápido  e  jogou  uma  jarra  de  suco  de laranja na junta do
pescoço. Em trinta segundos o outro falso Donald estava no chão. E sem
piloto,  o avião, muito brevemente, também estaria. Zezinho e Luisinho
começaram a correr como baratas tontas:

-  O avião está desgovernado! Chame a torre! Segure o manche! Consulte
o Manual do Escoteiro-Mirim!

{continua...}

{No  próximo  capítulo:  Churrasquinho  de  gente  "Mancha" no caráter
Família Pato no buraco}

-- 


              [],
                 1.000ton
 ________________         _      
 \__(=======/_=_/ ____.--'-`--.___   Visite Minha Home Page:
            \ \   `,--,-.___.----'   http://users.sti.com.br/yamato
          .--`\\--'../               http://users.sti.com.br/stoledo
         '---._____./]               http://sites.uol.com.br/filpo
                                     http://users.sti.com.br/gtraxx
 Nós saudamos as estrelas            http://www.fconline.net

RAM = Rarely Adequate Memory


---------------------------------------------------------------------
Você tem email?? Que tal mudar gratuitamente para [EMAIL PROTECTED]?
Visite http://www.email.com.br e faça seu pedido. Esse email é seu!
---------------------------------------------------------------------

Responder a