*This message was transferred with a trial version of CommuniGate(r) Pro*
VALERIO KIKUCHI escreveu:
Se observarmos as grandes marcas que um dia tiveram o mesmo tamanho do mercado que hoje tem a MS, e que hoje já desapareceram, ou estão em "baixa" (vide marcas como "flit", "maizena", "gilette", e a própria "novell"), veremos que Ballmer e cia não estão no mercado à toa. Como bem sabemos, eles não produzem software como primeira opção - eles "VENDEM" software (vide o similar nacional, a "Microsiga" que tem a mesma "linha"). Bem, empresas assim, campeãs de vendas, olhando para o passado, têm de ter "cartas na manga". E as usam "bem" aos poucos. "Bem" aos poucos. É claro também que, como muitos de vocês sabem, a MS já tem o MS-Linux há pelo menos 5 (CINCO) anos. E, também, é claro, que com mais de 95% do mercado de desktops, e mais de 60% do mercado de servidores, essa "carta" tem de ficar ainda na manga. Eles começaram a colocar algumas "poucas" na mesa. Há ainda muita briga pela frente. E vejo que essa "briga" será muito benéfica para o mercado, para os clientes, para todos. Agora um ponto MUITO importante: sou cético quanto aos "batalhadores" dos SL, como todos nós nesta lista: há um grande perigo - quando o mercado Linux (e SL de forma geral) for para o mercado, a "grande fatia de $$$" pode acabar ficando para o mesmo lado... Agora conseguimos "dividir" tostões. Mas quando os "bilhões" começarem a jorrar, bem... Note um bom exemplo: os GRANDES contratos com SL hoje acabam nas mãos de IBM, Novell, HP e companhia bela...




Ada Lemos escreveu:
*This message was transferred with a trial version of CommuniGate(r) Pro*
Microsoft e Novell anunciam acordo

San Francisco (EUA), 2 nov (EFE).- A Microsoft e a Novell anunciaram
hoje em San Francisco um acordo que permita que o sistema operacional
Windows e o Linux operem em conjunto.

O acordo entre a Microsoft e a Novell, líder no movimento do software
em código aberto, pode ter grandes implicações técnicas, econômicas e
legais.

"Isto representa um novo modelo e uma evolução em nossas relações que
os clientes considerarão interessante", disse Steve Ballmer,
presidente-executivo da Microsoft, em um evento em San Francisco que
também contou com a presença de Ronald Hovsepian, executivo da Novell.

O objetivo do acordo é permitir que os consumidores possam usar
sistemas baseados tanto no Windows como no Linux, disse Hovsepian.

Em virtude deste acordo, a Microsoft oferecerá a seus clientes a
oportunidade de conseguirem uma licença para Windows como parte de um
pacote que também inclui a manutenção e apoio para a plataforma Suse
Linux da Novell.

O convênio permitirá que mais empresas utilizem Windows e Linux em
conjunto, sem que surjam problemas.

As duas companhias também planejam melhorar a interação entre o pacote
Office e o OpenOffice.

Além disso, a Microsoft se compromete a não manter seus direitos de
patente com as tecnologias que vierem a se unir ao Suse Linux,
acalmando assim os ânimos dos usuários que evitavam usar o Linux por
temer que a Microsoft lhes acusasse de infringir seus direitos de
propriedade intelectual.

A decisão da Microsoft de se unir à Novell reflete o cada vez mais
importante papel dos softwares de código aberto da Linux.
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil






_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a