Em 14/10/2009, às 17:07, Aracele Torres escreveu:

O projeto é de autoria do senador Gerson Camata (PMDB-ES) e teve como relator o ícone do vigilantismo, ele, o matuto digital do senado, o cara que não cansa de atentar contra a liberdade dos internautas, Eduardo Azeredo (PSDB-MG). O projeto agora seguirá para a câmara e se lá for aprovado segue para a sanção do presidente.

O q vou comentar abaixo *NÃO* é defesa dos citados acima, mas acho interessante notar q a CCJ do Senado tem maioria do *GOVERNO/SITUAÇÃO/ PARTIDOS DE APOIO AO GOVERNO/etc*.

São titulares da CCJ:

Bloco de Apoio ao Governo(PT PR PSB PC DO B PRB):
1. Serys Slhessarenko(PT);
2. Aloizio Mercadante(PT);
3. Eduardo Suplicy(PT);
4. Antonio Carlos Valadares(PSB);
5. Ideli Salvatti(PT);
6. João Pedro(PT).

Maioria(PMDB PP):
7. Pedro Simon(PMDB)
8. Almeida Lima(PMDB)
9. Gilvam Borges(PMDB)
10. Francisco Dornelles(PP)
11. Valter Pereira(PMDB)
12. Wellington Salgado de Oliveira(PMDB)

O Bloco Parlamentar da Minoria(DEM PSDB) tem 9 representantes (entre eles o Azeredo).

E há ainda o Romeu Tuma e o Osmar Dias na comissão.

Assim, se passou, passou não apenas por iniciativa dos Senadores Camata e Azeredo, mas também por concordância ou omissão de outros Senadores. Inclusive daqueles que volta e meia dizem defender Software Livre e afins.

Vale mais criticar aqueles que sabemos ser comprometidos com determinado posicionamento (e agir de forma coerente com esse posicionamento) ou cobrar daqueles que dizem ser contrários ao controle do acesso à Internet?

[ ]s,

OJr.


_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
SAIR DA LISTA ou trocar a senha:
http://listas.softwarelivre.org/mailman/options/psl-brasil

Responder a