Alexandre Oliva wrote:
Ou seja, pre exercer as liberdades, precisam desenvolver novos logos,
ou contratar alguém para fazê-lo, e escolher um novo nome.


Ninguém _precisa_ contratar um profissional de desenvolvimento de marcas
para dar nome a um software.

Então qual o problema de alguém que *quer* exercer as liberdades e
garantir que outros possam exercê-las ir em frente e fazer isso?

A única liberdade que estão pleiteando é a de usar o mesmo nome em
produtos derivados. Eu acho isso difícil de engolir, de verdade. Se o
pessoal da Mozilla Foundation não gosta dos patches da Debian, por que
eles deveriam permitir que o fork fosse redistribuído com a marca deles,
como se fosse o produto original deles?

Se eu fizesse uma distro baseada em Debian, mas totalmente quebrada, com
falhas gritantes de segurança e uma estabilidade de Windows ME, me
deixariam chamá-la de Debian? Eu poderia usar o nome Debian livremente?

A resposta é "Claro que não". Que privilégio a marca Debian tem que a
marca Firefox não pode ter?

Essa criancice toda em torno do Iceweasel

Agradecemos pelo respeito dispensado :-/

Os dois lados estão se comportando como crianças.

É uma fragmentação de marca.

Criada única e exclusivamente por quem detém o controle da marca,
visto que obriga os demais a agirem exatamente como estão agindo.

Marcas servem como referência. Como você sabe que um tênis Nike é melhor
do que um Ki-Chute? Como você sabe que um servidor Sun é melhor que um Tyan?

Um leigo vai olhar pro IceWeasel e achar que é uma imitação (ou pior:
uma paródia) do Firefox. Leigos torcem o nariz pros vários Linux
exatamente por isso - porque Microsoft e Windows são marcas fortes.

É um erro estratégico forçar esse fork.


_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a