On 27/05/2008, at 14:17, Pablo Sánchez wrote:


E é aí que não adianta nada pedir um número que qq um vai na internet e pega...

Pois é, mas aí vamos reclamar de quem teve a infeliz idéia de liberar essa consulta, não de quem teve a idéia de utilizar o número como ferramenta pra atenuar um risco.


Concluindo, o CPF identifica o contribuinte, MAS não necessariamente
identifica quem de fato enviou a declaração.

Nem o número da declaração do ano passado. :-/

O que ele faz é dificultar que um cara "comum" seja capaz de enviar uma declaração em seu lugar.

Mesmo seu eu soubesse o seu CPF, tenho certeza de que não seria capaz de obter o tal número da sua declaração do ano anterior (isto é, **antes** de terem liberado a consulta). Pelo menos não seria capaz sem ter de ter um trabalho razoável pra conseguir entrar nas bases do Serpro/Receita, fazer uma engenharia social com quem trabalha lá, etc. Lembra daquele princípio de que é melhor você ter qualquer sistema contra roubo em seu carro do que não ter nenhum? A idéia não é evitar 100% que o assaltante leve seu veículo, mas sim fazer com que ele vá procurar um carro que dê menos trabalho pra roubar. Eu sei que não é algo exatamente "politicamente correto", mas que é essa a idéia desses vendedores de alarmes e trancas, isso é.

Assim, IMHO, é bastante razoável achar que era uma medida simples (bem mais simples do que cobrar certificados digitais de senhores de 65 anos ou mais), porém bastante eficaz contra aquilo que ela pretende prevenir: o envio fraudulento de declarações de imposto de renda. Infelizmente, com a liberação da consulta via internet isso foi pro saco e voltamos à situação inicial.

[ ]s,

olival.junior_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a