Entendi, é uma variação da mesma suposição: suponha que para n suficientemente 
grande, as razões a_n/a_(n-1), a_(n+1)/a_n, a_(n+2)/a_(n+1)... guardem uma 
mesma proporção, chamada phi, o que significa que para achar o termo seguinte 
multiplicamos o antecedente por phi, já que a_n/a_(n-1)=phi ==> 
a_n=phi*a_(n-1), isto implica uma sequência phi, phi^2, phi^3,...,phi^n, daí 
sua formulação, eu a entendi !

Minha dúvida, acho que é mais uma questão de lógica, é: você chegou ao valor do 
limite SUPONDO q ele exista, quando você não sabe a priori se ele existe ou não.

em outras palavras: supor que ele exista, e em decorrência disso achar um valor 
definido para ele, faz PROVA de sua existência? 

ou ainda de outra forma: supor a existência de algo em matemática, a partir 
dessa suposição chegar a uma certa conclusão (algo=x) sem contradições, faz 
prova da veracidade? se a suposição fosse falsa necessariamente eu acharia uma 
contradição?

é que eu construí uma prova sem usar nenhuma suposição de existência, apenas a 
partir da definição f(n+2)=f(n+1)+f(n), o que é "dado"... mas acho q foi um 
furo de lógica da minha parte não ter seguido o caminho menos braçal 
(inexperiência com provas lógicas)

abraços

----- Mensagem original ----
De: Rodrigo Renji <[EMAIL PROTECTED]>
Para: obm-l@mat.puc-rio.br
Enviadas: Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 21:15:57
Assunto: Re: [obm-l] Res: [obm-l] provas de convergência: sequência de 
fibonacci e análogas

Rodrigo, você esta falando da forma geral dos termos da sequência de fibonacci?
se for ela pode ser deduzida assim
a sequencia de fibonacci satizfas a recorrencia
f(n+2)=f(n+1)+f(n)
com condições iniciais f(0)=1=f(1) (ou f(1)=f(2)=1)

um meio é chutar uma solução do tipo f(n)=b^n
ficando com
b^(n+2)=b^(n+1)+b^(n)
b^n .b² =b^n. b + b^n, queremos b^n diferente de zero
dai temos
b²=b+1
b²-b-1=0
então b=[1+ou -raiz(5)]/2

logo as soluções ficam
f(n)=c1.b1^n +c2.b2^n, onde b1 e b2 são as soluções da equação do
segundo grau acima c1 e c2 são constantes que devem ser determinadas
pelas condições iniciais da recorrencia, que no caso seriam
f(0)=1=f(1), tendo essas informações se chega na formula geral da
sequencia de fibonacci

tenho outro meio de chegar na mesma resposta usando operadores Delta
vou definir assim
Df(n)=f(n+1)-f(n) e o operador expansão Ef(n)=f(n+1)
E²f(n)=f(n+2)
é possivel fazer o seguinte
f(n+2)=f(n+1)+f(n)
E²f(n)=Ef(n)+f(n)
(E²-E-1)f(n)=0
que pode ser fatorado
(E-b1)(E-b2)f(n)=0
as soluções são f(n)=c1.b1^n+c2.b2^n
pois os operadores (E-b1)(E-b2), ZERAM esse tipo de função

abraços



Em 28/11/07, Rodrigo Cientista<[EMAIL PROTECTED]> escreveu:
> Nicolau, realmente eu estava me referindo à sequência das razões a_n/a_(n-1)
>
> Algo que eu não consegui entender é: vc se baseia na suposição de que o 
> limite existe, e caso ele exista é phi, isso que não entra na minha cabeça!
>
> Supondo que o limite existe, ele é igual a phi, mas eu não sei se ele existe, 
> então não entendi como usar a suposição da sua existência na prova de sua 
> própria existência. Eu não deveria, por exemplo, supor que ele não existe e 
> identificar a contradição decorrente dessa suposição (uma forma de prova)? Eu 
> nunca tinha visto a fórmula que você apresentou... chegou-se a essa fórmula 
> sem supor a existência do limite?
>
> Me perdôe se a pergunta é tôla, sou apenas um amador...
>
> Aguardo comentários
>
>
>
> > Não entendi.
> >
> > A seq de Fibo tende para +infinito então ela diverge (trivialmente).
> >
> > Pela sua mensagem suspeito que você esteja querendo provar que existe
> > o limite lim a_(n+1)/a_n.
> > Se for isso, segue facilmente da fórmula
> >
> > a_n = A phi^n + B phib^n
> >
> > onde phi = (1+sqrt(5))/2, phib = (1-sqrt(5))/2.
> >
> > Como phi > 1 e -1 < phib < 0 temos lim a_n/(A phi^n) = lim ( 1 +
> > (B/A)*(phib/phi)^n ) = 1 desde que A seja diferente de 0.
> > Assim  lim a_(n+1)/a_n = lim (A phi^(n+1))/(A phi^n) = phi.
> >
> > On Nov 27, 2007 9:58 PM, Rodrigo Cientista
> > <[EMAIL PROTECTED]> wrote:
> > > Alguém conheceria uma prova de convergência da sequência de fibonacci? ou 
> > > sequências com a mesma regra de formação (a de lucas, por exemplo: 
> > > 1,3,4,7,11,18...)
> > >
> > > Dei uma prova de convergência "feia"  a partir da sequência de lucas (mas 
> > > o mesmo argumento vale para a sequência de fibonacci e qualquer outra)
> > >
> > > Repare que achar a razão áurea (pelo menos pelo método tradicional***) 
> > > não prova a convergência da sequência
> > >
> > > ***seja an = an-1 + an-2 a regra de formação; SE a sequência das razões 
> > > an/an-1converge para um limite L, então quando n--> infinito, an/an-1 --> 
> > > L
> > >
> > > na verdade, no limite an/an-1 = L,  como an+1 = an + an-1, an/an-1 = (an 
> > > + an-1)/an = 1+an-1/an ==>  L = 1 + 1/L ==> L^2 - L - 1 = 0 ==> L = (1 
> > > +ou- 5^1/2)/2,
> > >
> > > desprezando-se o caso do sinal negativo (pois an é sempre maior que an-1 
> > > e no caso negativo L seria < 1)
> > >
> > > Mas tudo isso baseado na suposição, gostaria de ver uma prova da 
> > > convergência mais bonita... (a minha é muito grande pra esse espaço)
> > >
> > >
> > >      Abra sua conta no Yahoo! Mail, o único sem limite de espaço para 
> > > armazenamento!
> > > http://br.mail.yahoo.com/
> > >
> > > =========================================================================
> > > Instruções para entrar na lista, sair da lista e usar a lista em
> > > http://www.mat.puc-rio.br/~obmlistas/obm-l.html
> > > =========================================================================
> > >
> >
> > =========================================================================
> > Instruções para entrar na lista, sair da lista e usar a lista em
> > http://www.mat.puc-rio.br/~obmlistas/obm-l.html
> > =========================================================================
> >
>
> =========================================================================
> Instruções para entrar na lista, sair da lista e usar a lista em
> http://www.mat.puc-rio.br/~obmlistas/obm-l.html
> =========================================================================
>
>
>      Abra sua conta no Yahoo! Mail, o único sem limite de espaço para 
> armazenamento!
> http://br.mail.yahoo.com/
>
> =========================================================================
> Instruções para entrar na lista, sair da lista e usar a lista em
> http://www.mat.puc-rio.br/~obmlistas/obm-l.html
> =========================================================================
>

=========================================================================
Instruções para entrar na lista, sair da lista e usar a lista em
http://www.mat.puc-rio.br/~obmlistas/obm-l.html
=========================================================================


      Abra sua conta no Yahoo! Mail, o único sem limite de espaço para 
armazenamento!
http://br.mail.yahoo.com/

=========================================================================
Instruções para entrar na lista, sair da lista e usar a lista em
http://www.mat.puc-rio.br/~obmlistas/obm-l.html
=========================================================================

Responder a