Salve, salve, pessoal!

Bom, antes de mais nada, quero dizer que estou muito feliz de entrar neste
barco e disposta a navegar por mares tranquilos e revoltos, mas que
certamente nos farão desbravar novos caminhos e construir processos,
adquirir experiências e trocar muito.

Gostaria de agradecer muitíssimo a todos os que participaram desse
processo, bem como a todos os que já estiveram em contato, conversaram,
perguntaram, compartilharam informações, dicas, dúvidas, receios e tudo
mais.

Inicio hoje já com essa viagem por quatro capitais, tendo a oportunidade de
encontrar e trocar ideias com vários de vocês. Quero muito conhecê-los e
ouvi-los. Mas sei que vamos nos conhecer mais e mais ao longo do tempo,
buscando encontrar uma dinâmica instigante, criativa, solidária e generosa.
Eu me lembro de quando li pela primeira vez a carta de princípios da
Wikimedia e vi que é muito próxima e parecida com a carta de princípios do
Intervozes, organização pra cuja construção contribui nos últimos quase 10
anos e que me ensinou muito, muito mesmo, sobre construção coletiva, sobre
encontros e desencontros, sobre a arte de equacionar tempo coletivo e
demandas urgentes, etc. E tudo o que sei é que não existe fórmula. Existe,
sim, vontade de se fazer as coisas juntos para avançar.

Temos um grande desafio pela frente e espero que possamos trabalhar muito
juntos - tanto nas atividades da Fundação, como nas atividades do capítulo
e da comunidade como um todo. Vamos afinando responsabilidades,
expectativas, desejos conforme formos nos conhecendo, ouvindo e construindo
oportunidades comuns, comunitárias, agregadas.  Não há nada pronto - e esse
é o maior desafio e, ao mesmo tempo, o maior prazer. Nós podemos criar
juntos o que seremos no Brasil.

Sei que estamos em uma comunidade lusófona, e quero muito conhecer melhor a
realidade dos demais países de língua portuguesa (certamente será outro
enorme desafio e conto com o apoio de vocês). Mas, por ora, restringindo-me
ao que me é mais familiar, diria que o Brasil está em um momento
riquíssimo, ao meu ver, no que tange à reivenção das formas de produzir e
compartilhar conhecimento, nas relações de troca e experiências comuns que
surgem em todos os cantos do país, a partir da realidade das mais diversas
comunidades. Vejo um altíssimo potencial de inovação nas relações de
produção e compartilhamento de informação, cultura, conhecimento no Brasil.
E a hora é agora. Tem sido nos últimos 10 anos e será também nos próximos
10.

Estou lendo um bocado e ainda há muito por ler e ouvir - vocês têm uma
longa história aqui, acúmulo coletivo, relações estabelecidas. E, apesar de
acompanhar a Wikimedia como projeto há bastante tempo, eu não estava aqui
no cotidiano da comunidade. Claro que isso pode trazer um descompasso no
início, mas a ideia é correr atrás e espero que nossas vivências e
histórias possam resultar em algo muito bacana pra todos nós.

Gostaria de agradecer muitíssimo ao Barry, à Jessie, à Winifred, à Pat, ao
Everton, ao Castelo, à Megan, Steven e Maryana, e a todos os outros da WMF
que tive a oportunidade de conhecer, por todo o processo até aqui - da
seleção a este email do Barry. Também gostaria de agradecer ao Rodrigo, ao
Márcio, ao Mateus, ao Vinicius, à Juliana, ao Otávio, ao Claudio, ao Vitor,
ao Névio, à Béria, à Luca, ao Juliano (e já de antemão ao Abdo), pelos
papos, explicações, perguntas  (certamente haveria muitos outros a
mencionar, mas estes me saltaram à mente). E, também, à Carolina Rossini,
que sintetizou a proposta de esqueleto do programa a partir da relação com
a Fundação e a Comunidade. Só vim ficando mais animada com essa nova
empreitada a cada encontro com vocês. E também agradeço a todos os
companheiros do movimento de cultura e conhecimento livres, que não estão
nesta lista mas me apoiaram nesse percurso.


Vamos nessa!

Ah, sim, e adoraria saber: o que vocês esperam desse novo período e como
vêem as oportunidades pela frente?

Este é só o começo de uma longa jornada. Conto com vocês. E me coloco à
disposição para contarem comigo também.

E boa sorte pra todos nós.
Abração,
Oona

2012/3/1 Everton Zanella Alvarenga <everton...@gmail.com>

> Seja muito bem-vinda a Wikimedia Brasil, Oona!
>
> Estou certo que fará um ótimo trabalho e que a comunidade vai gostar
> de você. Eu não conhecia a Oona até o dia da entrevista. Se eu começar
> falar bem dela agora, vou atrasar um poupo o trabalho que tenho que
> terminar até amanhã. :P
>
> Então fica a mensagem curtinha e o desejo de boa sorte nessa nova
> empreitada! Muitos desafios e coisas o que aprender com todo mundo e
> ensinar também, pois sua experiência tem muito a agregar a nosssa
> comunidade!
>
> Abração!
>
> Tom
>
> _______________________________________________
> WikimediaBR-l mailing list
> WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
> https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l
>
_______________________________________________
WikimediaBR-l mailing list
WikimediaBR-l@lists.wikimedia.org
https://lists.wikimedia.org/mailman/listinfo/wikimediabr-l

Responder a