Não tenho opnião forte no assunto, mas discordo do Arlindo. Não há justificativa para manter a rua como apenas um segmento, mas existem razões para ela ser quebrada em trechos menores. Uma que conheço é para melhorar o endereçamento do Nominatim. No reverse geocode ele utiliza a rua mais próxima do ponto solicitado, mas para identificar o endereço ele usa o centroide da rua encontrada. Logo, se a rua/avenida cruzar mais de um bairro ou vizinhança ele pode informar o nome da rua correto no bairro/local errado.

Quebrar a rua em trechos menores não traz nenhum problema e acaba sendo um processo natural no mapeamento ao introduzir relações de restrição, diferentes superfícies, diferentes larguras, velocidade máxima, etc.




Em Qui, Set 22, 2016 em 6:32 , George Silva <georger.si...@gmail.com> escreveu:
Sim Arlindo. Mas minha dúvida é: este dado, usualmente não deveria ser quebrado no OSM?

2016-09-22 18:17 GMT-03:00 Arlindo Pereira <arlindosaraivapere...@gmail.com>:
Legal!

Quanto à sua dúvida: parte da dificuldade de se mapear os transportes públicos é justamente quebrar as vias em múltiplos pedaços para múltiplas rotas - e o momento seguinte, eventualmente alterar categorias da via em todos esses segmentos. No caso, a interface teria que ter alguma opção para dado um ponto que intersecta duas linhas, segmentasse as duas, resultando em 4 linhas.


[]s
Arlindo Pereira

Em 22 de setembro de 2016 17:07, George Silva <georger.si...@gmail.com> escreveu:
Pessoal, uns dias atrás falei de um projeto de integração com o Overpass para que as prefeituras pudessem manter os dados de linhas de transporte, baseados no OSM.

Bem, fiz uns testes de integração, usando o Leaflet, Jquery e mais umas besteirinhas para testar o que queremos aqui na empresa, no momento de construir e editar o trajeto.

O projeto está disponível aqui:

https://gitlab.sigmageosistemas.com.br/dev/overpass-selector

Ele depende do bower para ser rodado.

Para rodar, instale o bower e clone o repositório.

Dentro da pasta do repositório, digite bower install. Ele irá instalar as dependências todas. Após essa instalação, abra a página index.html.

O funcionamento é simples. Dê um duplo clique para definir um ponto e um segundo duplo clique para definir o segundo ponto. A aplicação irá se comunicar nesse momento com o Overpass e trazer todas as ways dentro desse envelope.

A partir disso, ele permite que você selecione as vias, clicando nas mesmas.

É só uma prova de conceito, mas acho que vai ser útil aqui

.




Uma dúvida: no segundo screenshot, vocês podem ver que a via possui muitos trechos. No momento de mapear, não seria ideal que estes trechos estejam quebrados? Na verdade, farei outro email sobre isso.

Abraços

--
George R. C. Silva
Sigma Geosistemas LTDA
----------------------------
http://www.sigmageosistemas.com.br/

_______________________________________________
Talk-br mailing list
Talk-br@openstreetmap.org
https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br



_______________________________________________
Talk-br mailing list
Talk-br@openstreetmap.org
https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br




--
George R. C. Silva
Sigma Geosistemas LTDA
----------------------------
http://www.sigmageosistemas.com.br/
_______________________________________________
Talk-br mailing list
Talk-br@openstreetmap.org
https://lists.openstreetmap.org/listinfo/talk-br

Responder a